PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Incêndio destrói 80% das empresas de Marcelândia (MT); moradores pedem doação de utensílios e eletrodomésticos

Fabiana Uchinaka <br>Do UOL Notícias <br>Em São Paulo

13/08/2010 14h39

O incêndio de grandes proporções que destruiu nesta quinta-feira (11) o município de Marcelândia, a 710 km de Cuiabá, no Mato Grosso, deixou 60 famílias desabrigadas, um número incerto de desalojados (que preferiram ir para casa de parentes e amigos), cem casas queimadas e 80% do parque industrial reduzido a brasas. Ninguém ficou ferido, mas 325 pessoas foram atendidas nos hospitais da região com problemas respiratórios.

Os estragos provocados pelo fogo, que já foi controlado, podem passar de R$ 10 milhões, segundo as primeiras estimativas. As perdas, no entanto, não são apenas materiais. Grande parte dos 14.500 moradores de Marcelândia depende direta ou indiretamente das madeireiras –16 empresas foram queimadas. Por isso, a preocupação agora é dar auxílio para as pessoas que perderam suas casas e seus empregos.

“O governador esteve aqui ontem e está estudando formas de montar um conjunto residencial e de abrir linhas de crédito em caráter emergencial. Como o governador [Silval da Cunha Barbosa (PMDB), empossado em março em substituição a Blairo Maggi (PR), que renunciou ao mandato para concorrer ao Senado] é candidato à reeleição, ele não pode lançar obras. Então estamos estudando algo em caráter emergencial”, explicou a assessora da Secretaria de Comunicação do Mato Grosso, Cirlene Lopes, que acompanha os trabalhos na região.

As linhas de financiamento seriam para que madeireiros possam construir as empresas e adquirir maquinários. Ainda não foram mencionados os possíveis programas, prazos e valores que cada um possa ter.

  • Marcelândia fica no norte do Mato Grosso, a
    710 km de Sinop. Tem cerca de 14.500 habitantes
    e 12.000 km² de área

Segundo ela, o impacto econômico na cidade foi devastador. “Eles precisam de todo tipo de material. As pessoas perderam tudo mesmo, perderam até os documentos. Um morador veio até nós dizendo que tinha ficado só de cueca, porque até as roupas ele perdeu na hora de ajudar a apagar o incêndio”, contou.

Além das doações que estão sendo arrecadadas pela Defensoria Pública, pela Secretaria de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social, pelas paróquias da região e por outras entidades, os moradores pedem que sejam enviados eletrodomésticos e utensílios domésticos.

As sedes da Defensoria Pública em várias comarcas estão funcionando como postos de arrecadação de alimentos não perecíveis, roupas, calçados, móveis, utensílios, remédios e materiais de construção. As paróquias dos municípios que pertencem a Diocese Sagrado Coração de Jesus também estão envolvidas. Em Sinop, as doações podem ser levadas até a Catedral. A Acrinorte (Associação dos Criadores do Norte de Mato Grosso) está providenciando o transporte de móveis, alimentos, roupas, calçados e demais donativos. (Veja a lista abaixo)

O governo estadual também enviou quatro médicos da Polícia Militar para ajudar no atendimento da população, que sofre com a fumaça e baixa umidade do ar. Dois caminhões carregados com medicamentos também foram encaminhados para a cidade.

Ainda há muitos pontos de calor, que podem se transformar em focos de incêndio. Para prevenir que o fogo volte a se alastrar, três aviões e um helicóptero sobrevoam a região.

Veja imagens do incêndio

Como a cidade não tem Corpo de Bombeiros, homens da coorporação em Sinop e Feliz Natal foram deslocados para ajudar a região. De acordo com o superintendente da Defesa Civil, major Agnaldo Pereira, o grupo levou abafadores, bombas costais e produtos químicos de combate ao incêndio.

O fogo teria começado em uma área próxima de madeireiras da cidade. Por conta dos fortes ventos, parte das chamas avançou para a área rural e outra invadiu as indústrias e as casas.

O incêndio provocou uma grande quantidade de fumaça, que atingiu outras cidades do Estado e deixou o céu fechado.

Veja onde doar:
Sindusmad, avenida das Embaúbas, centro, fone 3531 - 5900
CDL Sinop, rua das Amendoeiras (próximo a AABB), fone 3511 - 1400
Casa da Amizade, avenida dos Tarumãs, centro
Lions Clube, rua das Avencas, centro
Cientec, rua das Azaléias, centro, fone 3531 - 4003
Aces, ruas das Aroeiras, centro, fone 3531- 5808
Sindicato Rural, avenida das Embaúbas, centro, fone 3531-2425
Acrinorte, BR-163 km 827, setor industrial norte, fone 3515 - 6009
Paróquias da Igreja Católica - doações devem ser entregues na Catedral

Locais de doações em Sorriso
ACES - CDL- TV Sorriso e Rádio Sorriso

Em Marcelândia:
Rádio Mega Hits, fone 3536 - 1237
Sede Administrativa da Defensoria Pública (Cuiabá) - Rua 06, esquina com a Rua 04, Quadra 11, setor A - Centro Político Administrativo - Fone: (65) 3613-3400
Defensoria Pública de Alta Floresta - Avenida Ariosto da Riva. N° 1987. Ed. Fórum - Fone: (66) 3521-8687
Defensoria Pública de Colíder - Av. Costa e Silva, nº 72, Bairro Centro. Edifício do Fórum - Fone: (66) 3541-1238 3541-4698
Defensoria Pública de Guarantão do Norte - Av. dos Jatobás, s/n. esquina para Rua dos Cedros - Fone: (66) 3552-4561
Defensoria Pública de Itaúba - Av. Tancredo Neves , s/n.°, Edifício do Fórum - Fone: (66) 3561-1064
Defensoria Pública De Lucas Do Rio Verde - Av. Mato Grosso, 1912-S – Bairro Palmeira das Missões - Fone: (65) 3549-5456
Defensoria Pública De Matupá - End. Rua Luiz Mena, 1049, Sala D - Centro - Fone: (66) 3595-2073
Defensoria Pública De Nova Mutum - Rua das Primaveras, 983W - Centro - Fone: (65)3308-1151 / 3308-1180
Defensoria Pública de Paranaíta - Av. Alceu Rossi, s/nº - Centro
Defensoria Pública De Peixoto De Azevedo - Rua Pedro Álvares Cabral, nº 38, Centro – Edifício do Fórum - Fone: (66) 3575-2719 / 3575-2028
Defensoria Pública De Sinop - Av. dos Tarumãs, 1823 Centro - Edifício do Ipemat - Fone: (66) 3531-7564 / 3532-7430
Defensoria Pública De Sorriso - Av. Curitiba, nº 1.600, Centro - Fone: (66) 3544-1530
Defensoria Pública De Várzea Grande - Rua Governador Fernando Corrêa, 155, Jardim Aeroporto - Fone: (65) 3682-0377
Defensoria Pública De Vera - Av. La Paz nº 1532 – Centro - Fone: (66) 3583-1743
Defensoria Pública De Terra Nova Do Norte - Travessa Norte Sul, n° 25, Centro - Fone: (66) 3534-2124

Cotidiano