Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2016/05/27/imagens-retratam-hiroshima-apos-a-explosao-da-bomba-atomica.htm
  • totalImagens: 11
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20160527060000
    • Hiroshima [27534]; Segunda Guerra Mundial [53151]; Japão [5825];
Fotos

Ondas de radiação cobriram a paisagem após a explosão da primeira bomba atômica em Hiroshima, Japão. Em 6 de agosto de 1945, a bomba Little Boy foi lançada na cidade causando a morte de mais de 140 mil pessoas. No dia 9, uma bomba ainda mais poderosa, chamada Fat Man, foi lançada sobre a cidade de Nagasaki. O presidente dos EUA, Barack Obama, é o primeiro chefe de Estado norte-americano a visitar o local do primeiro bombardeio atômico da história. Obama chega a Hiroshima em 27 de maio, acompanhado pelo primeiro-ministro, Shinzo Abe U.S. Army/Hiroshima Peace Memorial Museum/Reuters Mais

Integrantes da equipe de pesquisa conversam em frente ao templo Hiroshima Gokoku, após o bombardeio atômico a Hiroshima. Pelo menos 148 mil pessoas morreram em decorrência do ataque nuclear na cidade. O presidente dos EUA, Barack Obama, é o primeiro chefe de Estado norte-americano a visitar o local do primeiro bombardeio atômico da história. Obama chega a Hiroshima em 27 de maio, acompanhado pelo primeiro-ministro, Shinzo Abe U.S. Army/Hiroshima Peace Memorial Museum/Reuters Mais

Grupo caminha pela ponte Aioi em Hiroshima, no Japão, após o bombardeio atômico. O local ao fundo é conhecido atualmente como Memorial da Paz de Hiroshima. Em 27 de maio o presidente dos EUA, Barack Obama, visita a cidade acompanhado pelo primeiro-ministro, Shinzo Abe. Obama é o primeiro chefe de Estado norte-americano a visitar o local do primeiro bombardeio atômico do mundo U.S. Army/Hiroshima Peace Memorial Museum/Reuters Mais

Um soldado de 21 anos, que foi exposto ao bombardeio atômico de Hiroshima, no Japão, em 6 de agosto de 1945, tem manchas hemorrágicas subcutâneas roxas em seu corpo. Pelo menos 148 mil pessoas morreram em decorrência do ataque nuclear na cidade. Obama é o primeiro chefe de Estado norte-americano a visitar o local do primeiro bombardeio atômico do mundo Gonichi Kimura/Hiroshima Peace Memorial Museum/Reuters Mais

Grupo caminha pela ponte Aioi em Hiroshima, no Japão, após o bombardeio atômico. O local ao fundo é conhecido atualmente como Memorial da Paz de Hiroshima. Em 27 de maio o presidente dos EUA, Barack Obama, visita a cidade acompanhado pelo primeiro-ministro, Shinzo Abe. Obama é o primeiro chefe de Estado norte-americano a visitar o local do primeiro bombardeio atômico do mundo Hiroshima Peace Memorial Museum/Reuters Mais

Membros da equipe técnica se reúnem nas ruínas do hospital Shima, após o bombardeio atômico à cidade japonesa de Hiroshima. Pelo menos 148 mil pessoas morreram em decorrência do ataque nuclear na cidade. O presidente dos EUA, Barack Obama, é o primeiro chefe de Estado norte-americano a visitar o local do primeiro bombardeio atômico do mundo Shigeo Hayashi/Hiroshima Peace Memorial Museum/Reuters Mais

A abóbada da chamada "Cúpula da Bomba Atômica", ou Genbaku Domu, o mais famoso monumento memorial da cidade bombardeada em 6 de agosto de 1945, foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1996. Antes de ser destruído, o edifício serviu à Prefeitura de Hiroshima. Atualmente ele abriga o Memorial da Paz de Hiroshima. Em 27 de maio o presidente dos EUA, Barack Obama, visita a cidade acompanhado pelo primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe Hiroshima Peace Memorial Museum/Reuters Mais

A abóbada da chamada "Cúpula da Bomba Atômica", ou Genbaku Domu, o mais famoso monumento memorial da cidade bombardeada em 6 de agosto de 1945 foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1996. Pelo menos 148 mil pessoas morreram em decorrência do ataque nuclear na cidade. Obama é o primeiro chefe de Estado norte-americano a visitar o local do primeiro bombardeio atômico do mundo Hiroshima Peace Memorial Museum/Reuters Mais

Casas e edifícios destruídos são vistos após o bombardeio atômico de Hiroshima, no Japão, em 6 de agosto de 1945, nesta foto registrada por Shigeo Hayashi em outubro de 1945. Em 27 de maio o presidente dos EUA, Barack Obama, visita a cidade acompanhado pelo primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe. Obama é o primeiro chefe de Estado norte-americano a visitar o local do primeiro bombardeio atômico do mundo Shigeo Hayashi / Hiroshima Peace Memorial Museum/Reuters Mais

Membros da equipe de pesquisa conversam em frente ao templo Hiroshima Gokoku, após o bombardeio atômico à cidade japonesa. O presidente dos EUA, Barack Obama, é o primeiro chefe de Estado norte-americano a visitar o local do primeiro bombardeio atômico do mundo. Obama chega a Hiroshima em 27 de maio, acompanhado pelo primeiro-ministro, Shinzo Abe higeo Hayashi/Hiroshima Peace Memorial Museum/Reuters Mais

A abóbada da chamada "Cúpula da Bomba Atômica", ou Genbaku Domu, o mais famoso monumento memorial da cidade bombardeada em 6 de agosto de 1945 foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1996. Em 27 de maio o presidente dos EUA, Barack Obama, visita a cidade acompanhado pelo primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe. Obama é o primeiro chefe de Estado norte-americano a visitar o local do primeiro bombardeio atômico do mundo U.S. Army/Hiroshima Peace Memorial Museum/Reuters Mais

Pela 1ª vez presidente dos EUA visita Hiroshima desde bomba; relembre a tragédia

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos