Em 3 meses, senadores acumulam 274 faltas

Data de Divulgação

7.mai.2011

O escândalo

Apenas 11 dos 81 senadores compareceram às 31 sessões deliberativas realizadas nos 3 primeiros meses de legislatura, noticiou o "Correio Braziliense" em 7.mai.2011. Juntos, os congressistas têm 274 faltas, informou o jornal.

Entre os mais faltosos, segundo o "Correio", estão Garibaldi Alves (PMDB-RN), João Alberto (PMDB-MA), Cristovam Buarque (PDT-DF), Mário Couto (PSDB-PA) e Lobão Filho (PMDB-MA).

O texto do jornal informa que Cristovam Buarque faltou a 11 das 31 sessões deliberativas porque foi operado para retirada de uma hérnia. "A operação se complicou e o senador ficou internado para se recuperar", publicou o "Correio".

Garibaldi Alves, 87 anos, é o senador mais idoso da legislatura. Faltou a 12 sessões, igual a João Alberto. Lobão Filho faltou a 9 sessões. Mário Couto falou a "32,3% das sessões", informou o jornal.

Outro lado
O motivo das faltas de Cristovam Buarque (PDT-DF), segundo o "Correio", é a complicação de uma cirurgia de retirada de hérnia pela qual o senador passou.

A assessoria de Garibaldi Alves (PMDB-RN) disse que o senador estava de licença quando se ausentou das sessões, relatou o "Correio". Uma das licenças foi usada para cuidar de problemas pulmonares. Outra, para realizar atividades parlamentares e partidárias.

João Alberto (PMDB-MA), por meio de sua assessoria, afirmou que pode ter deixado de registrar presença, mas estava em plenário durante as sessões deliberativas, noticiou o "Correio". "O gabinete alega que todas as ausências de João Alberto estão justificadas e, entre os argumentos dos ofícios que são enviados à Mesa Diretora, está a realização de atividade parlamentar no Maranhão", disse a reportagem.

A assessoria de Lobão Filho (PMDB-MA) explicou que, das 9 vezes em que o senador deixou de participar das reuniões de votação, em 3 estava com atestado médico. Em outras 2 faltas, Lobão Filho deixou o plenário para atender audiência em seu gabinete e, apesar de estar na Casa, não teria registrado novamente presença durante a votação nominal. Nos outros dias, tinha licença particular, segundo noticiou o "Correio".

O que aconteceu?

Nada.

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos