PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Cerca de dez pessoas são feridas em confronto entre sem-terra e funcionários de fazenda no Pará

Conflito entre sem-terra e funcionários de fazenda deixam feridos no Pará - Divulgação/Agropecuária Santa Bárbara
Conflito entre sem-terra e funcionários de fazenda deixam feridos no Pará Imagem: Divulgação/Agropecuária Santa Bárbara

Do UOL, em São Paulo

21/06/2012 13h11Atualizada em 21/06/2012 13h32

Cerca de dez pessoas ficaram feridas, entre elas uma criança de dois anos, em um confronto ocorrido nesta quinta-feira (21) entre integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e funcionários da fazenda Cedro, no município de Marabá, distante cerca de 527 quilômetros de Belém (PA). 

A propriedade é da empresa Agropecuária Santa Bárbara Xinguara, que pertence ao grupo do banqueiro Daniel Dantas.

De acordo com integrantes do MST, cerca de 500 pessoas protestavam em frente à sede da fazenda contra o desmatamento e o uso de agrotóxicos.

Charles Trocatte, dirigente local do movimento, acusa funcionários da fazenda de terem atirado nos manifestantes. "Fomos recebidos com muitos tiros por parte da escolta armada", relata.

Ainda segundo trabalhadores ligados ao MST, 12 pessoas foram atingidas pelos disparos. Três ficaram gravemente feridas. Todos foram levados para hospitais de Marabá e de Eldorado do Carajás, a 627 quilômetros da capital paraense. De acordo com o MST, uma criança está entre os feridos graves.

Revoltados, os sem-terra bloquearam a BR-155, nas imediações do km 249, entre os municípios de Marabá e Eldorado do Carajás.

A assessoria de imprensa da empresa responsável pela fazenda informou, por meio de nota, que a área foi invadida por homens armados. "Com muita violência, o grupo, fortemente armado, destruiu parte da propriedade e causou pânico nos funcionários da fazenda."
 
A Polícia Civil informou que vai investigar o caso.

 

Cotidiano