Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2014/04/16/navio-naufraga-com-centenas-a-bordo-na-coreia-do-sul.htm
  • totalImagens: 173
  • fotoInicial: 173
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20140416024347
    • Coreia do Sul [5738];
    • Naufrágio [27683]; aplicativo notícias [55626]; Internacional [35978];
Fotos

16.abr.2014 - Helicópteros se encaminham a balsa que afundou a 20 km da costa da Coreia do Sul com 462 pessoas a bordo. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Guarda Costeira da Coreia do Sul/AFP Mais

16.abr.2014 - Passageiro ferido é socorrido pela Guarda Costeira sul-coreana após ser resgatado da balsa que naufragou a 20 km da costa da Coreia do Sul, próximo à ilha de Jindo, com 462 pessoas a bordo. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Guarda Costeira da Coreia do Sul/News 1/Reuters Mais

16.abr.2014 - Passageiro ferido é resgatado pela Guarda Costeira sul-coreana da balsa que naufragou a 20 km da costa da Coreia do Sul, próximo à ilha de Jindo, com 462 pessoas a bordo. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Guarda Costeira da Coreia do Sul/AFP Mais

16.abr.2014 - Passageiro ferido é socorrido pela Guarda Costeira sul-coreana após ser resgatado da balsa que naufragou a 20 km da costa da Coreia do Sul, próximo à ilha de de Jindo, com 462 pessoas a bordo. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Guarda Costeira da Coreia do Sul/News 1/Reuters Mais

16.abr.2014 - Passageiro ferido é socorrido pela Guarda Costeira sul-coreana após ser resgatado da balsa que naufragou a 20 km da costa da Coreia do Sul, próximo à ilha de de Jindo, com 462 pessoas a bordo. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Guarda Costeira da Coreia do Sul/News 1/Reuters Mais

15.abr.2014 - Helicópteros de resgate sobrevoam a balsa que afundou nesta terça-feira (quarta-feira, 16, no local) no litoral da Coreia do Sul. Segundo um representante do governo, o cruzeiro levava cerca de 462 pessoas a bordo e enviou mensagem de socorro, antes de adernar. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Yonhap/AP Mais

16.abr.2014 - Guarda Costeira sul-coreana busca sobreviventes junto a balsa naufragada, instantes antes de a embarcação submergir por completo. Um total de 462 pessoas estavam a bordo. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Guarda Costeira da Coreia do Sul/AFP Mais

16.abr.2014 - Ao menos quatro pessoas morreram depois que uma balsa com 462 passageiros afundou nesta quarta-feira (16) na Coreia do Sul. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Guarda Costeira da Coreia do Sul/AFP Mais

15.abr.2014 - Pessoas assistem pela TV ao momento em que uma balsa naufragou com 462 passageiros no litoral da Coreia do Sul, nesta quarta-feira (16). A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Ahn Young-joon/AP Mais

16.abr.2014 - A mãe de um passageiro que estava na balsa que afundou na Coreia do Sul se emociona ao encontrar o filho, que foi resgatado em Jindo, nesta quarta-feira (16). Ao menos quatro pessoas morreram depois que a embarcação com 462 passageiros afundou. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Kim Hong-Ji/Reuters Mais

16.abr.2014 - A mãe de um passageiro que estava na balsa que afundou na Coreia do Sul descobre o nome do filho na lista de sobreviventes, nesta quarta-feira (16), em Jindo, onde estão reunidos os resgatados. Um total de 462 pessoas estava a bordo. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Kim Hong-Ji /Reuters Mais

16.abr.2014 - Passageiros esperam por resgate na cabine de um barco, próximo a Jindo, na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (16), onde uma balsa com 462 passageiros afundou na Coreia do Sul. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Guarda Costeira da Coreia do Sul/EFE Mais

16.abr.2014 - Passageiros resgatados, enrolados em cobertores, se reúnem em um porto em Seogeochado, Coreia do Sul, nesta quarta-feira (16), após uma balsa com 462 passageiros afundar. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Hyung Min-woo/Yonhap/Reuters Mais

16.abr.2014 - Sequência de imagens mostra o naufrágio de uma balsa com 462 passageiros que afundou na Coreia do Sul. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Arte/UOL Mais

16.abr.2014 - Parentes de passageiros de balsa que afundou na Coreia do Sul aguardam por informações. A embarcação transportava 462 pessoas. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Ahn Young-joon/AP Mais

16.abr.2014 - Parentes de passageiros de balsa que afundou na Coreia do Sul aguardam por informações. A embarcação transportava 462 pessoas e, até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros Jung Yeon- Je/AFP Mais

16.abr.2014 - Parentes de passageiros desaparecido depois do naufrágio de uma balsa que afundou no litoral da Coreia do Sul aguardam por informações. A embarcação transportava 462 pessoas e, até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas . A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros Ahn Young-joon Mais

16.abr.2014 - Parentes de passageiros desaparecido depois do naufrágio de uma balsa que afundou no litoral da Coreia do Sul aguardam por informações. A embarcação transportava 462 pessoas, até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros Ahn Young-joon/AP Mais

16.abr.2014 - Equipes da Guarda Costeira fazem busca noturna próximo à balsa sul coreana que afundou no litoral do país, nesta quarta-feira (16). A embarcação transportava 462 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Kim Hong-Ji/Reuters Mais

16.abr.2014 - Médicos atendem uma menina resgatada de uma balsa que naufragou no litoral da Coreia do Sul, nesta quarta- feira (16). A embarcação transportava 462 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Yonhap/EFE Mais

16.abr.2014 - Parentes choram enquanto esperam por informações sobre pessoas desaparecidas em um naufrágio, no porto de Jindo, Coreia do Sul. Uma balsa que transportava 462 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio, naufragou nesta quarta-feira (16). A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Jung Yeon- Je/AFP Mais

16.abr.2014 - Mulher chora enquanto espera por informações sobre familiar desaparecido em um naufrágio no porto de Jindo, Coreia do Sul. Uma balsa que transportava 462 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio, naufragou nesta quarta-feira (16). Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros Ahn Young-joon/AP Mais

16.abr.2014 - Mulher chora enquanto espera por informações sobre familiar desaparecido em um naufrágio no porto de Jindo, Coreia do Sul. Uma balsa que transportava 462 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio, naufragou nesta quarta-feira (16). Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros Ahn Young-joon/AP Mais

16.abr.2014 - Imagem cedida pela Guarda Costeira da Coreia do Sul mostra o resgate de passageiros (de laranja) de barca que naufragou no litoral de Jindo, na manhã desta quarta-feira (16). Uma embarcação que transportava 462 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio, afundou no litoral do país. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros Reuters Mais

16.abr.2014 - Imagem cedida pela Guarda Costeira da Coreia do Sul mostra o resgate de uma vítima da embarcação que afundou na manhã desta quarta-feira (16). Uma balsa que transportava 462 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio, naufragou no litoral do país. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros AP Mais

16.abr.2014 - Imagem cedida pela Guarda Costeira da Coreia do Sul mostra o resgate de passageiros (de laranja) de barca que naufragou no litoral de Jindo, na manhã desta quarta-feira (16). Uma embarcação que transportava 462 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio, afundou no litoral do país. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas . A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros Dong- A Ilbo/AFP Mais

16.abr.2014 - Guarda Costeira sul-coreana busca sobreviventes junto a balsa naufragada, instantes antes de a embarcação submergir por completo. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Reuters Mais

16.abr.2014 - Guarda Costeira sul-coreana busca sobreviventes junto a balsa naufragada, instantes antes de a embarcação submergir por completo. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas ReutersReuters Mais

16.abr.2014 - Imagem cedida pela Guarda Costeira da Coreia do Sul mostra o resgate de passageiros (de laranja) de barca que naufragou no litoral de Jindo, na manhã desta quarta-feira (16). Uma embarcação que transportava 462 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio, afundou no litoral do país. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas. A operação de resgate das vítimas envolve 34 barcos e 18 helicópteros Reuters Mais

16.abr.2014 - Guarda Costeira sul-coreana busca sobreviventes junto a balsa naufragada, instantes antes de a embarcação submergir por completo. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Yonhap/AP Mais

16.abr.2014 - Equipes da Guarda Costeira fazem busca noturna próximo à balsa sul coreana que afundou no litoral do país, nesta quarta-feira (16). A embarcação transportava 462 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Kim Hong-Ji/Reuters Mais

16.abr.2014 - Médicos atendem uma menina resgatada de uma balsa que naufragou no litoral da Coreia do Sul, nesta quarta- feira (16). A embarcação transportava 462 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio. Até as 15h (horário de Brasília), seis mortes haviam sido confirmadas Hyung Min-woo/Yonhap/Reuters Mais

16.abr.2014 - Pais seguram velas acesas durante vigília em que pedem para que seus filhos retornem em segurança para suas casas, na escola de ensino médio Danwon, na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (16). Uma balsa que transportava 462 pessoas naufragou nesta quarta. A maioria dos passageiros era adolescentes do ensino médio que estava em uma excursão escolar para a Ilha de Jeju, um destino turístico no país. Até a meia-noite (meio-dia no horário de Brasília), já estavam confirmadas seis mortes e 179 resgatados Yonhap/AP Mais

16.abr.2014 - Familiares choram enquanto esperam pela chegada da equipe de resgate em um porto, onde parentes dos passageiros desaparecidos estão reunidos, em Jindo, na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (16). Uma balsa que transportava 462 pessoas naufragou nesta quarta. A maioria dos passageiros era adolescentes do ensino médio que estava em uma excursão escolar para a Ilha de Jeju, um destino turístico no país. Até a meia-noite (meio-dia no horário de Brasília), já estavam confirmadas seis mortes e 179 resgatados Kim Hong-Ji/Reuters Mais

16.abr.2014 - Mulher chora enquanto espera pela chegada da equipe de resgate em um porto, onde parentes dos passageiros desaparecidos estão reunidos, em Jindo, na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (16). Uma balsa que transportava 462 pessoas naufragou nesta quarta. A maioria dos passageiros era adolescentes do ensino médio que estava em uma excursão escolar para a Ilha de Jeju, um destino turístico no país. Até a meia-noite (meio-dia no horário de Brasília), já estavam confirmadas seis mortes e 179 resgatados Kim Hong-Ji/Reuters Mais

16.abr.2014 - Parentes esperam por notícias em um porto em Jindo, na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (16). Uma balsa que transportava 462 pessoas naufragou nesta quarta. A maioria dos passageiros era adolescentes do ensino médio que estava em uma excursão escolar para a Ilha de Jeju, um destino turístico no país. Até a meia-noite (meio-dia no horário de Brasília), já estavam confirmadas seis mortes e 179 resgatados Ed Jones/AFP Mais

16.abr.2014 - Equipes de resgate lançam sinalizadores enquanto procuram por sobreviventes do naufrágio de uma balsa próximo a um porto em Jindo, na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (16). Uma balsa que transportava 462 pessoas naufragou nesta quarta. A maioria dos passageiros era adolescentes do ensino médio que estava em uma excursão escolar para a Ilha de Jeju, um destino turístico no país. Até a meia-noite (meio-dia no horário de Brasília), já estavam confirmadas seis mortes e 179 resgatados Ed Jones/AFP Mais

16.abr.2014 - Membros da guarda costeira sul-coreanoa resgatam passageiros de dentro da água, próximo a uma balsa parcialmente naufragada na costa sudoeste do país, em imagem cedida pelo órgão, nesta quarta-feira (16). Uma balsa que transportava 462 pessoas naufragou nesta quarta. A maioria dos passageiros era adolescentes do ensino médio que estava em uma excursão escolar para a Ilha de Jeju, um destino turístico no país. Até a meia-noite (meio-dia no horário de Brasília), já estavam confirmadas seis mortes e 179 resgatados South Korean Coast Guard/Reuters TV Mais

16.abr.2014 - Mulher chora e fala ao telefone enquanto espera pela chegada da equipe de resgate em um porto, onde parentes dos passageiros desaparecidos estão reunidos, em Jindo, na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (16). Uma balsa que transportava 462 pessoas naufragou nesta quarta. A maioria dos passageiros era adolescentes do ensino médio que estava em uma excursão escolar para a Ilha de Jeju, um destino turístico no país. Até a meia-noite (meio-dia no horário de Brasília), já estavam confirmadas seis mortes e 179 resgatados Kim Hong-Ji/Reuters Mais

16.abr.2014 - Familiares de passageiros desaparecidos esperam por notícias em um ginásio em Jindo, na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (16). Uma balsa que transportava 462 pessoas naufragou nesta quarta. A maioria dos passageiros era adolescentes do ensino médio que estava em uma excursão escolar para a Ilha de Jeju, um destino turístico no país. Até a meia-noite (meio-dia no horário de Brasília), já estavam confirmadas seis mortes e 179 resgatados Yao Qilin/Xinhua Mais

16.abr.2014 - Familiar verifica lista com nomes em ginásio em Jindo, na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (16). Uma balsa que transportava 462 pessoas naufragou nesta quarta. A maioria dos passageiros era adolescentes do ensino médio que estava em uma excursão escolar para a Ilha de Jeju, um destino turístico no país. Até a meia-noite (meio-dia no horário de Brasília), já estavam confirmadas seis mortes e 179 resgatados Yao Qilin/Xinhua Mais

16.abr.2014 - O primeiro ministro da Coreia do Sul, Chung Hong-won, é protegido pelos seus guarda-costas de uma garrafa de água lançada por um parente de passageiro da balsa que naufragou nesta quarta-feira (16), no sul do país. Parentes estiveram reunidos no porto de Jindo, no sul de Seul, em busca de informações sobre sobreviventes. A balsa, que transportava 462 pessoas, naufragou nesta quarta. A maioria dos passageiros era adolescente do ensino médio que estava em uma excursão escolar para a Ilha de Jeju, um destino turístico no país. Até a meia-noite (meio-dia no horário de Brasília), já estavam confirmadas seis mortes e 179 resgatados Yonhap/AP Mais

16.abr.2014 - Familiares dos passageiros da balsa que naufragou no litoral da Coreia do Sul nesta terça-feira (15, já quarta-feira na região) esperam por notícias das equipes de resgate, em ginásio de Jindo, nesta quarta-feira (16). Um sobrevivente afirmou que as ordens dadas pelos comandantes eram para que os adolescentes ficassem em seus lugares. Os estudantes que pularam na água ou correram para as partes mais altas da embarcação conseguiram ser resgatados Kim Hong-J/Reuters Mais

16.abr.2014 - Familiares dos passageiros da balsa que naufragou no litoral da Coreia do Sul nesta terça-feira (15, já quarta-feira na região) se abraçam enquanto esperam por notícias das equipes de resgate, em ginásio de Jindo, nesta quarta-feira (16). Um sobrevivente afirmou que as ordens dadas pelos comandantes eram para que os adolescentes ficassem em seus lugares. Os estudantes que pularam na água ou correram para as partes mais altas da embarcação conseguiram ser resgatados Kim Hong-J/Reuters Mais

16.abr.2014 - Uma balsa carregando membros de família de passageiros da balsa que naufragou no litoral da Coreia do Sul nesta terça-feira (15, já quarta-feira na região) navega em direção ao local do acidente, do porto onde familiares aguardam por notícias. Um sobrevivente afirmou que as ordens dadas pelos comandantes eram para que os adolescentes ficassem em seus lugares. Os estudantes que pularam na água ou correram para as partes mais altas da embarcação conseguiram ser resgatados, segundo a fonte Issei Kato/Reuters Mais

16.abr.2014 - Parentes de passageiros da balsa que naufragou no litoral da Coreia do Sul nesta terça-feira (15, já quarta-feira na região) seguem em direção ao local do acidente, do porto onde familiares aguardam por notícias, em Jindo. Um sobrevivente afirmou que as ordens dadas pelos comandantes eram para que os adolescentes ficassem em seus lugares. Os estudantes que pularam na água ou correram para as partes mais altas da embarcação conseguiram ser resgatados, segundo a fonte Issei Kato/Reuters Mais

17.abr.2014 - Agentes da guarda costeira recuperam corpo de vítima após o naufrágio da balsa Sewol, no litoral da Coreia do Sul. Cerca de 300 pessoas, a maioria estudantes de ensino médio, ainda estão desaparecidas após o naufrágio, de um total de 462 passageiros Jeon Heon-Kyun/Efe Mais

17.abr.2014 - Parente de um passageiro que estava a bordo de balsa que naufragou no litoral da Coreia do Sul bate em funcionário do governo que informava novidades sobre a situação de resgate, em Jindo Jeon Heon-Kyun/AFP Mais

17.abr.2014 - Lee Joon-Seok (ao centro), capitão da balsa sul-coreana Sewol, que afundou no litoral do país, é apresentado na delegacia de Mokpo. De acordo com a CNN, ele disse que "sente muito" e pode ser acusado de negligência e homicídio acidental Yonhap/Reuters Mais

17.abr.2014 - Durante busca por passageiros desaparecidos no naufrágio da balsa na Coréia do Sul, policiais soltam fogos para iluminar o mar nesta quarta-feira (16). A foto foi divulgada nesta quinta-feira (17). Os socorristas lutam contra o tempo para tentar resgatar com vida passageiros da balsa que afundou parcialmente na costa meridional da Coreia do Sul, deixando mortos e desaparecidos, mas a forte correnteza tem impedido o trabalho dos mergulhadores Kim Hong-Ji/ Reuters Mais

17.abr.2014 - Durante busca por passageiros desaparecidos no naufrágio da balsa na Coréia do Sul, policiais usam fortes canhões de luz para iluminar o mar nesta quarta-feira (16). A foto foi divulgada nesta quinta-feira (17). Os socorristas lutam contra o tempo para tentar resgatar com vida passageiros da balsa que afundou parcialmente na costa meridional da Coreia do Sul, deixando mortos e desaparecidos, mas a forte correnteza tem impedido o trabalho dos mergulhadores Yonhap / Reuters Mais

17.abr.2014 - As embarcações envolvidas nas operações de resgate da balsa que naufragou na Coréia do Sul lutam contra o aumento dos ventos e as fortes ondas nesta quinta-feira (17) enquanto procuram por centenas de desaparecidos, a maioria estudantes adolescentes, envolvidos no acidente Issei Kato/ Reuters Mais

17.abr.2014 - Presidente da Coreia do Sul, Park Geun-Hye (ao centro), se reúne com parentes dos passageiros a bordo da balsa que naufragou enquanto esperam novidades sobre os seus entes queridos em uma academia em Jindo, nesta quinta-feira (17). Equipes de resgate trabalharam freneticamente para tentar encontrar os desaparecidos, a maioria adolescentes, com perspectivas de puxar os sobreviventes dos escombros submersos JUNG Yeon-JE/ AFP Mais

17.abr.2014 - Membros da guarda costeira procuram por passageiros sobreviventes ao naufrágio de uma balsa próximo a Jindo, nesta quinta-feira (17), na Coréia do Sul. Os socorristas lutam contra o tempo para tentar resgatar com vida passageiros da balsa que afundou parcialmente na costa meridional da Coreia do Sul, deixando mortos e desaparecidos, mas a forte correnteza tem impedido o trabalho dos mergulhadores Ed Jones/ AFP Mais

17.abr.2014 - Familiares dos passageiros desaparecidos no naufrágio da balsa sul-coreana se consolam no porto de Jindo, nesta quinta-feira (17). Parte das famílias das vítimas da balsa que naufragou e deixou mortos e feridos no litoral da Coreia do Sul, expressaram sua raiva e indignação contra o governo, a quem acusam de ter procedido mal nos trabalhos de resgate, além de oferecer informações incorretas Kim Kyung-Hoon/ Reuters Mais

17.abr.2014 - Durante busca por passageiros desaparecidos no naufrágio da balsa na Coréia do Sul, policiais usam fortes canhões de luz para iluminar o mar nesta quinta-feira (17). Os socorristas lutam contra o tempo para tentar resgatar com vida passageiros da balsa que afundou parcialmente na costa meridional da Coreia do Sul, deixando mortos e desaparecidos, mas a forte correnteza tem impedido o trabalho dos mergulhadores Yonhap/ Reuters Mais

17.abr.2014 - Familiares dos passageiros desaparecidos no naufrágio da balsa sul-coreana se aguardam por notícias no porto de Jindo, nesta quinta-feira (17). Parte das famílias das vítimas da balsa que naufragou deixando mortos e desaparecidos, expressaram sua raiva e indignação contra o governo, a quem acusam de ter procedido mal nos trabalhos de resgate, além de oferecer informações incorretas JUNG Yeon-JE/ AFP Mais

17.abr.2014 - Membros da guarda costeira procuram por passageiros sobreviventes ao naufrágio de uma balsa próximo a Jindo, nesta quinta-feira (17), na Coréia do Sul. Os socorristas lutam contra o tempo para tentar resgatar com vida passageiros da balsa que afundou parcialmente na costa meridional da Coreia do Sul, deixando mortos e desaparecidos, mas a forte correnteza tem impedido o trabalho dos mergulhadores Kim Kyung-Hoon/ Reuters Mais

17.abr.2014 - Familiares dos passageiros desaparecidos no naufrágio da balsa sul-coreana se consolam no porto de Jindo, nesta quinta-feira (17). Parte das famílias das vítimas da balsa que naufragou deixando mortos e desaparecidos, expressaram sua raiva e indignação contra o governo, a quem acusam de ter procedido mal nos trabalhos de resgate, além de oferecer informações incorretas Jung Yeon-Je/ AFP Mais

17.abr.2014 - Familiares dos passageiros desaparecidos no naufrágio da balsa sul-coreana se consolam no porto de Jindo, nesta quinta-feira (17). Parte das famílias das vítimas da balsa que naufragou deixando mortos e desaparecidos, expressaram sua raiva e indignação contra o governo, a quem acusam de ter procedido mal nos trabalhos de resgate, além de oferecer informações incorretas Kim Hong-Ji/ Reuters Mais

17.abr.2014 - Familiares dos passageiros desaparecidos no naufrágio da balsa sul-coreana se consolam no porto de Jindo, nesta quinta-feira (17). Parte das famílias das vítimas da balsa que naufragou deixando mortos e desaparecidos,expressaram sua raiva e indignação contra o governo, a quem acusam de ter procedido mal nos trabalhos de resgate, além de oferecer informações incorretas Ed Jones/ AFP Mais

17.abr.2014 - Estudantes da escola de Danwon seguram cartas para homenagear alunos que estavam entre os passageiros da balsa que naufragou na Coréia do Sul, nesta quinta-feira (17). Os socorristas lutam contra o tempo para tentar resgatar com vida passageiros da balsa que afundou parcialmente na costa meridional da Coreia do Sul, deixando 290 desaparecidos, mas a forte correnteza tem impedido o trabalho dos mergulhadores Verdade Leem/ AFP Mais

17.abr.2014 - Parentes de desaparecidos do naufrágio de uma balsa choram no porto de Jindo, Coreia do Sul nesta quinta-feira (17), horário de Brasília Kimiasa Mayama /AFP Mais

17.abr.2014 - Um monge budista e parentes de passageiros desaparecidos após o naufrágio de uma balsa na Coreia do Sul, fazem orações e rituais budistas no porto na Jindo nesta quinta-feira (17), horário de Brasília Lee Jin-man/AP Mais

17.abr.2014 - Mulher reza por passageiros após o naufrágio de uma balsa na Coreia do Sul, nesta quinta-feira (17), horário de Brasília. Das 475 pessoas que estavam a bordo da embarcação e 179 foram resgatadas com vida Jung Yeon-Je/AFP Mais

18.abr.2014 - Familiar chora durante ritual budista em porto onde os familiares se reuniram para esperar por notícias da equipe de resgate em Jindo, sul da Coreia do Sul. Equipes de resgate do país, incluindo mergulhadores de elite da Marinha, correm contra o tempo para encontrar até 293 pessoas desaparecidas, em sua maioria alunos de ensino médio que faziam uma viagem de campo. Nesta sexta-feira os mergulhadores conseguiram entrar na embarcação pela primeira vez Kim Hong-Ji/Reuters Mais

18.abr.2014 - Monge budista reza para os passageiros desaparecidos que estavam na balsa sul-coreana "Sewol", que afundou no mar a 20 km da costa, próximo a Jindo, onde familiares esperam notícias. O número de mortos no naufrágio aumentou para 25 nesta sexta-feira, e os pais dos mais de 300 alunos a bordo culpam o capitão do navio pela tragédia. Investigações apontam que um suboficial comandava a embarcação no momento que adernou, enquanto o capitão encontrava-se longe da ponte de comando Issei Kato/Reuters Mais

18.abr.2014 - Equipes de resgate injetam oxigênio na balsa naufragada a 20 km da costa da Coreia do Sul. Segundo aponta a investigação, um oficial subalterno estava no comando da embarcação no momento em que ela adernou, enquanto o capitão permanecia longe da ponte de comando. Paralelo à investigação, continuam as buscas pelos quase 300 desaparecidos; acredita-se que a maioria ainda esteja dentro do navio afundado Yonhap/Reuters Mais

18.abr.2014 - Familiar joga álcool ao mar, enquanto reza pelos desaparecidos da balsa que virou e naufragou na costa de Jindo, no sul da Coreia do Sul. Equipes de resgate da Coréia do Sul, incluindo mergulhadores de elite da Marinha, correm contra o tempo para encontrar até 293 pessoas desaparecidas, em sua maioria alunos de ensino médio que faziam uma viagem de campo. Nesta sexta-feira os mergulhadores conseguiram entrar na embarcação pela primeira vez Jung Yeon-Je/AFP Mais

18.abr.2014 - Familiares de passageiros desaparecidos após o naufrágio de uma balsa na Coreia do Sul, esperam relatórios das autoridades em um ginásio próximo ao porto. O Ministério Público sul-coreano pediu nesta sexta-feira (18), a prisão preventiva do capitão Lee Joon-seok, responsável pelo comando da embarcação. Ordens de prisão também foram emitidas para outros dois membros da tripulação Ahn Young-joon/AP Mais

18.abr.2014 - Guindastes são usados nas buscas por vítimas do naufrágio de uma balsa na Coreia do Sul. O Ministério Público sul-coreano pediu nesta sexta-feira (18), a prisão preventiva do capitão Lee Joon-seok, responsável pelo comando da embarcação. Ordens de prisão também foram emitidas para outros dois membros da tripulação Lee Jin-man/AP Mais

18.abr.2014 - Mergulhadores trabalham nas buscas por vítimas do naufrágio de uma balsa na Coreia do Sul. O Ministério Público sul-coreano pediu nesta sexta-feira (18), a prisão preventiva do capitão Lee Joon-seok, responsável pelo comando da embarcação. Ordens de prisão também foram emitidas para outros dois membros da tripulação Lee Jin-man/AP Mais

18.abr.2014 - Mergulhadores trabalham nas buscas por vítimas do naufrágio de uma balsa na Coreia do Sul. O Ministério Público sul-coreano pediu nesta sexta-feira (18), a prisão preventiva do capitão Lee Joon-seok, responsável pelo comando da embarcação. Ordens de prisão também foram emitidas para outros dois membros da tripulação Kim Hong-Ji /Reuters Mais

18.abr.2014 - Mergulhadores trabalham nas buscas por vítimas do naufrágio de uma balsa na Coreia do Sul. O Ministério Público sul-coreano pediu nesta sexta-feira (18), a prisão preventiva do capitão Lee Joon-seok, responsável pelo comando da embarcação. Ordens de prisão também foram emitidas para outros dois membros da tripulação Jung Yeon-Je/AFP Mais

Lee Joon-Seok-- capitão de balsa que naufragou na Coreia do Sul--, é detido, de acordo com a agência de notícias Yonhap. Lee Joon-Seok enfrenta cinco acusações, incluindo negligência e violação do direito marítimo. A embarcação transportava 475 pessoas. O acidente deixou 29 mortos e 268 desaparecidos Yonhap/Reuters Mais

19.abr.2014 - Jornalistas questionam Lee Joon-seok, o capitão da balsa sul-coreana que afundou a 20 km da costa, após sua saída do tribunal, em Mopko, sul da Coreia do Sul. Lee, 69, foi preso neste sábado, respondendo a cinco acusações, incluindo negligência, acerca do naufrágio da balsa Sewol, que já causou ao menos 29 mortes entre os 475 a bordo. Ao menos 270 pessoas seguem desaparecidas Yonhap/Reuters Mais

19.abr.2014 - Mar é contaminado com derramamento de óleo no local do naufrágio da balsa Sewol, a 20 km da costa da Coreia do Sul. Autoridades dizem que cerca de 270 pessoas ainda estão desaparecidas e pelo menos 25 mortos foram confirmados. Três corpos foram localizados por mergulhadores neste sábado, porém não puderam ser regatados. 475 pessoas estavam a bordo da balsa que afundou na quarta-feira Kimimasa Mayama/EPA/Efe Mais

19.abr.2014 - Familiares de um passageiro a bordo da balsa sul-coreana que naufragou na quarta-feira observam o mar no porto de Jindo, a cerca de 20 km do local do acidente, enquanto esperam por notícias das equipes de resgate, neste sábado (19). Mergulhadores localizaram três corpos flutuando através de uma janela de uma cabine de passageiros no sábado, mas não foram capazes de recuperá-los Kim Kyung-Hoon/Reuters Mais

19.abr.2014 - Alunos da escola sul-coreana de ensino médio Danwon fazem uma vigília pelos colegas que estavam a bordo da balsa que naufragou em Jindo, Coreia do Sul. Familiares dos passageiros ofereceram amostras de DNA neste sábado (19) para ajudar na identificação dos mortos, enquanto o resgate se transformou em uma missão para recuperar a embarcação e os corpos das vítimas Parque Jung-ho/Reuters Mais

19.abr.2014 - Monges budistas fazem orações por passageiros que estavam a bordo da balsa que naufragou em Jindo, Coreia do Sul, na quarta-feira (16). Familiares das vítimas ofereceram amostras de DNA neste sábado (19) para ajudar na identificação dos mortos Kim Doo-Ho/AFP Mais

19.abr.2014 - Equipes de resgate da Coreia do Sul carregam corpos dos passageiros que estavam na balsa que naufragou na quarta-feira (16) no litoral do país. Familiares das vítimas ofereceram amostras de DNA neste sábado (19) para ajudar na identificação dos mortos Issei Kato/Reuters Mais

20.abr.2014 - Familiares de passageiros desaparecidos no naufrágio da balsa Sewol na costa da Coreia do Sul fecham estrada diante de bloqueio policial em Jindo, sul do país, durante um protesto exigindo uma reunião com o presidente Park Geun-hye. Parentes irritados das centenas de desaparecidos entraram em confronto com a polícia na manhã de domingo (20), enquanto mergulhadores retiravam mais corpos de dentro da embarcação, aumentando o número oficial de mortos para 49 Kim Kyung-Hoon/Reuters Mais

20.abr.2014 - Policiais carregam o corpo de vítima do naufrágio da balsa Sewol, ao chegarem ao porto de Jindo, sul da Coreia do Sul, neste domingo (20). Com o resgate de três novos corpos, há 49 mortos confirmados no acidente ocorrido com a embarcação que levava 476 pessoas, a maioria delas adolescentes alunos de uma escola, em viagem de campo. Apenas 179 foram resgatados com vida; mais de 200 continuam desaparecidos Kimimasa Mayama/EPA/Efe Mais

20.abr.2014 - Membros de uma equipe de resgate retiram o corpo de uma das 16 pessoas encontradas, neste domingo (20), na balsa que naufragou na quarta-feira (16) com 476 pessoas a bordo, na Coreia do Sul. O balanço oficial da tragédia agora é de 49 mortos, com 253 desaparecidos, a maioria adolescentes, e 174 pessoas que foram resgatadas Jung Yeon-Je/AFP Mais

21.abr.2014 - Familiar de um passageiro da balsa sul-coreana afundada ora no porto de Jindo pelo resgate dos passageiros nesta segunda-feira (21). O presidente sul-coreano, Park Geun-hye, afirmou que as ações do capitão e sua tripulação foram equivalentes a assassinato; mais quatro tripulantes da embarcação foram detidos Issei Kato/Reuters Mais

21.abr.2014 - Mergulhador entra na água perto boias que marcam onde a balsa sul-coreana Sewol afundou, a cerca de 20 km da costa de Jindo. O presidente sul-coreano, Park Geun-hye, disse nesta segunda-feira (21) que as ações do capitão e sua tripulação foram equivalentes a assassinato; mais quatro tripulantes da embarcação foram detidos Kim Hong-Ji/Reuters Mais

21.abr.2014 - Baterias de telefones celulares, pertencentes a familiares de passageiros desaparecidos na balsa "Sewol" são carregados na área em que as famílias esperam por notícias, no porto de Jindo, na Coreia da Sul, nesta segunda-feira (21). A presidente do país, Park Geun-hye, criticou a ação da tripulação da balsa que naufragou na semana passada dizendo que ela foi "semelhante a de um assassinato" Kim Hong-Ji/Reuters Mais

21.abr.2014 - Voluntários distribuem alimentos para familiares dos passageiros desaparecidos a bordo da balsa "Sewol", que naufragou na Coreia do Sul na quarta-feira (16), e esperam notícias dos parentes em Jindo, nesta segunda-feira (21). A presidente do país, Park Geun-hye, criticou a ação da tripulação da balsa que naufragou na quarta-feira (16) dizendo que ela foi "semelhante a de um assassinato" Kim Hong-Ji/Reuters Mais

21.abr.2014 - Familiares de um passageiro que estava a bordo da balsa "Sewol", naufragada na quarta-feira (16), descansam enquanto esperam por notícias das equipes de resgate, em um alojamento improvisado na cidade portuária de Jindo, na Coreia do Sul, nesta segunda-feira (21). A presidente do país, Park Geun-hye, criticou a ação da tripulação da balsa que naufragou na semana passada dizendo que ela foi "semelhante a de um assassinato" Kim Kyung-Hoon/Reuters Mais

21.abr.2014 - Mergulhadores buscam, nesta segunda-feira (21), desaparecidos na área a balsa sul-coreana Sewol afundou, a cerca de 20 km da costa de Jindo, na Coreia do Sul. A presidente sul-coreana, Park Geun-hye, disse nesta segunda-feira (21) que as ações do capitão e sua tripulação foram equivalentes a assassinato; mais quatro tripulantes da embarcação foram detidos Kimimasa Mayama/EFE Mais

21.abr.2014 - Familiares dos passageiros que estavam a bordo da balsa que naufragou na Coreia do Sul, descansam enquanto esperam por notícias das equipes de resgate, em uma acomodação improvisada em um ginásio na cidade portuária de Jindo, nesta segunda-feira (21). O presidente da Coreia do Sul, Geun-hye, comparou ações de alguns tripulantes com assassinato Issei Kato/Reuters Mais

22.abr.2014 - Trabalhadores de serviços de emergência colocar corpo recuperado da balsa Sewol, naufragada na costa da Coreia do Sul, em ambulância no porto de Jindo, nesta terça-feira (22) Segundo um membro da tripulação do barco sul-coreano que afundou com 476 pessoas a bordo, os oficiais da ponte de comando foram repetidas vezes questionados se deveriam ou não dar ordem de abandonar o navio, mas não houve resposta. As autoridades confirmaram a morte de mais de cem pessoas no naufrágio Kim Hong-Ji/Reuters Mais

21.abr.2014 - Navio da Guarda Costeira da Coreia do Sul transportando corpos de vítimas resgatados da balsa Sewol chega ao porto de Jindo, nesta terça-feira (22). O número de mortos confirmados no naufrágio passou de cem, enquanto equipes de mergulhadores continuam a difícil tarefa de recuperação dos corpos ainda não localizados de outras vítimas. A balsa transportava 476 pessoas quando afundou, na última quarta-feira (16), a 30 metros de profundidade. Do total de pessoas a bordo, 174 foram salvas Jung Yeon-Je/AFP Mais

22.abr.2014 - Equipes de resgate trabalham no local onde a balsa Sewol afundou na última quarta-feira (16), na Coreia do Sul. Nesta terça-feira (22), uma embarcação com um tipo de guincho é usada na operação. Mais de cem mortes já foram confirmadas no naufrágio. A balsa transportava 476 pessoas entre Incheon e a ilha de Jeju quando começou a inclinar até afundar a 30 metros de profundidade Issei Kato/Reuters Mais

22.abr.2014 - Um jornalista observa sinalizadores lançados por equipes de busca e resgate durante as operações no local onde a balsa Sewol naufragou, na costa da ilha de Jindo, na Coreia do Sul, nesta terça-feira (22). Mergulhadores começaram a localizar os corpos dos passageiros e tripulantes que estavam a bordo da embarcação. O capitão foi preso e continua defendendo a sua decisão de atrasar a evacuação do barco quando ele começou a naufragar, com 476 pessoas a bordo Ed Jones/AFP Mais

22.abr.2014 - Sinalizadores são lançados por equipes de busca e resgate durante as operações no local onde a balsa Sewol naufragou, na costa da ilha de Jindo, na Coreia do Sul, nesta terça-feira (22). Mergulhadores começaram a localizar os corpos dos passageiros e tripulantes que estavam a bordo da embarcação. O capitão foi preso e continua defendendo a sua decisão de atrasar a evacuação do barco quando ele começou a naufragar, com 476 pessoas a bordo Ed Jones/AFP Mais

22.abr.2014 - Oficiais da guarda costeira da Coreia do Sul desembarcam de um barco após missão de busca em Jindo, onde uma balsa naufragou na semana passada. O balanço de mortos subiu para 121, após corpos serem encontrados dentro do barco durante as operações noturnas de busca Peng Qian/Xinhua Mais

22.abr.2014 - Familiares descansam em um ginásio enquanto esperam notícias das equipes de busca e resgate, nesta terça-feira (22), em Jindo. O balanço de mortos subiu para 121, após corpos serem encontrados dentro do barco durante as operações noturnas de busca Peng Qian/Xinhua Mais

22.abr.2014 - O sol se põe atrás dos barcos da guarda costeira que carregam as equipes de busca e resgate no local onde a balsa Sewol naufragou, na ilha de Jindo, na Coreia do Sul, nesta terça-feira (22). Mergulhadores começaram a localizar os corpos dos passageiros e tripulantes que estavam a bordo da embarcação. O capitão foi preso e continua defendendo a sua decisão de atrasar a evacuação do barco quando ele começou a naufragar, com 476 pessoas a bordo Ed Jones/AFP Mais

22.abr.2014 - Idosa chora durante visita ao recém-inaugurado memorial às vítimas do naufrágio da balsa sul-coreana Sewol. O local fica na mesma rua da escola onde estudavam muitos dos 121 mortos. A embarcação transportava 476 pessoas, em sua maioria jovens estudantes do ensino médio, em direção à ilha turística Jeju quando afundou, na quarta-feira passada (16). Outras 181 continuam desaparecidas, apesar das operações para recuperar os corpos serem realizadas há quase uma semana. Os motivos do naufrágio ainda não foram esclarecidos Kim Doo-Ho/AFP Mais

22.abr.2014 - Familiares de passageiros desaparecidos após o naufrágio da balsa sul-coreana Sewol se consolam nesta quarta-feira (23) no alojamento improvisado em um ginásio da cidade portuária de Jindo. As autoridades do país confirmaram que o número de mortos subiu para 121. A embarcação transportava 476 pessoas, em sua maioria jovens estudantes do ensino médio, em direção à ilha turística Jeju quando afundou, na quarta-feira passada (16). Outras 181 continuam desaparecidas, apesar das operações para recuperar os corpos serem realizadas há quase uma semana. Os motivos do naufrágio ainda não foram esclarecidos Kim Kyung-Hoon/Reuters Mais

22.abr.2014 - O motorista Eun-su Choi, um dos sobreviventes do naufrágio da balsa Sewol, na Coreia do Sul. Ele tentou salvar estudantes presos na parte interna do barco, mas não conseguiu. "Agora eu me arrependo", ele afirmou. As autoridades do país confirmaram que o número de mortos subiu para 121. A embarcação transportava 476 pessoas, em sua maioria jovens estudantes do ensino médio, em direção à ilha turística Jeju quando afundou, na quarta-feira passada (16). Outras 181 continuam desaparecidas, apesar das operações para recuperar os corpos serem realizadas há quase uma semana. Os motivos do naufrágio ainda não foram esclarecidos Reprodução/BBC Mais

23.abr.2014 - Monge budista observa o mar enquanto reza pelos passageiros desaparecidos da balsa que naufragou na Coreia do Sul, em um porto onde familiares estão reunidos a espera de notícias das equipes de resgate, durante o pôr do sol em Jindo, nesta quarta-feira (23). As autoridades do país confirmaram que o número de mortos subiu para 121. A embarcação transportava 476 pessoas, em sua maioria jovens estudantes do ensino médio, em direção à ilha turística Jeju quando afundou, na quarta-feira passada (16). Outras 181 continuam desaparecidas, apesar das operações para recuperar os corpos serem realizadas há quase uma semana. Os motivos do naufrágio ainda não foram esclarecidos Issei Kato/Reuters Mais

23.abr.2014 - Mulher chora enquanto reza durante uma vigília para as vítimas do naufrágio de Sewol, em Ansan, na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (23) Kim Hong-Ji/Reuters Mais

23.abr.2014 - As equipes de resgate da Coreia do Sul operam ao redor da área onde a balsa com passageiros naufragou em Jindo, nesta quarta-feira (23). Mergulhadores sul-coreanos nadaram mesmo com água fria e escura para achar os corpos dos desaparecidos. Um sobrevivente do desastre da balsa sul-coreana falou sobre a agonizante escolha que teve que fazer entre continuar tentando resgatar os estudantes que eram arrastados pela água ou se salvar. "Nós estávamos tentando puxá-los, mas era muito difícil, então decidimos subir, mas agora eu me arrependo", disse à BBC o motorista de caminhão Choi Eun-su Yonhap/ Reuters Mais

23.abr.2014 - Uma visão geral mostra lanternas que homenageiam as vítimas da balsa naufragada na Coreia do Sul, em um templo budista em Seul Chogye, nesta quarta-feira (23)Mergulhadores sul-coreanos nadaram mesmo com água fria e escura para achar os corpos dos desaparecidos. Um sobrevivente do desastre da balsa sul-coreana falou sobre a agonizante escolha que teve que fazer entre continuar tentando resgatar os estudantes que eram arrastados pela água ou se salvar. "Nós estávamos tentando puxá-los, mas era muito difícil, então decidimos subir, mas agora eu me arrependo", disse à BBC o motorista de caminhão Choi Eun-su Yonhap/ Reuters Mais

23.abr.2014 - Pessoas fazem uma vigília à luz de velas em Ansan para homenagear as vítimas da balsa que naufragou na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (23).Um sobrevivente do desastre da balsa sul-coreana falou sobre a agonizante escolha que teve que fazer entre continuar tentando resgatar os estudantes que eram arrastados pela água ou se salvar. "Nós estávamos tentando puxá-los, mas era muito difícil, então decidimos subir, mas agora eu me arrependo", disse à BBC o motorista de caminhão Choi Eun-su Kim Hong-Ji787/ Reuters Mais

23.abr.2014 - Pessoas fazem uma vigília à luz de velas em Ansan para homenagear as vítimas da balsa que naufragou na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (23). Um sobrevivente do desastre da balsa sul-coreana falou sobre a agonizante escolha que teve que fazer entre continuar tentando resgatar os estudantes que eram arrastados pela água ou se salvar. "Nós estávamos tentando puxá-los, mas era muito difícil, então decidimos subir, mas agora eu me arrependo", disse à BBC o motorista de caminhão Choi Eun-su Kim Hong-Ji787/ Reuters Mais

24.abr.2014 - Equipe de resgate faz buscas no local em que a balsa sul-coreana Sewol afundou, no litoral do país. O número de mortos confirmados chegou a 150, mas ainda há pessoas desaparecidas. Das 476 pessoas a bordo, 339 eram estudantes e professores em viagem escolar Jung Yeon-Je Mais

24.abr.2014 - Equipes de busca trabalham ao por do sol perto do ponto onde a balsa Sewol afundou na Coreia do Sul, no dia 16 de abril. A embarcação transportava 476 pessoas, e mais de 300 pessoas continuam desaparecidas. Nesta quinta-feira (24), o número de mortos subiu para 171. As investigações sobre o acidente estão centradas em falha humana ou mecânica Reuters Mais

24.abr.2014 - Familiares de vítimas do naufrágio de uma balsa na Coreia do Sul agrediram nesta quinta-feira (24) um alto funcionário da Guarda Costeira, que foi acusado de mentir sobre os trabalhos organizados para resgatar os corpos que permanecem presos na embarcação Ed Jones/AFP Mais

24.abr.2014 - Monges fazem orações pelas vítimas do naufrágio da balsa Sewol, que deixou mais de 300 mortos e desaparecidos na Coreia do Sul. Nesta quinta-feira (24), 11 dos 15 membros resgatados da tripulação foram acusados de homicídio por negligência e violação das leis marítimas Ed Jones/AFP Mais

24.abr.2014 - Equipes de resgate procuram vítimas do naufrágio da balsa Sewol, que deixou mais de 300 mortos e desaparecidos na Coreia do Sul. Nesta quinta-feira (24), 11 dos 15 membros resgatados da tripulação foram acusados de homicídio por negligência e violação das leis marítimas Nicolas Asfouri/AFP Mais

24.abr.2014 - Barcos da guarda costeira sul-coreana e equipes de resgate fazem buscas noturnas por vítimas do naufrágio da basla Sewol, que deixou mais de 300 mortos e desaparecidos na Coreia do Sul. Nesta quinta-feira (24), 11 dos 15 membros resgatados da tripulação foram acusados de homicídio por negligência e violação das leis marítimas Nicolas Asfouri/AFP Mais

25.abr.2014 - Parente de vítima do naufrágio da balsa Sewol coloca barco de papel com mensagens no mar em Jindo, na Coreia do Sul. A embarcação afundou com 476 pessoas a bordo, a maioria estudantes de ensino médio que participavam de uma viagem escolar, no último dia 16. Apenas 174 foram resgatadas com vida. Outras 175 morreram e 127 continuam desaparecidas. As causas do desastre ainda não foram esclarecidas Kim Kyung-Hoon/Reuters Mais

25.abr.2014 - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama (à esquerda), faz homenagem às vítimas do naufrágio da barca Sewol durante encontro com a colega sul-coreana, Park Geun-Hye, em Seul. O líder americano chegou ao país - o segundo de seu giro pela Ásia - em meio ao luto pela tragédia que deixou mais de 170 mortos Jung Yeon-je/AFP Mais

25.abr.2014 - Parentes das vítimas do naufrágio na Coreia do Sul participam emocionados de uma homenagem, em Ansan (Coreia do Sul), para os mortos e desaparecidos do acidente com a balsa Sewol, que afundou no dia 16 de abril Nicolas Asfouri Mais

25.abr.2014 - Fitas amarelas são colocadas em uma grade em Seul (Coreia do Sul) como forma de demonstrar esperança de que os desaparecidos no naufrágio da balsa Sewol retornem em segurança para suas famílias. Há praticamente nenhuma chance de que as vítimas ainda não localizadas sejam resgatadas com vida. A balsa transportava 476 pessoas quando afundou no dia 16 de abril. Até o momento, 174 é o número de sobreviventes Jung Yeon-Je/AFP Mais

25.abr.2014 - Menino participa de uma vigília com velas em Ansan, na Coreia do Sul, para homenagear as vítimas do naufrágio da balsa Sewol, nesta sexta-feira (25) Issei Kato/Reuters Mais

25.abr.2014 - Menino participa de uma vigília com velas em Ansan, na Coreia do Sul, para homenagear as vítimas do naufrágio da balsa Sewol, nesta sexta-feira (25) Nicolas Asfouri/ AFP Mais

25.abr.2014 - Coreanos participam de uma vigília com velas em Ansan, na Coreia do Sul, para homenagear as vítimas do naufrágio da balsa Sewol, nesta sexta-feira (25) Kim Doo-ho/ AFPIM DOO-HO Mais

25.abr.2014 - Um oficial da marinha sul-coreana faz uma palestra sobre a operação de resgate aos passageiros desaparecidos a bordo da balsa naufragada, em um alojamento improvisado em um ginásio na cidade portuária de Jindo, nesta sexta-feira (25) Kim Kyung-Hoon/ Reuters Mais

25.abr.2014 - Um mergulhador pulou no mar perto da área onde a balsa Sewol naufragou durante uma operação de resgate em Jindo, na Coreia do Sul, nesta sexta-feira (25). A balsa Sewol, que pesava quase 7 mil toneladas, afundou em uma viagem de rotina saindo do porto de Incheon, perto de Seul, para a ilha de férias de Jeju. As investigações estão focadas em erro humano ou falha mecânica Yonhap/ Reuters Mais

26.abr.2014 - Parente de passageiro da balsa que naufragou no litoral sul-coreano é consolado por uma monja budista (à esq.), enquanto espera por notícias sobre o desaparecimento do familiar, em porto de Jindo Ahn Young-joon/AP Mais

26.abr.2014 - Coreanos carregam fâmulas com mensagens às vítimas do naufrágio da balsa Sewol, neste sábado (26), em Seul, durante um desfile para comemorar o próximo aniversário de Buda e para homenagear os mortos no acidente. A balsa Sewol afundou em 16 de abril em um viagem de rotina afundou em uma viagem de rotina saindo do porto de Incheon, perto de Seul, para a ilha de férias de Jeju.As investigações estão focadas em erro humano ou falha mecânica Kim Hong-Ji/Reuters Mais

26.abr.2014 - Jovens coreanos seguram velas durante vigília, neste sábado (26), para estudantes desaparecidos no naufrágio da balsa Sewol. Há praticamente nenhuma chance de que as vítimas ainda não localizadas sejam resgatadas com vida. A balsa transportava 476 pessoas quando afundou no dia 16 de abril Nicolas Asfouri/AFP Mais

26.abr.2014 - Membros da tripulação da balsa Sewol,que afundou em 16 de abril, se preparam para deixar um tribunal que emitiu o mandado de prisão deles, em Mokpo, na Coreia do Sul, neste sábado (26). Ao todo, 15 tripulantes da embarcação sul-coreana estão agora sob custódia das autoridades do país Yonhap/AP Mais

26.abr.2014 - Familiares de passageiros desaparecidos a bordo balsa Sewol, em 16 de abril, descansam em um alojamento improvisado em um ginásio em Jindo, neste sábado (26), enquanto esperam por notícias das equipes de busca e salvamento Kim Kyung-Hoon/Reuters Mais

27.abr.2014 - O primeiro-ministro sul-coreano, Chung Hong-won, deixa o Complexo Central do Governo de Seul após apresentar sua renúncia devido às críticas pela gestão da tragédia do naufrágio da balsa Sewol. "Devo assumir as responsabilidades e renunciar", afirmou Chung Yonhap/AP Mais

27.abr.2014 - Coreana chora durante vigília à luz de velas em homenagem às vítimas do naufrágio da balsa Sewol, neste domingo (27). As orações também são destinadas aos desaparecidos no incidente. O primeiro-ministro sul-coreano, Chung Hong-won, renunciou após receber críticas pela gestão da tragédia ocorrida em 16 de abril Kim Hong-Ji/Reuters Mais

27.abr.2014 - Coreanos participam de vigília à luz de velas por mortos e desaparecidos no naufrágio da balsa Sewol, neste domingo (27). O primeiro-ministro sul-coreano, Chung Hong-won, renunciou após receber críticas pela gestão da tragédia ocorrida em 16 de abril Kim Hong-Ji/Reuters Mais

27.abr.2014 - Dezenas de bilhetes são deixados em memorial improvisado às vítimas do naufrágio da balsa Sewol, em frente ao portão de um colégio em Ansan, próximo a Seul, neste domingo (27). O primeiro-ministro sul-coreano, Chung Hong-won, renunciou após receber críticas pela gestão da tragédia ocorrida em 16 de abril Nicolas Asfouri/AFP Mais

27.abr.2014 - Bilhetes em formas de coração e laço são deixados por alunos em memorial improvisado às vítimas do naufrágio da balsa Sewol, em frente ao portão de um colégio em Ansan, próximo a Seul, neste domingo (27). O primeiro-ministro sul-coreano, Chung Hong-won, renunciou após receber críticas pela gestão da tragédia ocorrida em 16 de abril Kim Kyung-Hoon/Reuters Mais

27.abr.2014 - Equipes de resgate trabalham, neste domingo (27), próximo ao local onde a balsa Sewol naufragou no último 16 de abril. O primeiro-ministro sul-coreano, Chung Hong-won, renunciou após receber críticas pela gestão da tragédia Yonhap/Reuters Mais

27.abr.2014 - Familiares de desaparecidos no naufrágio da balsa Sewol ignoram televisão com imagens da renúncia do primeiro-ministro sul-coreano, Chung Hong-won, neste domingo (27). Os parentes das vítimas estão acomodadas em um ginásio, em Jindo, à espera de notícias de equipes de resgate que trabalham na área em que a balsa naufragou em 16 de abril Ed Jones/AFP Mais

27.abr.2014 - Homem se ajoelha no porto de Jindo, na Coreia do Sul, em oração a um parente desaparecido no naufrágio da balsa Sewol.O primeiro-ministro sul-coreano, Chung Hong-won, renunciou, neste domingo (27), após receber críticas pela gestão da tragédia Ahn Young-joon/AP Mais

28.abr.2014 - Familiares, amigos e desconhecidos fazem fila para prestar homenagem, em memorial diante de Câmara Municipal, em Seul, às vítimas da balsa sul-coreana que afundou no último dia 16. Mergulhadores retomaram nesta segunda-feira (28) as buscas pelos mais de 100 corpos que ainda estão presos na balsa Sewol, submersa 30 metros abaixo da superfície Lee Jin-man/AP Mais

29.abr.2014 - Monge budista reza enquanto pessoas aguardam em fila para prestar homenagem às vítimas da balsa Sewol, naufragada no último dia 16, em memorial em Ansan, ao sul de Seul, nesta terça-feira (29). Nesta segunda-feira as autoridades sul-coreanas prenderam três pessoas suspeitas de destruir evidências de que a companhia que opera o serviço pode ter agido com negligência em relação ao naufrágio da balsa, que carregava 476 pessoas a bordo Kim Hong-Ji/Reuters Mais

29.abr.2014 - Presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, participa de homenagem em Ansan às vítimas do naufrágio da balsa Sewol, que afundou no dia 16 de abril com 476 pessoas a bordo, no mar ao sul do país. Cerca de 300 morreram ou continuam desaparecidas, a maioria estudantes e professores de uma escola de ensino médio Do Kwang-hwan/Yonhap/Reuters Mais

29.abr.21014 - Funcionários de serviços funerários levam retratos das vítimas do naufrágio da balsa Sewol para o altar do memorial oficial, em Ansan, na Coreia, nesta terça-feira (29) Kim Hong-Ji/Reuters Mais

29.abr.2014 - Grupo faz homenagem às vítimas do naufrágio da balsa Sewol, no centro em Seul, nesta terça-feira (29). No banner em amarelo lê-se: "Ore para o repouso das vítimas e para o retorno seguro dos passageiros desaparecidos." Mergulhadores buscam mais de 100 corpos que ainda estão presos na embarcação, submersa 30 metros abaixo da superfície Ahn Eun-na/News1/Reuters Mais

29.abr.2014 - Mergulhadores sul-coreanos sobem a escada de um navio, nesta terça-feira (29), depois de procurar mais vítimas do naufrágio da balsa Sewol. Eles buscam mais de 100 corpos que ainda estão presos na embarcação, submersa 30 metros abaixo da superfície Kwang-hwan/Yonhap/Reuters Mais

30.abr.2014 - Funcionários colocam foto de vítima da balsa naufragada na costa da Coreia do Sul no altar memorial em Ansan, nesta quarta-feira (30). A balsa Sewol afundou em 16 de abril durante uma viagem de rotina entre Icheon e Juju, no sul do país, levando 476 pessoas a bordo. Na terça-feira, a presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, pediu desculpas publicamente pela tragédia Kim Hong-Ji/Reuters Mais

30.abr.2014 - Sul-coreanas fazem suas homenagens aos mortos no naufrágio da balsa Sewol, no dia 16 de abril, no mar ao sul do país. O altar com rosas formando um laço amarelo, simbolizando a esperança, foi montado em Ansan (30 km de Seul), cidade onde estudavam adolescentes que estavam na embarcação, em uma excursão escolar. Das 476 pessoas a bordo, cerca de 300 morreram ou continuam desaparecidas. Ainda não há uma conclusão sobre o que levou a balsa a afundar, mas o capitão foi preso por abandoná-la antes do socorro a todos os passageiros Jung Yeon-Je/AFP Mais

30.abr.2014 - Bilhete póstumo é colocado no memorial às vítimas do naufrágio na Coreia do Sul, em Ansan (30 km de Seul). Uma balsa levando 476 pessoas para a ilha de Jeju, um destino turístico no país, afundou no dia 16 de abril, deixando cerca de 300 mortos ou desaparecidos Kim Hong-Ji/Reuters Mais

30.abr.2014 - Menina segura uma vela durante homenagem às vítimas do naufrágio da balsa Sewol, na Coreia do Sul, nesta quarta-feira (30), após duas semanas do acidente Ahn Young-joon/ AP Mais

1º.mai.2014 - Parente de pessoa desaparecida no naufrágio da balsa Sewol no litoral da Coreia do Sul reza à espera de notícias, em Jindo. O número confirmado de mortos passou de 200 entre as 476 pessoas que estavam na embarcação, que submergiu no dia 16 de maio Yonhap/AP Mais

1º.mai.2014 - Familiares de vítimas do naufrágio com a balsa Sewol, que afundou há quinze dias com mais de 300 pessoas a bordo. Segundo o último balanço oficial, divulgado nesta quarta-feira (30), o número de mortos vai a 212, e 90 pessoas estão desaparecidas. Os parentes das vítimas, principalmente dos desaparecidos, cobram explicações das autoridades locais Song Won-young/News1/Reuters Mais

1º.mai.2014 - Coreanos fazem fila nesta quinta-feira (1º) no Plaza Seul, próximo à prefeitura da capital coreana, para homenagear as vítimas da balsa naufragada em 16 de abril. O principal partido de oposição na Coréia do Sul pediu nesta sexta-feira (2) a abertura de uma investigação parlamentar sobre os erros do governo, após o naufrágio que matou mais de 200 pessoas, a maioria alunos de ensino médio em uma viagem de campo Yonhap/Efe Mais

4.mai.2014 - Parentes de passageiro vítima do naufrágio da balsa Sewol choram, neste domingo (4), ao prestar homenagem em santuário memorial em Ansan. Mergulhadores continuam lutando contra fortes correntes e ventos à procura das dezenas de passageiros desaparecidos da tragédia ocorrida em 16 de abril Ahn Young-joon/AP Mais

6.mai.2014 - Monges marcham durante cerimônia budista no porto na Jindo, ao sul da Coreia do Sul, em memória dos passageiros mortos e desaparecidos no naufrágio da balsa Sewol a cerca de 20 km da costa da cidade. Um mergulhador civil envolvido nas buscas pelos desaparecidos morreu nesta terça-feira (6), enquanto outros seguem o trabalho, ajudados pelo melhor tempo e o enfraquecimento das correntes oceânicas Yonhap/AP Mais

8.mai.2014 - O presidente da empresa proprietária da balsa Sewol é apresentado após ser detido pela acusação de homicídio na Coreia do Sul. A embarcação naufragou em abril no litoral sudoeste do país, deixando mais de 300 mortos e desaparecidos Yonhap/AFP Mais

9.mai.2014 - Pais seguram retratos de seus filhos que morreram no naufrágio da balsa Sewol durante protesto perto da sede do governo por uma audiência com a presidente sul-coreana, Park Geun-Hye. Eles querem acelerar as buscas pelas 31 pessoas que ainda estão desaparecidas desde o acidente, em 16 de abril, e exigir punição aos responsáveis. Investiga-se a hipótese de que a embarcação levasse mais peso do que sua capacidade. Mais de 300 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio, morreram ou sumiram no desastre Jung Yeon-je/AFP Mais

15.mai.2014 - Alunos levam ao monte Ansan, em Seul, placa que diz "querido amigo sempre, sempre vamos lembrar de você", em referência a vítima da balsa Sewol, naufragada a 20 km da costa da Coreia do Sul. Nesta quinta-feira (15), o comandante e três membros da tripulação foram acusados de homicídio pela morte de mais de 300 pessoas na tragédia Jeon Heon-Kyun/Efe Mais

16.mai.2014 - Grupo de pessoas forma uma fita amarela gigante, diante de memorial em Seul (Coreia do Sul), em homenagem as vítimas do naufrágio da balsa Sewol. Nesta sexta-feira (16) completa-se um mês da tragédia que matou mais de 300 pessoas, a maioria alunos de ensino médio Kim Jong-geun/AP Mais

17.mai.2014 - Manifestantes sul-coreanos entram em confronto com a polícia de Seul durante marcha pelas vítimas do naufrágio de balsa Sewol, que deixou mais de 300 mortos, am abril. Protesto pede por ações do governo para amparar familiares Jeon Heon-Kyun/EFE Mais

17.mai.2014 - Manifestantes entram em confronto com a polícia em Seul, na Coreia do Sul, durante protesto contra o governo do país pela ação no naufrágio de uma barca. No acidente, morreram 280 passageiros -- a maioria era estudantes Ed Jones/AFP Mais

mai.2014 - A presidente sul-coreana, Park Geun-hye, reza durante homenagem às vítimas do naufrágio da balsa Sewol em uma igreja católica de Seul Do Kwang-hwan Yonhap/AP Mais

10.jun.2014 - Espectadores acompanham o julgamento de 15 tripulantes, quatro deles acusados de homicídios, pelo naufrágio da balsa Sewol, que matou mais 300 pessoas em Seul, na Coreia do Sul, nesta terça-feira (10) Yonhap/EFE Mais

10.jun.2014 - Lee Joon-seok, capitão da balsa Sewol, chega ao tribunal em Gwangju, na Coreia do Sul, nesta terça-feira (10), para julgamento de 15 tripulantes, quatro deles acusados de homicídios, pelo naufrágio da balsa Sewol, que matou mais 300 pessoas em Seul, na Coreia do Sul, nesta terça-feira (10) Yonhap/Reuters Mais

10.jun.2014 - Uma parente de um dos passageiros que estavam a bordo da balsa Sewol chora , nesta terça-feira (10) após participar de audiência de pré-julgamento de 15 tripulantes da embarcação, quatro deles acusados de homicídios, pelo naufrágio que matou mais 300 pessoas em Seul, na Coreia do Sul Ahn Young-joon/AP Mais

10.jun.2014 - Familiares dos passageiros que estavam a bordo da balsa Sewol se sentam em frente ao prédio onde membros da tripulação da balsa Sewol estão detidos, após participarem de audiência de pré-julgamento de 15 tripulantes, quatro deles acusados de homicídios, pelo naufrágio que matou mais 300 pessoas em Seul, na Coreia do Sul Kim Hong-Ji/Reuters Mais

11.jun.2014 - Policiais guardam edifício da Igreja Batista Evangélica em Anseong, Coreia do Sul, nesta quarta-feira (11). Milhares de policiais invadiram o complexo da igreja em busca do empresário bilionário responsável pela balsa Sewol, naufragada em abril e que deixou mais de 300 mortes no acidente. O executivo fugiu no mês passado, e está foragido desde então. As autoridades ofereceram meio milhão de dólares por informações que levem a sua detenção Shin Young-Geun/Yonhap/AP Mais

25.jun.2014 - Colegas dos estudantes mortos na Coreia do Sul no naufrágio da balsa Sewol, ocorrido em 16 de abril, voltam à escola, em Ansan, no primeiro dia de aula após a tragédia, nesta quarta-feira (25). Um total de 75 estudantes foram resgatados e 300 morreram ou desapareceram no naufrágio Chul-Soo Kim/Efe Mais

16.jul.2014 - Mais de 30 estudantes sobreviventes do naufrágio da balsa Sewol fazem uma passeata com guarda-chuvas amarelos perto do Parlamento, em Seul, na Coreia do Sul, para pedir um inquérito independente sobre a tragédia que deixou mais de 300 mortos. Relatório do Conselho de Auditoria e Inspeção do país responsabilizou 11 funcionários do governo por atos de corrupção, já que a administração portuária concedeu licença para o barco transportar pessoas normalmente, mesmo sabendo que ele havia sido modificado de forma ilegal Jung Yeon-je/AFP Mais

23.jul.2014 - População participa de marcha para pedir aprovação de lei especial para evitar desastres como o da balsa Sewol, que naufragou na Coreia do Sul, matando mais de 300 pessoas, nesta quarta-feira (23), em Seul Park Jin-hee/Xinhua Mais

17.ago.2014 - Papa Francisco batiza Lee Ho-Jin, 56, pai de um dos estudantes de ensino médio que morreu na balsa Sewol, durante visita do pontífice à Coreia do Sul. A embarcação naufragou em abril com 476 pessoas a bordo, incluindo 300 alunos da mesma escola. Apenas 172 pessoas foram salvas e a maior parte das vítimas foi encontrada dentro das cabines da embarcação, pois estavam aguardando ordens para evacuar Observatório Romano/AFP Mais

22.ago.2014 - O sul-coreano Kim Young-oh (à esquerda), que perdeu a filha de 16 anos no desastre da balsa Sewol em abril, é transportado para uma ambulância, em Seul. Ele passou mal e foi hospitalizado ao promover um jejum de 40 dias para reivindicar um inquérito independente sobre o acidente, que deixou mais de 300 mortos e desaparecidos Han Jae-ho/News1/Reuters Mais

Lee Joon-seok, capitão da balsa Sewol, que naufragou na costa da Coreia do Sul em abril e deixou mais de 300 mortos - a maioria estudantes -, chega em tribunal para audiência em Gwangju. Promotores pediram pena de morte para o capitão, e prisão perpétua para três dos tripulantes da embarcação, argumentando que o quarteto foi o responsável pela tragédia Park Chul-hong/Yonhap/AP Mais

1.nov.2014 - Pai de vítima do naufrágio da balsa Sewol chora durante funeral da filha neste sábado (1) na classe que ela frequentava em Ansan (Coreia do Sul). O corpo de Hwang Ji-hyun foi encontrado na última quinta-feira, mais de três meses depois do naufrágio que deixou mais de 300 mortos e desaparecidos, a maioria de estudantes Yonhap/EPA/Efe Mais

7.nov.2014 - Familiares de vítimas do naufrágio da balsa Sewol choram durante audiência na Assembleia Nacional da Coreia do Sul, em Seul. A instituição aprovou hoje os planos para desmantelar a Guarda costeira, bastante criticada por conta da falha em resgatar os passageiros da embarcação, em abril. Mais de 300 pessoas morreram, sendo que a maioria era de estudantes Lee Jin-man/AP Mais

11.abr.2015 - Homenagens às vítimas do naufrágio da balsa sul-coreana Sewol são depositadas em carteiras da escola de ensino médio Danwon, em Ansan (Coréia do Sul), neste sábado (11). Na próxima quinta-feira (16) completará um ano da tragédia que causou a morte de 304 pessoas, 250 delas alunos da escola Danwon que participavam de uma viagem de campo Ed Jones/AFP Mais

28.abr.2015 - Lee Joon-seok, capitão da balsa Sewol, que afundou na Coreia do Sul, deixando 304 mortos, foi condenado nesta terça¬-feira (28) à prisão perpétua em um tribunal de apelações do país, após a revisão de sua sentença anterior, estipulada em 36 anos de prisão Newsis/Xinhua Mais

Balsa naufraga com centenas a bordo na Coreia do Sul

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos