Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/saude/album/2012/10/30/problemas-de-visao-provocam-dor-de-cabeca-veja-mitos-e-verdades-sobre-o-assunto.htm
  • totalImagens: 22
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20121030124916
    • Bem-Estar [12397]; bem-estar/mito ou verdade [61603];
Fotos
Enxaqueca e cefaleia são sinônimos. MITO: cefaleia é o nome que se dá a qualquer tipo de dor de cabeça. Já a enxaqueca é uma doença neurológica e genética que pode ou não causar dor de cabeça. "Quando causa, as características da dor são peculiares", diz o neurologista Abouch Krymchantowski. A dor é descrita como latejante e unilateral e os pacientes costumam apresentar outros sintomas durante a crise, como sensibilidade à luz e ao som, intolerância a odores, náuseas e vômito Thinkstock Mais
Problemas no fígado ou estômago causam enxaqueca. MITO: não há indícios de relação entre a dor de cabeça e tais doenças. Alguns alimentos, no entanto, podem deflagrar crises de enxaqueca e causar mal-estar em pessoas sensíveis a eles. Nestes casos, a dor é desencadeada pela ingestão desses produtos e não por alguma questão digestiva. Além disso, durante a crise de dor, o estômago se dilata e fica paralisado como parte do próprio processo químico da dor. Aqui ocorre a sensação desagradável de indigestão e enjoo que faz os pacientes pensarem em causa digestiva ou alimentar Thinkstock Mais
Quem tem pressão alta sofre mais de dor de cabeça do que quem não tem. MITO: não há indícios de relação entre a cefaleia e o aumento da pressão sanguínea. Na maioria da vezes, a pressão alta é uma resposta do organismo à dor, uma consequência da dor de cabeça e não a causa Thinkstock Mais
As crises de dor de cabeça pioram após a menopausa. MITO: De modo geral, as cefaleias, especialmente a enxaqueca, melhoram após a menopausa. "Isso se dá porque após a menopausa não ocorrem mais as flutuações dos níveis de estrogênio que, com frequência, desencadeiam as crises", explica Ida Fortini, neurologista do Hospital das Clínicas de São Paulo Thinkstock Mais
Dor de cabeça forte e frequente é indício de alguma doença grave. MITO: há tipos de dor de cabeça primárias, como a enxaqueca e a cefaleia em salvas (com duração de 15 a 180 minutos e que causa inquietude ou agitação no paciente) que podem causar grande dor, mas sem gravidade. Já tumores e aneurismas, apesar de geralmente causarem dor de cabeça, são doenças de evolução muito rápida. Por isso, não podem causar cefaleias de evolução crônica e prolongada. Em todos os casos, vale uma investigação mais profunda e uma consulta ao médico para saber qual é o problema Thinkstock Mais
Quem tem sinusite vai ter também dor de cabeça. MITO: a sinusite aguda (causada por uma gripe ou resfriado mal curados ou devido à uma reação alérgica) pode vir acompanhada de dor nos seios da face. Já a sinusite crônica (que geralmente acomete pessoas com asma ou com alergia à poeira, mofo, pólen e poluição) não causa dor de cabeça, segundo o neurologista Abouch Krymchantowski Thinkstock Mais
Para qualquer tipo de dor de cabeça, tomar um analgésico o mais rápido possível é o ideal. MITO: doses progressivamente mais altas e frequentes desses medicamentos ao longo dos anos podem perpetuar a cefaleia, tornando-a um problema crônico, afirma Mario Peres, neurologista do hospital Albert Einstein. O tratamento ideal, nestes casos, é com drogas que modulam os mecanismos da dor no cérebro e não com as que atuam apenas no sintoma dor Thinkstcok Mais
Quem tem dor de cabeça deve evitar comer chocolate. MITO: apenas os pacientes que percebem clara relação entre a ingestão do chocolate e a crise de dor de cabeça devem fazê-lo. "Mesmo assim, nem sempre que comerão chocolate terão a dor", afirma o neurologista Abouch Krymchantowski Thinkstock Mais
Café é bom para dor de cabeça. PARCIALMENTE VERDADE: em pequenas quantidades, a cafeína, presente no café, pode funcionar como analgésico. Isso porque ela tem efeito vasoconstritor, ajudando na manutenção do calibre dos vasos cerebrais que, na dor de cabeça, ficam dilatados. No entanto, quem ingere doses maiores que 200 mg por dia (o equivalente a quatro xícaras de café) por mais de duas semanas, pode sentir dor de cabeça quando deixa de ingerir a bebida abruptamente, uma espécie de crise de abstinência, segundo a Sociedade Brasileira de Cefaleia Thinkstock Mais
Dor de cabeça frequente pode ser sintoma de tumor cerebral. PARCIALMENTE VERDADE: nem todos os pacientes com tumores cerebrais têm cefaleia. É muito pouco comum que o paciente tenha cefaleia como manifestação inicial de um tumor e que a dor de cabeça seja o único sintoma do tumor. No entanto, se uma pessoa que não sofre de dor de cabeça começa a tê-las com frequência e com piora progressiva, vale consultar um neurologista Thinkstock Mais
Problemas de visão podem dar dor de cabeça? VERDADE: e são motivo frequente de consultas, principalmente em crianças. Problemas relacionados à refração, como a hipermetropia, levam a pessoa a fazer um grande esforço para enxergar e podem dar dor de cabeça. O astigmatismo, pela dificuldade de focalizar e enxergar nítido, é outra causa frequente de dor de cabeça. Já a insuficiência de convergência (dificuldade de ambos os olhos de acompanhar um objeto próximo), comum em crianças, pode causar dor de cabeça quando a pessoa é forçada, por exemplo, a estudar por longos períodos. Há ainda o glaucoma, que muitas vezes não causa sintoma nenhum, mas quando há aumento súbito da pressão no olho, pode dar dor intensa no olho e ao redor, algo que a pessoa pode entender como dor de cabeça (mesmo não sendo). Thinkstock Mais
Colocar algo gelado sobre a testa melhora a dor de cabeça. PARCIALMENTE VERDADE: isso só é válido para quem sofre de enxaqueca. Durante as crises, colocar sobre a testa qualquer material gelado, como bolsas de água e toalhas molhadas, pode aliviar as dores. "Na enxaqueca ocorre dilatação dos vasos extracranianos e o estímulo frio causa vasocontrição, que ajuda conter a crise", afirma Ida Fortini, neurologista do Hospital das Clínicas de São Paulo Thinkstock Mais
Alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas pioram a dor de cabeça. PARCIALMENTE VERDADE: "Há pacientes com dor de cabeça crônica que nada têm a ver com a ingestão de tais substâncias", afirma o neurologista Abouch Krymchantowski. Quem sofre de enxaqueca, no entanto, pode ter as crises pioradas com a ingestão de bebidas alcoólicas, assim como pessoas mais sensíveis ao comerem alimentos gordurosos, informa Mario Peres, neurologista do hospital Albert Einstein Thinkstock Mais
AVC e aneurisma começam com uma forte dor de cabeça. PARCIALMENTE VERDADE: alguns AVCs podem começar com cefaleia, embora não seja o mais comum. Já os aneurismas só causam dor de cabeça quando se rompem. "O aneurisma existe por décadas antes de se romper, geralmente sem nenhum tipo de sintoma ou sinal", afirma a neurologista Ida Fortini, do Hospital das Clínicas de São Paulo Thinkstock Mais
Quem passa muito tempo sem comer pode sentir dor de cabeça. VERDADE: o jejum prolongado pode desencadear crises de enxaqueca. "Geralmente as pessoas com enxaqueca são sensíveis a qualquer quebra em sua rotina, como comer fora de horário, se privar do sono, dormir demais etc. E todos esses são fatores que ajudam a desencadear as crises", diz Ida Fortini, neurologista do Hospital das Clínicas de São Paulo Thinkstock Mais
Dor de cabeça frequente pode ser uma disfunção da ATM. VERDADE: a disfunção da articulação têmporo-mandibular é uma causa de cefaleia ou de agravamento de dores de cabeça de outra natureza, pois os músculos mastigadores, sobrecarregados pela alteração de função da articulação, geram impulsos dolorosos Thinkstock Mais
Exercícios físicos ajudam a aliviar a dor de cabeça. VERDADE: segundo a Sociedade Brasileira de Cefaleia, a prática regular de exercícios evita que venham as crises de dor de cabeça, pois o organismo produz endorfinas, regulariza a produção de neurotransmissores e torna-se mais resistente à dor. As cefaleias do tipo tensional (causadas por tensão ou contração dos ombros, pescoço, couro cabeludo e face) são aliviadas pelo exercício, mesmo na hora da dor. Já a atividade física durante uma crise de enxaqueca pode piorá-la Thinkstock Mais
Alimentos muito gelados podem dar dor de cabeça. VERDADE: em pessoas mais sensíveis, qualquer alimento ou líquido gelado pode deflagrar crises intensas e de duração breve, chamadas de cefaleia do sorvete, que passam em segundos e diminuem de frequência se o paciente ingere o alimento gelado em velocidade e quantidades menores Thinkstock Mais
Estresse, ansiedade, tensão e preocupações causam dor de cabeça. VERDADE: eles podem disparar os sistemas de defesa do organismo, como o da dor, segundo a Sociedade Brasileira de Cefaleia. Com isso, podem, eventualmente, causar cefaleia. Mas quando a dor de cabeça começa a ficar frequente, ela deve ser investigada mais a fundo, pois pode ter outras razões além do estresse Thinkstock Mais
As enxaquecas tendem a ser mais concentradas no período menstrual ou pré-menstrual. VERDADE: um dos maiores estímulos deflagradores de crises de enxaqueca é a variação do estrogênio no sangue no período pré-menstrual. Isso faz com que algumas mulheres piorem muito ou mesmo tenham dor apenas nessas fases do mês Thinkstock Mais
Vento frio no rosto dá dor de cabeça. VERDADE: existe a cefaleia do estímulo frio (tanto por ingestão de alimentos ou bebidas geladas, como também por frio ambiental), que pode causar dor de cabeça em pessoas mais sensíveis. Isso ocorre devido à sensibilização e à estimulação intensa dos receptores de dor causadas pela diminuição da temperatura Elisa Rodrigues/Futurapress Mais
Quem tem bruxismo pode acordar com dor de cabeça. VERDADE: os músculos mastigadores de quem sofre deste mal trabalham de forma muito mais acentuada do que o normal e eles não são adaptados para isso. São músculos que podem desenvolver grandes contrações, porém, não por tempo prolongado. Isso provoca dor na musculatura mastigatória, que pode se irradiar para o crânio, dando origem a uma dor semelhante à da cefaleia tensional. "Porém nesta, a dor é geralmente na região posterior do crânio, frontal ou em toda a cabeça. E nem sempre há dor na musculatura mastigatória", explica diz Ida Fortini, neurologista do Hospital das Clínicas de São Paulo Thinkstock Mais

Problemas de visão provocam dor de cabeça? Veja mitos e verdades sobre o assunto

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE UOL SAÚDE



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos