Dilma abordará tema da imigração em viagem ao Haiti

Rafael Rosas, no Rio de Janeiro

A imigração em massa de haitianos para o Brasil será um dos temas tratados pela presidente Dilma Rousseff na visita que fará ao país caribenho no começo de fevereiro.

O ministro de Relações Exteriores, Antônio Patriota, afirmou que o tema já está "bem equacionado" com a decisão do governo brasileiro de permitir a entrada de até 1.200 haitianos por ano para trabalhar.

Patriota, que participou de evento no Rio de Janeiro, ressaltou que a visita já estava acertada para acontecer após a posse do novo presidente do Haiti, Michel Martelly, que ocorreu em maio.

Agora, com a escolha de Garry Conille para o posto de primeiro-ministro - que assumiu em outubro - completou-se a formação do gabinete de governo, propiciando a visita de Dilma ao país. "Vamos retomar a cooperação [com o país caribenho]", disse Patriota.

O ministro embarca esta semana para Davos, na Suíça, para participar do Forum Econômico Mundial. Segundo ele, um dos temas centrais de sua participação no evento será a Rio +20, que acontece na capital fluminense em junho.

"[A Rio +20] Fornecerá plataforma para se debater desde a crise econômica, até modelos de inclusão social e até as grandes questões ambientais e como reconciliar os três", disse Patriota a jornalistas.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos