Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2013/09/20/conheca-os-partidos-politicos-existentes-no-brasil.htm
  • totalImagens: 36
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130920060000
    • partido político [52724]; Eleições 2014 [64974];
Fotos

Existem atualmente 34 partidos políticos no Brasil e mais um aguardando registro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). São tantos que as siglas acabam virando uma "sopa de letrinhas" na cabeça do eleitor. Por isso, o UOL reuniu cada uma delas, seus principais representantes e quanto receberam, no ano passado, dos R$ 286,2 milhões destinados ao Fundo Partidário Arte/UOL Mais

PT (Partido dos Trabalhadores) - É a legenda da atual presidente do Brasil, Dilma Rousseff, e que tem administrado o Executivo nacional desde 2003, com a eleição de um de seus fundadores, Luís Inácio Lula da Silva. Nomes importantes do partido foram condenados pelo STF (Supremo Tribunal Federal) por envolvimento no mensalão, dentre eles o deputado federal José Genoino e o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. A sigla recebeu registro definitivo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em fevereiro de 1982 e surgiu da organização sindical de operários paulistas no final dos anos 1970. Tem como atual presidente o advogado Rui Falcão e, em 2012, recebeu R$ 43,2 milhões do Fundo Partidário Ricardo Stuckert/Instituto Lula/Arte UOL Mais

PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) - É a legenda mais antiga do país. Tem como presidente o vice-presidente do Brasil, Michel Temer (à esq.). Apesar de ter obtido registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em junho de 1981, tem suas origens no antigo MDB (Movimento Democrático Brasileiro), que fazia oposição à Arena (Aliança Renovadora Nacional) durante a ditadura militar. Os presidentes da Câmara e do Senado, Eduardo Cunha (RJ) e Renan Calheiros (AL), respectivamente, também são do PMDB. Em 2012, o partido recebeu R$ 36,4 milhões do Fundo Partidário Pedro Ladeira/Folhapress/Arte UOL Mais

PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) - É presidido nacionalmente pelo senador Aécio Neves (MG), ex-candidato à Presidência da República em 2014. Foi a legenda que comandou o Executivo nacional entre 1995 e 2002, tempo de mandato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Foi registrado definitivamente pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em agosto de 1988, originário de cisões dentro do PMDB. Em 2012, a sigla recebeu R$ 30,2 milhões do Fundo Partidário Sérgio Lima/Folhapress/Arte UOL Mais

PP (Partido Progressista) - Tem como um dos seus vice-presidentes o senador Ivo Cassol (RO; foto), que foi recentemente condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) por fraudes em licitação quando era prefeito de Rolim de Moura, em Rondônia. É presidido nacionalmente por Ciro Nogueira e já teve Esperidião Amim (SC) como presidente nacional. Surgiu no início dos anos 1990, quando o PPR (Partido Progressista Reformador) se uniu com o antigo PP para fundar o PPB (Partido Progressista do Brasil). Em 2003, os membros da legenda decidiram, em convenção nacional, retirar a última letra da sigla. No ano passado, recebeu R$ 20,6 milhões do Fundo Partidário Moreira Mariz/Agência Senado/Arte UOL Mais

PSB (Partido Socialista Brasileiro) - Teve como presidente nacional o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos até a sua morte em agosto de 2014. Obteve registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em julho de 1988, mas teve suas origens na chamada Esquerda Democrática, na década de 1940, e teve no seu quadro de filiados o líder das Ligas Camponesas, Francisco Julião. Em 2012, o PSB recebeu R$ 20,1 milhões do Fundo Partidário William Volcov/Brazil Photo Press/Arte UOL Mais

PR (Partido da República) - É presidido pelo senador Alfredo Nascimento (AM) e tem como membros os deputados federais Anthony Garotinho (RJ), que já foi candidato à Presidência em 2002, e Tiririca (SP), além do senador Blairo Maggi (MT), ex-governador do Mato Grosso. Surgiu da fusão do PL (Partido Liberal) e do Prona (Partido de Reedificação da Ordem Nacional), recebendo registro definitivo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em novembro de 2006. Em 2012, recebeu do Fundo Partidário R$ 19,4 milhões Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados/Alan Marques/Folhapress/Arte UOL Mais

DEM (Democratas) - É atualmente presidido pelo senador José Agripino Maia (RN) e tem como filiado o atual prefeito de Salvador, ACM Neto (foto). Foi criado a partir do antigo PFL (Partido da Frente Liberal), em março de 2007, com a proposta de renovação da legenda, que herdou políticos da Arena (Aliança Renovadora Nacional). Em 2012, recebeu R$ 18,2 milhões do Fundo Partidário Lula Marques/Folhapress/Arte UOL Mais

PDT (Partido Democrático Trabalhista) - O partido é presidido nacionalmente pelo ex-ministro do Trabalho e Emprego Carlos Lupi (SP; foto), que pediu demissão do governo Dilma em 2011, após suspeitas de irregularidades na pasta. Também faz parte da legenda o ex-ministro da Educação Cristovam Buarque (DF). A sigla também tem sua origem no trabalhismo de Getúlio Vargas e foi criada oficialmente em novembro de 1981. Teve entre seus fundadores Leonel Brizola e Darcy Ribeiro. Em 2012, recebeu R$ 14,4 milhões do Fundo Partidário Sérgio Lima/Folhapress/Arte UOL Mais

PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) - É o partido do ex-deputado federal Roberto Jefferson (RJ; foto), delator do mensalão e ex-presidente nacional da legenda. Foi licenciado do cargo após ser condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) por envolvimento no esquema. Quem assumiu a direção foi sua filha, a deputada federal Cristiane Brasil (RJ). A sigla foi registrada definitivamente no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em novembro de 1981, mas tem suas origens no trabalhismo de Getúlio Vargas, fundador do antigo PTB. Figuras importantes da história, como os ex-presidentes João Goulart e Jânio Quadros, fizeram parte do PTB, que, em 2012, recebeu R$ 11,9 milhões do Fundo Partidário Sérgio Lima/Folhapress/Arte UOL Mais

PV (Partido Verde) - O atual presidente do partido é o deputado federal José Luiz Penna (SP; foto). Alcançou notoriedade nacional quando lançou a ex-senadora Marina Silva como candidata à Presidência da República em 2009. Marina deixou o partido em julho de 2011. Foi criado em 1986 no Rio de Janeiro, por um grupo composto por escritores, jornalistas, ecologistas, artistas e também por ex-exilados políticos, entre eles Alfredo Sirkis, Lucélia Santos e Fernando Gabeira. Em 2012, o PV recebeu R$ 10,7 milhões do Fundo Partidário Luiz Carlos Murauskas/Folhapress/Arte UOL Mais

PSD (Partido Social Democrático) - Tem como principal expoente o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (foto), presidente nacional da legenda, além do atual vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos. É um dos mais jovens partidos brasileiros. Fundado por políticos saídos, principalmente, do DEM, do PP e do PSDB, teve registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em setembro de 2011. Recebeu R$ 9,3 milhões do Fundo Partidário em 2012 Sergio Lima/Folhapress/Arte UOL Mais

PSC (Partido Social Cristão) - O ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, o pastor Marco Feliciano (SP), faz parte da legenda, que tem como presidente nacional Vitor Nósseis. Tem sua base na chamada Doutrina Social Cristã e recebeu registro definitivo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em março de 1990. Em 2012, recebeu R$ 8,8 milhões do Fundo Partidário AP/Arte UOL Mais

PC do B (Partido Comunista do Brasil) - Tem como um dos seus membros mais representativos o ex-ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (foto), sendo presidido nacionalmente pela deputada federal Luciana Santos (PE). Conquistou registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em junho de 1988, mas tem suas origens no antigo Partido Comunista - Seção Brasileira da Internacional Comunista, criado em 1922. Em 2012, o PC do B recebeu R$ 8,2 milhões do Fundo Partidário Júlio César Guimarães/UOL/Arte UOL Mais

PPS (Partido Popular Socialista) - É presidido nacionalmente por um dos seus fundadores, o deputado federal Roberto Freire (SP; foto), e teve em seus quadros o ex-ministro da Integração Nacional do primeiro governo Lula, Ciro Gomes (CE), hoje no PSB. Também teve suas origens no antigo Partido Comunista - Seção Brasileira da Internacional Comunista, criado em 1922. Seu registro definitivo foi concedido pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em março de 1990. Em 2012, recebeu R$ 6,5 milhões do Fundo Partidário Sérgio Lima/Folhapress/Arte UOL Mais

PRB (Partido Republicano Brasileiro) - Tem como membro expoente o ex-candidato à Prefeitura de São Paulo em 2012 Celso Russomanno e é presidido nacionalmente por Marcos Pereira. É conhecido por aglutinar no seu corpo de filiados uma grande quantidade de políticos provenientes da Igreja Universal do Reino de Deus. Teve como figura importante na política nacional José Alencar, vice-presidente do governo Lula. Obteve registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em agosto de 2005 e recebeu, em 2012, R$ 5,5 milhões do Fundo Partidário Danilo Verpa/Folhapress/Arte UOL Mais

PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) - Faz parte da legenda o deputado estadual Marcelo Freixo (RJ; foto). É presidido nacionalmente por Luiz Araújo. Surgiu de uma cisão dentro do PT (Partido dos Trabalhadores), sendo fundado pela ex-senadora Heloísa Helena (AL), que já foi candidata à Presidência pela legenda em 2006, entre outros. Conseguiu registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em novembro de 2005. Em 2012, o PSOL recebeu R$ 3,8 milhões do Fundo Partidário Zulmair Rocha/UOL/Arte UOL Mais

PMN (Partido da Mobilização Nacional) - Foi presidido nacionalmente pelo advogado Oscar Noronha Filho --morto em abril de 2015.Atualmente, é comandado por Telma Ribeiro dos Santos Tem como fundador o ex-ministro da Educação do governo de Juscelino Kubitschek Celso Brant, tendo recebido registro definitivo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em outubro de 1990. No ano passado, recebeu R$ 3,1 milhões do Fundo Partidário Divulgação/Arte UOL Mais

PHS (Partido Humanista da Solidariedade) - Eduardo Machado é o atual presidente nacional da legenda, que obteve registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em março de 1997, quando ainda se chamava PSN (Partido Solidarista Nacional). Foi fundado pelo carioca Phillipe Guedon, que havia sido membro do PSC, se baseando nos ideiais de solidariedade e na moral cristã. No ano passado, recebeu R$ 2,6 milhões do Fundo Partidário Divulgação/Arte UOL Mais

PT do B (Partido Trabalhista do Brasil) - O deputado federal Luís Henrique de Oliveira Resende (MG), conhecido como Luis Tibé, é o presidente nacional da legenda, que foi fundada por políticos dissidentes do PTB. Recebeu registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em outubro de 1994. No ano passado, recebeu R$ 2,1 milhões do Fundo Partidário Divulgação/Arte UOL Mais

PTC (Partido Trabalhista Cristão) - Fundado pelo advogado e atual presidente da legenda, Daniel Tourinho (BA), antigo filiado do PDT, o PTC recebeu registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em fevereiro de 1990. Já teve os nomes de PJ (Partido da Juventude) e PRN (Partido da Reconstrução Nacional). Abrigou em seus quadros artistas como José Mojica Marins (o Zé do Caixão) e o apresentador e estilista Clodovil Hernandes (que foi para o PR, antes de morrer). Em 2012, a sigla recebeu R$ 2 milhões do Fundo Partidário Divulgação/Arte UOL Mais

PSL (Partido Social Liberal) - É presidido nacionalmente pelo ex-deputado federal e dirigente esportivo Luciano Bivar, que concorreu à Presidência da República nas eleições de 2006, ficando em penúltimo lugar na disputa. Obteve registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em junho de 1998. Em 2012, o PSL recebeu R$ 1,8 milhão do Fundo Partidário Site oficial do Sport/Arte UOL Mais

PRP (Partido Republicano Progressista) - Fundado em 1989, atualmente a legenda é presidida nacionalmente por Ovasco Resende, filho de um dos idealizadores do partido, Dirceu Resende. Obteve registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em novembro de 1991. Em 2012, o PRP recebeu R$ 1,4 milhão do Fundo Partidário Divulgação/Arte UOL Mais

PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro) - Tem como fundador e presidente nacional Levy Fidelix, que foi candidato à Presidência da República nas eleições de 2012, tendo como uma das suas principais bandeiras a construção do Aerotrem. Chegou a abrigar nos seus quadros o senador e ex-presidente da República Fernando Collor de Mello, no início dos anos 2000. Obteve registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em fevereiro de 1997 e, no ano passado, recebeu R$ 1,4 milhão do Fundo Partidário Leandro Moraes/UOL/Arte UOL Mais

PSDC (Partido Social Democrata Cristão) - Foi fundado pelo deputado federal constituinte José Maria Eymael, atual presidente da legenda. Eymael ficou conhecido nacionalmente quando ainda era do PDC, após concorrer à Prefeitura de São Paulo em 1985, com jingle que o eternizou (Ey, Ey, Eymael, o democrata cristão). Obteve registro definitivo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em agosto de 1997. A sigla recebeu R$ 1 milhão do Fundo Partidário, no ano passado Carlos Cecconello/Folhapress Mais

PTN (Partido Trabalhista Nacional) - Tem como líder nacional José de Abreu, irmão do seu fundador, o ex-deputado petebista Dorival Abreu. Chegou a ter em seus quadros o sambista Paulo da Portela e o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta, morto em 2009. Obteve registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em outubro de 1997. Em 2012, o partido recebeu R$ 1 milhão do Fundo Partidário Divulgação/Arte UOL Mais

PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados) - É presidido por José Maria de Almeida (Zé Maria), que foi candidato à Presidência da República em 1998, 2002 e 2010. Surgiu de uma ruptura com o PT (Partido dos Trabalhadores), recebendo registro definitivo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em dezembro de 1995. Em 2012, o PSTU recebeu do Fundo Partidário R$ 719 mil Leticia Moreira/Folhapress/Arte UOL Mais

PCB (Partido Comunista Brasileiro) - O secretário-geral do PCB é Ivan Pinheiro, que foi candidato à Presidência da República em 2010. O partido tem suas origens no antigo Partido Comunista - Seção Brasileira da Internacional Comunista, criado em 1922. Recebeu registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em maio de 1996. Em 2012, angariou R$ 661 mil do Fundo Partidário Marlene Bergamo/Folhapress/Arte UOL Mais

PCO (Partido da Causa Operária) - Foi fundado pelo jornalista Rui Pimenta, atual presidente da legenda, a partir de uma cisão dentro do PT (Partido dos Trabalhadores). Recebeu registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em novembro de 1997. Em 2012, o PCO obteve R$ 515 mil do Fundo Partidário Mauricio Piffer/Folhapress Mais

PPL (Partido Pátria Livre) - O presidente nacional da legenda é Sérgio Rubens, ex-integrante do MR8 (Movimento Revolucionário 8 de Outubro), organização política que integrou a luta armada contra a ditadura militar brasileira. Recebeu registro definitivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em 4 de outubro de 2011. Em 2012, obteve R$ 496 mil do Fundo Partidário Reprodução/Youtube/Arte UOL Mais

PEN (Partido Ecológico Nacional) - O deputado estadual Adilson Barroso (SP) é o presidente nacional da legenda. Foi o último partido a receber registro definitivo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em 19 de junho do ano passado. Obteve R$ 281 mil do Fundo Partidário, em 2012 Reprodução/Facebook/Arte UOL Mais

Pros (Partido Republicano da Ordem Social) - Sob a liderança de Eurípedes Júnior, o partido, que teve sua criação aprovada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a um ano das eleições de 2014, tem como principal bandeira a criação do IUF (Imposto Único Federal) para reunir tributos municipais, estaduais e federais. A legenda tende a reforçar a ala governista no Congresso. Com o registro, filiados ao partido podem disputar o pleito no próximo ano Reprodução/Facebook/Arte UOL Mais

Solidariedade - A liderança desse partido, cujo registro eleitoral foi aprovado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), é atribuída ao deputado Paulinho da Força (foto), dirigente da Força Sindical, embora o advogado Marcílio Duarte se apresente como presidente da nova sigla. A sigla deve atuar em prol do presidenciável Aécio Neves (PSDB-MG). O MPE (Ministério Público Eleitoral) tentou barrar o registro da sigla após pedir à Polícia Federal para investigar supostas fraudes nas assinaturas coletadas pelo partido Fernando Donasci/UOL/Arte UOL Mais

21.set.2015 - PN (Partido Novo) - O engenheiro e administrador carioca João Dionísio Amoedo é ex-executivo do mercado financeiro, com passagens de sucesso pelo Citibank e pelo banco BBA (hoje Itaú BBA) e se dedica desde 2010 em tempo integral à formação do Partido Novo --partido político que defende bandeiras privatistas, eficiência na gestão pública e a renovação das lideranças brasileiras. Divulgação Mais

22.set.2015 - Depois de dois anos, a ex-senadora Marina Silva teve o registro do seu partido, o Rede Sustentabilidade, aprovado nesta terça-feira pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Juca Varella/Folhapress Mais

29.set.2015 - O TSE aprovou a criação do Partido da Mulher Brasileira (PMB), presidido por Suêd Haidar (centro). Em seu site, o PMB se apresenta como partido de "mulheres progressistas", "ativistas de movimentos sociais e populares" e que, junto com homens, "manifestaram sempre a sua solidariedade com as mulheres privadas de liberdades políticas, vítimas de opressão, da exclusão e das terríveis condições de vida" Divulgação Mais

Conheça os partidos políticos existentes no Brasil

Mais álbuns de UOL Notícias x

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos