Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Marcha das Vadias em Curitiba
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/110716Marcha_vadias_Ctb_album.htm
  • totalImagens: 31
  • fotoInicial: 11
  • imagePath: http://n.i.uol.com.br/ultnot/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20120713143519
    • Marcha das Vadias 2011 [52593]; Curitiba [5098]; Paraná [5103];
Fotos
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais
A Marcha das Vadias foi realizada neste sábado (16) em Curitiba, após percorrer países como EUA, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Holanda, Suécia, Argentina e Índia. O percurso de cerca de 1 quilômetro teve início do Passeio Público e terminou com um piquenique na Boca Maldita. Capitais como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Porto Alegre e Natal também já receberam o protesto. A iniciativa surgiu no Canadá, onde, durante uma palestra, um policial declarou que as mulheres deveriam evitar se vestir como "vadias" para não sofrer estupros ou abuso sexual Leandro Taques/Especial para o UOL Mais

Marcha das Vadias em Curitiba

Mais álbuns de UOL Notícias x

Veja mais: Movimento começou em Toronto; relembre , Marcha das Vadias no Brasil , Coreia do Sul tem Marcha das Vadias

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos