Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/mobile/2015/12/04/o-que-querem-as-feministas-hoje-em-cartazes.htm
  • totalImagens: 12
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20151204121611
    • Feminismo [52756];
Fotos

3.mai.2015 - "Por que morte se queremos vida?": Manifestantes fizeram passeata no Rio de Janeiro contra a descriminalização do aborto. O protesto foi realizado pelas ruas de Copbacana, na zona sul da capital fluminense Cacau Fernandes/Agência O Dia/Estadão Conteúdo Mais

30.mai.2015 - "Aborta o machismo": Pedindo a legalização do aborto no país, manifestantes pelos direitos das mulheres se reuniram no vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo). Com o tema "Aborto Ilegal Feminicídio de Estado", a quinta edição da Marcha das Vadias de São Paulo foi às ruas lutar por uma das reivindicações mais antigas das mulheres o direito ao aborto Reinaldo Canato/UOL Mais

30.mai.2015 - "Quem cala não consente": Pedindo a legalizacao do aborto no país, manifestantes pelos direitos das mulheres se reuniram no vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo). Com o tema "Aborto Ilegal Feminicídio de Estado", a quinta edição da Marcha das Vadias de São Paulo foi às ruas lutar por uma das reivindicações mais antigas das mulheres o direito ao aborto Reinaldo Canato/UOL Mais

9.set.2015 - "Cuide do seu decoro que eu cuido do meu decote": Servidoras da Câmara dos Deputados protestaram contra as regras de vestimenta que foram propostas pela mesa diretora. Com lenços cobrindo a cabeça e o colo, segurando cartazes e gritando palavras de ordem, elas protestam contra a restrição do uso de minissaias e decotes na casa Pedro Ladeira/Folhapress Mais

5.out.2015 - "Assediar mulheres nas ruas só faz de você um imbecial nojento": Grupo de mulheres fez ato contra o assédio em vagões do Metrô de São Paulo Marcelo D. Sants/Estadão Conteúdo Mais

28.out.2015 - "Nem papa nem juízes: as mulheres decidem": Protesto contra o projeto de lei 5069, de autoria do atual presidente da câmara Eduardo Cunha levou milhares de pessoas às ruas do centro do Rio de Janeiro, em especial as mulheres e os movimentos feministas Leo Coelho/Estadão Conteúdo Mais

30.out.2015 - "Legalize o aborto": Manifestantes protestaram em favor dos direitos da mulher e contra o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na avenida Paulista, em São Paulo. A manifestação é contra o projeto de lei 5069/13, que modifica a lei de atendimento às vítimas de violência sexual Diego Padgurschi/Folhapress Mais

30.out.2015 - "Seu machismo bate na minha pomba e gira": Coletivos de mulheres realizam um protesto contra o projeto de lei 5069, de autoria do presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha, durante o fim da tarde desta sexta feira na avenida Paulista. O projeto de lei dita que os profissionais da saúde que auxiliem ou informem as mulheres vítimas de violência sobre métodos abortivos terão pena de prisão de cinco a dez anos Nelson Antoine/Estadão Conteúdo Mais

1º.nov.2015 - "Tire seus rosários dos meus ovários": A Catedral da Sé, no centro de São Paulo, foi pichada em protesto contra o projeto de lei 5069, de autoria do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB). As portas e paredes da catedral amanheceram com rrases como "Útero laico", "Útero livre", "Aborto, sim" e "Se o papa fosse mulher, o aborto seria legal" Bruno Poletti/Folhapress Mais

12.nov.2015 - "O machismo mata mulheres todos os dias": Grupo de mulheres fizeram protesto contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no vão do Masp (Museu de Arte de São Paulo), na avenida Paulista, em São Paulo Adriano Vizoni/Folhapress Mais

12.nov.2015 - "Até eu nascer o Cunha cai": Grupo de mulheres fizeram protesto contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no vão do Masp (Museu de Arte de São Paulo), na avenida Paulista, em São Paulo Adriano Vizoni/Folhapress Mais

25.nov.2015 - "O número de mulheres negras mortas cresceu 54% em dez anos": Manifestantes concentraram-se no Vale do Anhangabaú, centro de São Paulo, no Dia Latino-americano e Caribenho de Combate à Violência contra as Mulheres. Os movimentos e coletivos Rede Leste, Casa Cidinha, Marcha Mundial das Mulheres, dentre outros, unificaram suas iniciativas para ir às ruas denunciar o aumento da violência contra as mulheres e pela derrubada do PL 5069/2013 Dario Oliveira/Codigo19/Estadão Conteúdo Mais

O que querem as feministas hoje 12 em cartazes

UOL Cursos Online

Todos os cursos