Topo

CarnaUOL

Anderson Baltar


Imperatriz confirma renúncia de presidente; Série A define ordem de desfile

Estácio de Sá durante desfiles pela Série A do Carnaval do Rio - Ellan Lustosa/Código 19/Estadão Conteúdo
Estácio de Sá durante desfiles pela Série A do Carnaval do Rio Imagem: Ellan Lustosa/Código 19/Estadão Conteúdo
Anderson Baltar

Anderson Baltar é jornalista, formado pela UFRJ e tem 42 anos. Com mais de 15 anos de experiência na mídia carnavalesca, foi assessor de imprensa da União da Ilha e Império Serrano, produtor de Carnaval da TV Globo e trabalhou em coberturas de desfiles nas rádios Manchete e Tupi. Desde 2011, é âncora e coordenador da Rádio Arquibancada, web rádio com programação inteiramente voltada para o Carnaval. Em 2015, lançou o livro "As Primas Sapecas do Samba", ao lado dos também jornalistas Eugênio Leal e Vicente Dattoli.

23/07/2019 21h18

Oito vezes campeã do Carnaval carioca, a Imperatriz Leopoldinense vive a maior crise de sua história de 60 anos. Rebaixada no último Carnaval após uma tentativa de virada de mesa, a escola perdeu o seu presidente e patrono.

Luiz Pacheco Drumond, que comanda a Imperatriz há mais de 40 anos, formalizou, na noite de ontem, a sua renúncia ao cargo. Segundo o estatuto da agremiação, novas eleições serão convocadas em até 15 dias.

A notícia foi confirmada pelo diretor de Carnaval, Wagner Araújo, durante o sorteio da ordem de desfiles da Série A, realizado na noite de hoje.

Fundada em 1959, a Imperatriz Leopoldinense chegou ao desfile principal pela primeira vez em 1965, sendo rebaixada neste ano e também em 1967. De 1969 em diante, firmou-se no então primeiro grupo, mas sempre ficando nas posições intermediárias.

A história mudou com a chegada de Luizinho Drumond em 1976. Depois de mais um rebaixamento, em 1978, a escola voltou ao primeiro grupo em 1979 e, logo no ano seguinte, foi campeã, repetindo o feito em 1981.

Daí em diante, tornou-se uma das grandes escolas do Carnaval carioca, sendo vencedora em 1989, 1994, 1995, 1999, 2000 e 2001 e consagrando seu estilo de desfile clássico e luxuoso, cujo maior símbolo foi a carnavalesca Rosa Magalhães.

Confira a ordem do desfile da Série A:

As 14 escolas da Série A, que disputarão uma única vaga no Grupo Especial, desfilarão na sexta-feira e sábado de Carnaval mediante a seguinte ordem:

Sexta-feira: Acadêmicos de Vigário Geral, Acadêmicos da Rocinha, Unidos da Ponte, Unidos do Porto da Pedra, Acadêmicos do Cubango, Renascer de Jacarepaguá e Império Serrano.

Sábado: Acadêmicos do Sossego, Inocentes de Belford Roxo, Unidos de Bangu, Acadêmicos de Santa Cruz, Imperatriz Leopoldinense, Unidos de Padre Miguel e Império da Tijuca