49. Senado tira da internet informações sobre viagens

Data de Divulgação

16.jun.2011

O escândalo

O Senado retirou do Portal da Transparência detalhes sobre as passagens áreas pagas pela Casa que são usadas por senadores e assessores, noticiou o jornal "Correio Braziliense" em 16.jun.2011 (aqui para assinantes do jornal e aqui para todos os internautas no site do Ministério do Planejamento).

Antes da mudança, ficavam expostas ao público informações sobre destino, companhia aérea, data e nome do passageiro. "Agora, constam só o valor das passagens, o número da fatura e a empresa responsável pela compra, a Sphaera Turismo e Representações", relatou o Correio.

O contrato do Senado com a empresa existe desde 2005, disse a reportagem. Desde então, a Casa já gastou R$ 133, 2 milhões com passagens, sendo que empresa compra os bilhetes e depois apresenta notas fiscais dos bilhetes à Casa.

Outro lado
A assessoria de imprensa do Senado informou, segundo publicado pelo "Correio", que as informações detalhadas sobre as viagens pagas pela Casa foram retiradas temporariamente do ar para ajuste técnico". Segundo o jornal, não foi estabelecido prazo para as informações voltarem à página.

"Os dados, segundo a Casa, estão sendo adaptados pelas assessorias dos senadores e pela área técnica para atender a implementação do "cotão"", publicou o jornal.

"Cotão", segundo o "Correio", seria uma novidade no Senado: trata-se de uma verba para que os próprios gabinetes dos senadores comprassem as passagens, sem precisar de uma empresa intermediária.

O que aconteceu?

Nada.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos