Topo

CarnaUOL

Anderson Baltar


Tijuca divulga sinopse e samba será encomendado a Dudu Nobre e Jorge Aragão

Desfile da Escola de Samba Unidos da Tijuca, sétima a entrar na avenida pelo Grupo Especial do Carnaval do Rio 2019 - Marcel Fonseca/Estadão Conteúdo
Desfile da Escola de Samba Unidos da Tijuca, sétima a entrar na avenida pelo Grupo Especial do Carnaval do Rio 2019 Imagem: Marcel Fonseca/Estadão Conteúdo
Anderson Baltar

Anderson Baltar é jornalista, formado pela UFRJ e tem 42 anos. Com mais de 15 anos de experiência na mídia carnavalesca, foi assessor de imprensa da União da Ilha e Império Serrano, produtor de Carnaval da TV Globo e trabalhou em coberturas de desfiles nas rádios Manchete e Tupi. Desde 2011, é âncora e coordenador da Rádio Arquibancada, web rádio com programação inteiramente voltada para o Carnaval. Em 2015, lançou o livro "As Primas Sapecas do Samba", ao lado dos também jornalistas Eugênio Leal e Vicente Dattoli.

21/08/2019 20h16

A Unidos da Tijuca divulgou hoje a sinopse de seu enredo para o Carnaval 2020. Intitulado Onde Moram os Sonhos, o tema abordará a arquitetura e o urbanismo e marca o retorno do carnavalesco Paulo Barros à escola, onde fez seu último desfile em 2014 --data também do último dos quatro títulos da agremiação. A Tijuca não realizará disputa de sambas-enredos. O hino oficial será encomendado a um grupo de cinco compositores, liderados pelos consagrados Jorge Aragão e Dudu Nobre. O samba deverá ser lançado na primeira quinzena de setembro.

De acordo com a sinopse divulgada, a escola abrirá o seu desfile falando das antigas civilizações, mostrando as maravilhas arquitetônicas do Mundo Antigo, especialmente os templos e monumentos criados por seus governantes, cujos registros chegaram até nós por meio de suas ruínas. Em seguida, o enredo viaja até a era medieval, mostrando seus castelos e fortificações e enaltecendo a arquitetura de suas igrejas.

A arquitetura moderna e a figura de Oscar Niemeyer também serão relembrados no enredo da Unidos da Tijuca, que também abrirá espaço para retratar os problemas que afetam as metrópoles do mundo moderno. Problemas ambientais, como o desmatamento, a falta de processamento do lixo e a falta de saneamento estarão na narrativa tijucana.

A azul e amarela encerrará seu desfile mostrando o ideal de cidade sustentável, em que arquitetura e o cuidado com a natureza convivem em harmonia. Sétima colocada em 2019, a Unidos da Tijuca será a terceira escola a desfilar na segunda-feira de Carnaval.