PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Troca de tiros em tentativa de assalto a banco deixa dois feridos a uma quadra da Paulista

Dois ladrões tentaram assaltar uma pessoa no estacionamento vizinho a uma agência bancária, localizada na alameda Santos, nos Jardins, área nobre de São Paulo - Nelson Antoine/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Dois ladrões tentaram assaltar uma pessoa no estacionamento vizinho a uma agência bancária, localizada na alameda Santos, nos Jardins, área nobre de São Paulo Imagem: Nelson Antoine/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

04/06/2013 15h54Atualizada em 04/06/2013 17h03

A Polícia Militar em São Paulo foi chamada para atender uma tentativa de assalto do tipo “saidinha de banco” na alameda Santos, nos Jardins, região nobre de São Paulo. O caso foi registrado a uma quadra da avenida Paulista, um dos principais cartões-postais da cidade.

Segundo a assessoria da PM, duas pessoas ficaram feridas na troca de tiros que envolveu policiais militares e um suspeito. De acordo com o 11º Batalhão da Polícia Militar, os feridos são o suspeito e um policial militar que fazia segurança particular da agência. O batalhão não soube informar, porém, se o policial é aposentado ou estava de folga.

A assessoria de imprensa PM disse que os dois feridos foram encaminhados ao Hospital das Clínicas, mas o estado de saúde não foi informado nem seus nomes.

Seis carros da PM e uma ambulância foram encaminhados ao local, que não foi interditado para o trânsito de pedestres. Na via, apenas uma das faixas foi bloqueada.

Um morto em Higienópolis

Perto dali, no bairro de Higienópolis, outro crime do tipo “saidinha de banco” resultou na morte de Eduardo Paiva, 39, funcionário do colégio Sion, na avenida Higienópolis. Segundo a Polícia Civil, Paiva havia acabado de sacar R$ 3.000 de uma agência do Itaú na avenida Angélica e teria sido seguido por uma dupla de assaltantes de moto.

Segundo imagens de segurança das proximidades captadas pela polícia, Paiva foi morto pelo garupa quando tentava fugir da abordagem. O dinheiro não foi levado.

Cotidiano