MST ocupa sede nacional do Incra, em Brasília

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) ocupam, nesta segunda-feira (19), a sede nacional do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), em Brasília. Os sem-terra estão no hall de entrada do prédio, onde impedem a entrada de servidores e visitantes, e na garagem, para bloquear o acesso de veículos oficiais. Alguns dos andares também estão tomados pelos integrantes do movimento.

A ação, segundo dirigentes do MST, reúne cerca de 700 pessoas e cobra os compromissos assumidos pelo governo federal depois da jornada de agosto passado que ainda não foram cumpridos.

“A reforma agrária está parada! Temos famílias acampadas há mais de cinco anos, vivendo em situação bastante difícil à beira de estradas e em áreas ocupadas, que são vítimas da violência do latifúndio e do agronegócio. Com as nossas ações, queremos denunciar a existência de latifúndios que não cumprem a Constituição Federal e que deveriam ser desapropriados”, disse José Batista de Oliveira, membro da coordenação nacional do MST.

A mobilização faz parte da Jornada de Lutas pela Reforma Agrária. Com o lema “Lutar não é crime”, o MST exige o assentamento das 90 mil famílias acampadas em todo o Brasil; a atualização dos índices de produtividade; a garantia de recursos para as desapropriações e investimentos públicos nos assentamentos (crédito para produção, habitação rural, educação e saúde).

O MST realiza mobilizações em todo o país na semana do Dia Nacional de Luta pela Reforma Agrária, em 17 de Abril, que foi instituído no governo Fernando Henrique Cardoso, em 2002, em memória dos 19 sem-terras assassinados no massacre de Eldorado de Carajás, em 1996.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos