Topo

Com pouco sangue estocado, Hemorio pede doações para atender vítimas de desabamento no Rio

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, no Rio de Janeiro

2012-01-26T01:55:49

26/01/2012 01h55

O Hemorio, banco de sangue do Rio de Janeiro, solicitou à população doações em caráter emergencial para atender as vítimas do desabamento de três prédios no centro da capital fluminense. Segundo a Defesa Civil do Estado, há informações sobre um número mínimo de 11 feridos, dos quais cinco já foram localizados entre os escombros. O acidente ocorreu na noite desta quarta-feira (25).

De acordo com o Hemorio, o estoque de sangue está baixo e pode não ser o bastante para salvar as potenciais vítimas do desastre.

O Corpo de Bombeiros do Rio confirma que muitas pessoas seguem desaparecidas. No entanto, nenhum representante da corporação quis divulgar um número estimado. Segundo militares que estão no local, dadas as dimensões do acidente, não há muito otimismo quanto à existência de sobreviventes. Porém, caso tenha sido criado um bolsão de ar no perímetro em que os destroços foram ao chão, há chance de que alguma vítima esteja respirando.

O Hemorio, que abre diariamente às 7h, está situado na rua Frei Caneca, 08, ao lado do Campo de Santana, no centro da cidade. Para doar é necessário estar bem de saúde, ter entre 16 e 68 anos (jovens com 16 e 17 anos precisam de autorização por escrito dos pais ou responsáveis legais) e pesar mais de 50 quilos. O órgão necessita de todos os tipos de sangue.

Para agendar a doação com hora marcada, o voluntário pode ligar para o disque-sangue (0800-282 0708), que também esclarece dúvidas.

Os três prédios desabaram por volta das 20h30 no centro do Rio de Janeiro, um maior na avenida Treze de Maio, com 20 andares; um menor no número 16 da rua Manoel de Carvalho, com 10 andares; e um terceiro entre os dois, pequeno, com quatro ou cinco andares. O local fica ao lado do prédio do Theatro Municipal, que não foi afetado, segundo a presidente Carla Camurati.

Interdições

Para que as equipes possam trabalhar ao longo de toda a quinta-feira (26) na região do desabamento de três prédios no centro do Rio, a CET-Rio preparou um esquema especial para a área, conforme o mapa abaixo. As avenidas Treze de Maio e a Almirante Barroso (trecho entre a rua Senador Dantas e a avenida Rio Branco) ficarão totalmente interditadas para o tráfego de veículos.

Local aproximado do desabamento no Rio

  • Reprodução/Google Earth

Já a rua Senador Dantas sofrerá interdição de mão. Os veículos procedentes da avenida República do Chile deverão entrar na via, acessando na sequência a Rua Evaristo da Veiga.

A concessionária Metrô Rio informou que as estações Presidente Vargas, Uruguaiana, Carioca e Cinelândia abrirão normalmente na manhã desta quinta-feira. 

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, pediu às pessoas que trabalham em prédios no entorno do desabamento que não vão ao trabalho nesta quinta, já que a entrada não será permitida.

Mais Cotidiano