Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Tiroteio em escola no Rio de Janeiro
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/110407tiroteiorj_album.htm
  • totalImagens: 176
  • fotoInicial: 1
  • imagePath: http://n.i.uol.com.br/ultnot/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20120404151725
    • tiroteio [29144]; Violência [9141]; Segurança pública [33342];
    • Rio de Janeiro [5108]; Realengo [50847];
Fotos
Um homem armado invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, e efetuou vários disparos. As primeiras informações são de que pelo menos 15 pessoas ficaram feridas e o atirador teria morrido Reprodução de TV/Globonews Mais
Um homem armado invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, e efetuou vários disparos. As primeiras informações são de que pelo menos 15 pessoas ficaram feridas e o atirador teria morrido. Na foto, helicóptero resgata feridos Reprodução de TV/Globonews Mais
Um homem armado invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, e efetuou vários disparos. As primeira informações são de que pelo menos 15 pessoas ficaram feridas e o atirador teria morrido. Na foto, helicóptero resgata feridos Reprodução de TV/Globonews Mais
Um homem armado invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, e efetuou vários disparos. As primeiras informações são de que pelo menos 15 pessoas ficaram feridas e o atirador teria morrido. Na foto, helicóptero resgata feridos Reprodução de TV/Globonews Mais
Imagem aérea do Google mostra localização da escola municipal Tasso da Silveira, na rua General Bernardino de Matos, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro Reprodução/Google Mais
Foto aérea mostra movimentação de ambulâncias, policiais e moradores perto da escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro Genilson Araujo / Parceiro / Agência O Globo Mais
Foto aérea mostra movimentação de ambulâncias, policiais e moradores perto da escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro Genilson Araujo / Parceiro / Agência O Globo Mais
Um dos feridos em tiroteio na escola municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro é levado para ambulância Gabriel de Paiva / Agência O Globo Mais
Movimentação de ambulâncias, policiais e moradores perto da escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro Luiz Gomes/Futura Press Mais
Movimentação de ambulâncias, policiais e moradores perto da escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro Luiz Gomes/Futura Press Mais
Movimentação de ambulâncias, policiais e moradores perto da escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro Luiz Gomes/Futura Press Mais
Homem em frente à escola municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, com camisa manchada de sangue. O HemoRio, banco de sangue do Rio de Janeiro, precisa de doações para atender os feridos Luiz Gomes/Futura Press Mais
Escola municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, foi lacrada após tiroteio. A direção da unidade de ensino informou que o homem se passou por um palestrante para entrar na escola Luiz Gomes/Futura Press Mais
Movimentação de ambulâncias, policiais e moradores perto da escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro Zulmair Rocha / UOL Mais
Helicóptero da polícia sobrevoa região da escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro Zulmair Rocha / UOL Mais
Bombeiro Félix tem uniforme manchado de sangue após um homem ter invadido a Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro. O HemoRio, banco de sangue do Rio de Janeiro, precisa de doações para atender os feridos Jadson Marques/Futura Press Mais
Helicóptero pousa com feridos no tiroteio ocorrido na Escola Municipal Tasso da Silveira nos arredores do Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro. O HemoRio, banco de sangue do Rio de Janeiro, precisa de doações para atender os feridos Jadson Marques/AE Mais
Movimentação de ambulâncias, policiais e moradores perto da escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro Wagner Meier/Fotoarena/AE Mais
Moradores protestam em frente à escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã Victor R. Caivano/AP Mais
Moradora da região da escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã Victor R. Caivano/AP Mais
Moradores protestam em frente à escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã Antonio Lacerda/EFE Mais
O canal de televisão GloboNews divulgou uma foto de homem que seria o atirador Wellington Menezes de Oliveira, de 24 anos. Em entrevista à rádio Band News do Rio de Janeiro, Roselane, a irmã adotiva de Wellington, 24, disse que ele estava muito ligado ao Islamismo, não saía muito de casa e ficava o tempo inteiro no computador Reprodução de TV Mais
Policiais em frente à escola municipal Tasso da Silveira, onde um tiroteio matou 10 pessoas na zona oeste do Rio de Janeiro Antonio Lacerda/EFE Mais
Moradores protestam em frente à escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã Antonio Scorza/AFP Mais
A presidente Dilma Rousseff se emociona ao falar do massacre na escola municipal Tasso da Silveira. Dilma participava de cerimônia comemorativa de 1 milhão de empreendedores inscritos no Programa Microempreendedor Individual: Formalização e Proteção Social. A presidente pediu um minuto de silêncio pelas morte das crianças no Rio de Janeiro Sergio Lima/Folhapress Mais
Escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã Zulmair Rocha/UOL Mais
Moradores em frente à escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã Zulmair Rocha/UOL Mais
Moradores em frente à escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã Zulmair Rocha/UOL Mais
Escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã Zulmair Rocha/UOL Mais
O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (esq.), acompanhado do prefeito da cidade, Eduardo Paes (dir.), concede entrevista sobre o massacre na escola municipal Tasso da Silveira. Cabral disse que a tragédia poderia ter sido maior se um terceiro sargento da Polícia Militar não tivesse interferido Zulmair Rocha/UOL Mais
O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (esq.), acompanhado do prefeito da cidade, Eduardo Paes (dir.), concede entrevista sobre o massacre na escola municipal Tasso da Silveira. Cabral disse que a tragédia poderia ter sido maior se um terceiro sargento da Polícia Militar não tivesse interferido Zulmair Rocha/UOL Mais
Corpo do atirador Wellington Menezes de Oliveira, de 24 anos, é carregado por policiais Zulmair Rocha/UOL Mais
Corpo do atirador Wellington Menezes de Oliveira, de 24 anos, é carregado por policiais Zulmair Rocha/UOL Mais
Corpo do atirador Wellington Menezes de Oliveira, de 24 anos, é carregado por policiais Zulmair Rocha/UOL Mais
Corpo do atirador Wellington Menezes de Oliveira, de 24 anos, é levado em carro da Defesa Civil do Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
Moradores em frente à escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã Zulmair Rocha/UOL Mais
Mulher chora diante da escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã Jadson Marques/Agência O Globo Mais
Márcio Alexandre Alves, 38, policial militar que dava apoio a uma fiscalização do Detro (Departamento de Transportes Rodoviários) foi quem rendeu Wellington Menezes de Oliveira, 24, que atirou contra alunos de uma escola municipal nesta manhã Zulmair Rocha/UOL Mais
Márcio Alexandre Alves, 38, policial militar que dava apoio a uma fiscalização do Detro (Departamento de Transportes Rodoviários) foi quem rendeu Wellington Menezes de Oliveira, 24, que atirou contra alunos de uma escola municipal nesta manhã Zulmair Rocha/UOL Mais
Homem chora diante do Hospital Estadual Albert Schweitzer, para onde foram levados os feridos no tiroteio na escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro EFE Mais
Mulher mostra foto de sua sobrinha, aluna da escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã Vanderlei Almeida/AFP Mais
Mulher chora diante da escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã Vanderlei Almeida/AFP Mais
Homens carregam mulher que desmaiou em frente à escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, após tiroteio nesta manhã AP Mais
Pessoas tentam linchar um rapaz que saiu do colégio escoltado pela polícia, mais tarde identificado como primo do atirador Wellington Menezes de Oliveira, 24. Ele foi ao colégio para reconhecer o corpo do criminoso Hanrrikson de Andrade/UOL Mais
Pessoas tentam linchar um rapaz que saiu do colégio escoltado pela polícia, mais tarde identificado como primo do atirador Wellington Menezes de Oliveira, 24. Ele foi ao colégio para reconhecer o corpo do criminoso Hanrrikson de Andrade/UOL Mais
Bruna Vitória, 14, encontra amiga que ''desapareceu''no meio do confusão. A estudante permaneceu trancada numa sala de aula enquanto o atirador disparava contra os alunos da escola Hanrrikson de Andrade/UOL Mais
Camila Lopes, madrinha de uma menina identificada apenas como ''Jéssica'', recebe a notícia de que a estudante foi morta no tiroteio na escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro Wania Corredo/Agência O Globo Mais
Pessoas comparecem ao Hemorio para doarem sangue após pedido do próprio banco no Rio de Janeiro. As doações vão para os feridos no ataque na escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, zona oeste da cidade Simone Marinho/Agência O Globo Mais
Pessoas comparecem ao Hemorio para doarem sangue após pedido do próprio banco no Rio de Janeiro. As doações vão para os feridos no ataque na escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, zona oeste da cidade Simone Marinho/Agência O Globo Mais
Psicólogos da Marinha chegam ao Hospital Estadual Albert Schwetzer para prestar auxílio às vítimas do tiroreio na escola municipal Tasso da Silveira e suas famílias Zulmair Rocha/UOL Mais
Nilson Oliveira Rocha (dir.), 43, agradece Fábio Júlio (esq.), 30, pelo socorro prestado à sua filha, Renata, uma das alunas feridas pelo atirador que invadiu a escola municipal Tasso da Silveira Zulmair Rocha/UOL Mais
Nilson Oliveira Rocha (dir.), 43, agradece Fábio Júlio (esq.), 30, pelo socorro prestado à sua filha, Renata, uma das alunas feridas pelo atirador que invadiu a escola municipal Tasso da Silveira Zulmair Rocha/UOL Mais
Nilson Oliveira Rocha (dir.), 43, agradece Fábio Júlio (esq.), 30, pelo socorro prestado à sua filha, Renata, uma das alunas feridas pelo atirador que invadiu a escola municipal Tasso da Silveira Zulmair Rocha/UOL Mais
Arcebispo do Rio de Janeiro, Don Orani João Tempesta, vai ao Hospital Estadual Albert Schwetzer para prestar ajuda às famílias das vítimas do tiroteio na escola municipal Tasso da Silveira Zulmair Rocha/UOL Mais
Carta deixada pelo atirador Wellington Menezes de Oliveira dá a ideia de premeditação do crime Reprodução Mais
Primeiro trecho da carta deixada pelo atirador Wellington Menezes de Oliveira Reprodução Mais
Segundo trecho da carta deixada pelo atirador Wellington Menezes de Oliveira Reprodução Mais
Márcio Alexandre Alves, 38, policial militar que dava apoio a uma fiscalização do Detro (Departamento de Transportes Rodoviários) foi quem rendeu Wellington Menezes de Oliveira, 24, que atirou contra alunos de uma escola municipal nesta manhã Paula Giolito/Folhapres Mais
Empresa de ônibus no Rio de Janeiro, que opera na zona oeste da cidade, transporta gratuitamente voluntários para doar sangue às vitimas do atentado na escola municipal Tasso da Silveira Paula Giolito/Folhapress Mais
Bruno Linhares, 23, ex-aluno da escola municipal Tasso da Silveira, é um dos voluntários para doar sangue para as vítimas do tiroteio. Ele estudou na instituição de ensino na mesma época que o atirador e afirmou que ''ele já era meio estranho''. Uma amiga sua de 13 anos morreu no atentado Paula Giolito/Folhapress Mais
Valéria Pires chora após saber da morte da irmã, a estudante Samira Pires, de 13 anos, no tiroteio nesta manhã na escola municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
Valéria Pires chora após saber da morte da irmã, a estudante Samira Pires, de 13 anos, no tiroteio nesta manhã na escola municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro. "Ela levou um tiro na testa e morreu. A minha mãe está em estado de choque", afirmou Zulmair Rocha/UOL Mais
A estudante Jade Araújo, de apenas 12 anos, relata passo a passo o desespero dos alunos do colégio Tasso da Silveira. Ela conta que uma onda de sangue desceu pelos degraus. "Ele falava para os alunos ficarem de costas e, em seguida, eu só ouvia o disparo", diz Hanrrikson de Andrade/UOL Mais
Delegada Marta Rocha, chefe da Polícia Civil, deixa a casa onde Welligton Menezes de Oliveira morava, em Sepetiba, no Rio de Janeiro Márcia Foletto/Agência O Globo Mais
Reprodução de foto de Larissa dos Santos Atanazio, 15 anos, morta na chacina Agência O Globo Mais
Mariana Rocha de Souza, uma das estudantes mortas na escola municipal Tasso da Silveira Agência O Globo Mais
Nilza Candelária da Cruz, avó de Karine Lorraine Chagas de Oliveira, morta na chacina, chora na porta do IML Marcos Tristão/Agência O Globo Mais
O estudante Matheus Moraes, 13, aluno da sétima série da escola Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, esteve com a arma apontada para a sua cabeça depois que Wellington Menezes de Oliveira, 23, invadiu o colégio Hanrrikson de Andrade/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> A escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, RJ, atacada ontem, amanheceu com flores, velas e cruzes com nomes dos mortos, em homenagens a vítimas. Guto Maia/ Futura Press Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes de estudante morto no tiroteio no Rio de Janeiro, choram em frente à escolar carioca Ricardo Moraes/Reuters Mais
<b>8.abr.2011</b> A avó de Larissa dos Santos, estudante de 13 anos morta no ataque à escola carioca ontem, desmaia no velório de sua neta Antonio Lacerda/EFE Mais
<b>8.abr.2011</b> A avó de Larissa dos Santos, estudante de 13 anos morta no ataque à escola carioca ontem, desmaia no velório de sua neta Antonio Lacerda/EFE Mais
<b>8.abr.2011</b> Criança segura flor no velório da estudante Larissa dos Santos, de 13 anos, morta no ataque a escola carioca ontem Antonio Lacerda/EFE Mais
<b>8.abr.2011</b> Mulher acende vela em cruzes colocadas em frente à escolar carioca onde um homem matou crianças ontem, no Rio de Janeiro Ricardo Moraes/Reuters Mais
<b>8.abr.2011</b> Garota observa cruzes dispostas no muro da escolar carioca onde houve assassinato de estudantes ontem, no Rio de Janeiro Ricardo Moraes/Reuters Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes e amigos do garoto Rafael Pereira da Silva, vítima do tiroteio de ontem na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, choram em seu funeral Sergio Moraes/Reuters Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes de estudante morto em tiroteio que aconteceu ontem no Rio de Janeiro, colocam flores em frente ao muro da escola Tasso da Silveira, cenário do tiroteio Ricardo Moraes/Reuters Mais
<b>8.abr.2011</b> Em homenagem as vítimas do ataque que aconteu ontem (07/04) na escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, ônibus circula com cruz no parabrisa Jadson Marques/Futura Press Mais
<b>8.abr.2011</b> Fachada da casa do ex-aluno que entrou na escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, RJ, e matou crianças a tiros ontem Guto Maia/ Futura Press Mais
<b>8.abr.2011</b> Amigos, colegas e familiares dos alunos mortos por um atirador na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, comparecem ao velório realizado no Cemitério do Murundu, zona oeste do Rio de Janeiro Jadson Marques/AE Mais
<b>8.abr.2011</b> Foi realizado na manhã de hoje, o enterro de crianças assassinadas no cemitério do Murundu no bairro de Realengo no Rio de Janeiro Jadson Marques/Futura Press Mais
<b>8.abr.2011</b> Foi realizado na manhã de hoje, o enterro de crianças assassinadas no cemitério do Murundu no bairro de Realengo no Rio de Janeiro Jadson Marques/Futura Press Mais
<b>8.abr.2011</b> Foi realizado na manhã de hoje, o enterro de crianças assassinadas na escola Municipal Tasso da Silveira. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, compareceu Ide Gomes/Futura Press Mais
<b>8.abr.2011</b> Foi realizado na manhã de hoje, o enterro de crianças assassinadas na escola Municipal Tasso da Silveira. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, compareceu Ide Gomes/Futura Press Mais
<b>8.abr.2011</b> Foi realizado na manhã de hoje, o enterro de crianças assassinadas no cemitério do Murundu no bairro de Realengo no Rio de Janeiro Ide Gomes/Futura Press Mais
<b>8.abr.2011</b> Foi realizado na manhã de hoje, o enterro de crianças assassinadas no cemitério do Murundu no bairro de Realengo no Rio de Janeiro Jadson Marques/Futura Press Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes de vítima do massacre na escola carioca Tasso da Silveira, participam de enterro no cemitério de Realengo, no Rio de Janeiro Ricardo Moraes/Reuters Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes de vítima do massacre na escola carioca Tasso da Silveira, participam de enterro no cemitério de Realengo, no Rio de Janeiro Ricardo Moraes/Reuters Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes de vítima do massacre na escola carioca Tasso da Silveira, participam de enterro no cemitério de Realengo, no Rio de Janeiro Ricardo Moraes/Reuters Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes de vítima do massacre na escola carioca Tasso da Silveira, participam de enterro no cemitério de Realengo, no Rio de Janeiro Ricardo Moraes/Reuters Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes de Rafael Pereira da Silva, vítima do massacre na escola carioca Tasso da Silveira, participam de enterro no cemitério Jardim da Saudade, no Rio de Janeiro Sergio Moraes/Reuters Mais
<b>8.abr.2011</b> Dois garotos em frente a homenagem às vitimas do massacre, no muro da escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Victor R. Caivano/AP Mais
<b>8.abr.2011</b> Estudante coloca flores em homenagem às vitimas do massacre, no muro da escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Victor R. Caivano/AP Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes de Rafael Pereira da Silva, vítima do massacre na escola carioca Tasso da Silveira, participam de enterro no cemitério Jardim da Saudade, no Rio de Janeiro Sergio Moraes/Reuters Mais
<b>8.abr.2011</b> Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Raimundo Freitas da Silva, 43, pai de Ana Carolina Pacheco Fabiana Uchinaka/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> - Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> - Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> - Sepultamento da estudante Larissa Martins, vítima do tiroteio na escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> - Mãe de estudante Mariana Rocha chega ao cemitério Murundu, zona oeste do Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> José Mariano Beltrame (de camisa lilás), secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, ao lado do cel. Mário Sérgio, comandante-geral da Polícia Militar, no sepultamento da estudante Larissa Martins no cemitério Murundu, zona oeste do Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Mulher chora em funeral de uma das 12 crianças mortas ontem em tiroteiona escolar Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Felipe Dana/AP Mais
<b>8.abr.2011</b> Duas mulheres choram em funeral de uma das 12 crianças mortas ontem em tiroteiona escolar Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro Felipe Dana/AP Mais
<b>8.abr.2011</b> Menino atravessa campo do cemitério, durante o funeral de Mariana Rocha de Souza, uma das vítimas do massacre de Realengo, no Rio de Janeiro Ricardo Moraes/Reuters Mais
<b>8.abr.2011</b> Pessoas acendem vela na frente da escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, em homenagem às crianças assassinadas ontem Hanrrikson de Andrade/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Um cartaz pedindo Paz é colocado em frente à escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, em homenagem às crianças assassinadas ontem Hanrrikson de Andrade/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Estudante da escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, é assediado pela imprensa para saber detalhes sobre o massacre. O menino de camisa azul que está chorando é Eduardo Moraes da Silva, de 11 anos Hanrrikson de Andrade/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Um cartaz com os horários dos sepultamentos das crianças assassinadas ontem, no Rio de Janeiro, foi afixado em frente à escola Tasso da Silveira, onde ocorreu o massacre Hanrrikson de Andrade/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Lousa com pedido de paz é colocada em frente ao muro da escola Tasso da Silveira, onde ocorreu o massacre ontem, no Rio de Janeiro Hanrrikson de Andrade/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Pessoas observam muro em frente à escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, em homenagem às crianças assassinadas ontem Hanrrikson de Andrade/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Cartaz, colocado em frente ao muro da escola Tasso da Silveira, em Realengo diz: Vocês vão deixar muitas saudades, referindo-se às 12 vítimas do atentado de ontem Hanrrikson de Andrade/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Foto da fachada da casa de Wellington de Oliveira, de 24 anos, que entrou ontem em escola do Rio e assassinou 12 crianças Fabiana Uchinaka/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Homem finaliza grafite em frente à escola Tasso da Silveira, onde um homem entrou ontem e assassinou 12 crianças Fabiana Uchinaka/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Fabio dos Santos trabalhou com Wellington, que assassinou 12 crianças ontem, em escola no Rio de Janeiro Fabiana Uchinaka/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Equipe da Secretaria de Saúde faz atendimento médico, durante sepultamento das crianças assassinadas ontem, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Equipe da Secretaria de Saúde faz atendimento médico, durante sepultamento das crianças assassinadas ontem, no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Pai de Milena, uma das 12 crianças assassinadas ontem, em escola no Rio de Janeiro, chora durante sepultamento Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Tia de Milena, uma das 12 crianças assassinadas ontem, em escola no Rio de Janeiro, chora durante sepultamento Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Tia de Milena, uma das 12 crianças assassinadas ontem, em escola no Rio de Janeiro, chora durante sepultamento Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Tia de Milena, uma das 12 crianças assassinadas ontem, em escola no Rio de Janeiro, chora durante sepultamento Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes e amigos no enterro de Bianca, uma das 12 crianças assassinadas ontem, em escola no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes e amigos no enterro de Bianca, uma das 12 crianças assassinadas ontem, em escola no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes e amigos no enterro de Bianca, uma das 12 crianças assassinadas ontem, em escola no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Parentes e amigos no enterro de Bianca, uma das 12 crianças assassinadas ontem, em escola no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Aparecida Cabral passa mal durante enterro de Bianca, uma das 12 crianças assassinadas ontem, em escola no Rio de Janeiro. Ela era amiga de Bianca e morava perto da casa da menina Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Aparecida Cabral passa mal durante enterro de Bianca, uma das 12 crianças assassinadas ontem, em escola no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Valéria passa mal durante enterro da prima, Bianca, uma das 12 crianças assassinadas ontem, em escola no Rio de Janeiro Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Família e amigos se despedem de Karine Chagas da Silva, durante seu enterro no cemitério Jardim Saudade, em Sulacap. A menina foi uma das 12 crianças assassinadas por atirador ontem, em escola do Rio de Janeiro Fabíola Ortiz/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Família e amigos se despedem de Karine Chagas da Silva, durante seu enterro no cemitério Jardim Saudade, em Sulacap. A menina foi uma das 12 crianças assassinadas por atirador ontem, em escola do Rio de Janeiro Fabíola Ortiz/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Família e amigos se despedem de Rafael Pereira da Silva, durante seu enterro no cemitério Jardim Saudade, em Sulacap. O garoto foi uma das 12 crianças assassinadas por atirador ontem, em escola do Rio de Janeiro Fabíola Ortiz/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Família e amigos se despedem de Rafael Pereira da Silva, durante seu enterro no cemitério Jardim Saudade, em Sulacap. O garoto foi uma das 12 crianças assassinadas por atirador ontem, em escola do Rio de Janeiro Fabíola Ortiz/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Imagem mostra armas e munição utilizadas por Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos, para assassinar 12 crianças ontem, em escola no Rio de Janeiro Daniel Milazzo/UOL Mais
<b>8.abr.2011</b> Imagem mostra armas e munição utilizadas por Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos, para assassinar 12 crianças ontem, em escola no Rio de Janeiro Daniel Milazzo/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b> Parentes desolados em um dos funerais de crianças e adolescentes que morreram no massacre ocorrido ontem (7) de manhã na escola municipal Tasso da Silveira, no Realengo, zona oeste do Rio AP Mais
<b>8.abr.2011 </b>Ícaro Beline, que se identificou como amigo de Welington Menezes, 23, o autor do massacre em Realengo (RJ) Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b>Amigos das vítimas deixam flores e mensagens no local da tragédia Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b>Amigos das vítimas deixam flores e mensagens no local da tragédia Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b>Amigos das vítimas deixam flores e mensagens no local da tragédia Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b>Amigos das vítimas deixam flores e mensagens no local da tragédia Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b>Amigos das vítimas visitam o local da tragédia Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b>Amigos das vítimas visitam o local da tragédia Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b>Natacha Galasso,amiga de uma das alunas mortas no massacre, Mariana Rocha de Souza, 12, visita o local da tragédia Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b>Amigos das vítimas deixam flores e mensagens no local da tragédia Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b>Amigos das vítimas deixam flores e mensagens no local da tragédia Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b>Amigos das vítimas deixam flores e mensagens no local da tragédia Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b>Amigos das vítimas deixam flores e mensagens no local da tragédia Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b>Amigos das vítimas deixam flores e mensagens no local da tragédia Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b> - Moradores de Realengo, zona oeste do Rio, fazem homenagens às vítimas da tragédia da última quinta-feira (7) em frente à escola municipal Tasso da Silveira Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b> - Moradores de Realengo, zona oeste do Rio, fazem homenagens às vítimas da tragédia da última quinta-feira (7) em frente à escola municipal Tasso da Silveira Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b> - Moradores de Realengo, zona oeste do Rio, fazem homenagens às vítimas da tragédia da última quinta-feira (7) em frente à escola municipal Tasso da Silveira Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b> - Moradores de Realengo, zona oeste do Rio, fazem homenagens às vítimas da tragédia da última quinta-feira (7) em frente à escola municipal Tasso da Silveira Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b> - Moradores de Realengo, zona oeste do Rio, fazem homenagens às vítimas da tragédia da última quinta-feira (7) em frente à escola municipal Tasso da Silveira Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>8.abr.2011 </b> Helicóptero da PM joga pétalas de rosas durante o enterro de vítimas da chacina em Realengo Guilherme Pinto/Agência O Globo Mais
<b>8.abr.2011 </b> O sargento Marcio Alves (centro), que salvou várias crianças e foi chamado de herói pelo governador Sérgio Cabral Filho, participa de entrevista; hoje ele encontrou-se com o garoto que lhe avisou sobre o massacre em Realengo Marcelo Theobald/Agência O Globo Mais
<b>9.abr.2011</b> Parentes e amigos acompanharam cremação da adolescente Ana Carolina Pacheco, no Crematório do Memorial do Carmo, Cemitério do Caju Danilo Verpa/Folhapress Mais
<b>9.abr.2011</b> Parentes e amigos acompanharam cremação da adolescente Ana Carolina Pacheco, no Crematório do Memorial do Carmo, Cemitério do Caju Danilo Verpa/Folhapress Mais
<b>9.abr.2011</b> Casa da irmã de Wellington foi pichada durante noite de sexta para sábado. A casa continua vazia e sem sinal da irmã. Vizinhos acreditam que ela foi pra Brasília, onde moram alguns parentes Fabiana Uchinaka/UOL Mais
<b>9.abr.2011</b> Casa da família de Wellington está vazia e sem sinal de parente. Quarto foi revirado e muros da casa estão pichados Fabiana Uchinaka/UOL Mais
Polícia Civil do Rio de Janeiro apresenta os dois homens que venderam a arma calibre 32 a Wellington Menezes de Oliveira, 24, que matou 12 estudantes no massacre na escola municipal Tasso da Silveira, em Realango (zona oeste do Rio). À esquerda, de azul, Izaías de Souza, 48, que diz trabalhar como vigia. À direita, Charleston Souza de Lucena, 38, chaveiro. Os dois já tinham passagem pela polícia Daniel Milazzo/UOL Mais
<b>9.abr.2011</b> Corpo de Ana Carolina (morta no massacre em escola de Realengo), é levado por funerária para cremação no Cemitério do Caju Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>9.abr.2011</b> Familiares e amigos de Ana Carolina (morta no massacre em escola de Realengo), prestam homenagem à menina durante sua cremação, no Crematório do Caju Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>9.abr.2011</b> Familiares e amigos de Ana Carolina (morta no massacre em escola de Realengo), prestam homenagem à menina durante sua cremação, no Crematório do Caju Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>9.abr.2011</b> Raimundo Nazareth Freitas (de camiseta branca) pai de Ana Carolina (morta no massacre em escola de Realengo), acompanha com familiares a cremação da filha, no Crematório do Caju Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>9.abr.2011</b> Raimundo Nazareth Freitas (de camiseta branca) pai de Ana Carolina (morta no massacre em escola de Realengo), acompanha com familiares a cremação da filha, no Crematório do Caju Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>9.abr.2011</b> Ana Luiza, mãe da estudante Ana Carolina (morta no massacre em escola de Realengo), acompanha com familiares a cremação da filha, no Crematório do Caju Zulmair Rocha/UOL Mais
<b>9.abr.2011</b> Ana Luiza (à direita), mãe da estudante Ana Carolina (morta no massacre em escola de Realengo), acompanha com familiares a cremação da filha, no Crematório do Caju Zulmair Rocha/UOL Mais

Tiroteio em escola no Rio de Janeiro

Mais álbuns de UOL Notícias x

Veja mais: Veja quem são as vítimas do massacre , Entenda como foi o crime

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos