Topo

Manifestantes tentam invadir Hospital Sírio Libanês, em SP

Do UOL, em São Paulo

08/08/2013 19h05Atualizada em 30/03/2015 14h55

Cerca de cinco manifestantes dos cerca de cem do Fórum Popular de Saúde do Estado de São Paulo tentaram invadir o hospital Sírio Libanês por volta das 19h30, houve um princípio de tumulto com os seguranças do hospital, segundo a rádio SulAmérica Trânsito.

Eles gritavam "Fora, Sarney." O senador José Sarney (PMDB) está internado no hospital há duas semanas. Ele faz tratamento na Unidade Semi-Intensiva do Hospital Sírio-Libanês desde o último dia 31.      

Os manifestantes já deixaram o local e seguiram em direção à sede da Prefeitura de São Paulo. O grupo deixou a sede da prefeitura por volta das 20h40.  

Em nota, o hospital Sírio-Libanês informou que "considera que manifestações pacíficas constituem um direito dos cidadãos". "Mas lamenta a forma como o protesto foi conduzido na noite desta quinta-feira (08/8), na porta da instituição, prejudicando pacientes, familiares e acompanhantes", informou o hospital.

A nota informou ainda que o Sírio-Libanês "realiza quase 20 mil internações todos os anos, de pacientes do Brasil e do exterior".

"A todos eles, sem qualquer distinção, oferece a mesma excelência assistencial, médica e tecnológica. Em um momento delicado de suas vidas, esses pacientes não podem ser prejudicados ou incomodados da maneira como ocorreu nesta noite, sob pena de comprometer a legitimidade de qualquer ato, por mais bem intencionado que ele seja."

Mais cedo, eles chegaram a bloquear todas as faixas da avenida Paulista, na altura da rua Augusta, sentido Paraíso, nesta quinta-feira (8). A avenida foi liberada por volta das 19h30.  

Rodízio

Por conta do rodízio municipal, não circulam no centro expandido de São Paulo nesta quinta-feira os veículos com placas de finais 7 e 8, das 17h às 20h. Já na sexta-feira não circularão os carros com placas finais 9 e 0, entre 7h e 10h e das 17h às 20h. 

Cotidiano