Latam nega que avião pegou fogo e diz que aeronave passou por manutenção há 2 semanas

Vinícius Casagrande

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Jaqueline Falcão

    22.fev.2017 - Avião da Latam pega fogo em turbina no aeroporto de Congonhas

    22.fev.2017 - Avião da Latam pega fogo em turbina no aeroporto de Congonhas

O vice-presidente de operações da aérea Latam, Nelson Shinzato, afirmou nesta quinta-feira (23) que o motor do Airbus 320 envolvido em um incidente na noite de quarta-feira (22) no aeroporto de Congonhas (SP) passou por uma manutenção preventiva, chamada de check A, há duas semanas e não apresentava problemas.

Segundo Shinzato, a manutenção é feita a cada 800 horas de voo. "É um check bem detalhado, que dura aproximadamente seis horas, e não foi identificado nenhum problema. Nem no check nem antes desse voo", afirma.

Segundo informações da companhia aérea divulgadas logo após o incidente, a aeronave sofreu um princípio de incêndio às 18h45 quando se preparava para decolar com 134 passageiros e seis tripulantes com destino a Belo Horizonte. Ninguém ficou ferido. O vice-presidente da Latam afirmou nesta quinta-feira, entretanto, que o motor do avião não apresenta sinais de fogo e que os Bombeiros foram acionados como medida de precaução. Segundo o executivo, o piloto recebeu alertas do painel de comando sobre um superaquecimento do motor direito do avião. Quando percebeu o problema, decidiu abortar a decolagem.

"O comandante viu que tinha alta temperatura no motor direito e recebeu um alerta feito para chamar atenção do piloto. Nesse momento, corretamente tomou a decisão de interromper a decolagem, fazendo todo o procedimento de frenagem", afirma.

Com a força da frenagem, o avião perdeu o eixo da pista e os Bombeiros do aeroporto foram acionados. "Fogo exatamente não houve. O que eles viram foi algum indício e estão corretos. Nesse momento, todos temos de ser bastante precavidos e tomar as ações conforme os protocolos. É isso o que esperamos mesmo", afirma. 

Fogo em turbina de avião interdita Congonhas

 

Depois do desembarque de todos os passageiros, o Airbus 320 foi encaminhado para um dos hangares que a companhia tem em Congonhas.O avião e o motor estão à disposição dos técnicos do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidente Aeronáuticos) que farão a investigação das causas do incêndio.

Shinzato afirma que ainda não é possível apontar as possíveis causas para o superaquecimento do motor no momento da decolagem. Após a análise dos técnicos do Cenipa, o motor deve ser retirado do avião e substituído para outro em condições de voo para que o avião retorne às operações. Ainda não há prazo para isso aconteça.

Operação de Carnaval

A paralisação do aeroporto de Congonhas ontem – por conta do incidente e também da forte chuva no período da tarde – causou o cancelamento de 46 voos da Latam. Outros 13 aviões ainda tiveram de ser redirecionados para outros aeroportos. Durante a noite, passageiros enfrentaram filas de seis horas para a remarcação dos voos.

Apesar dos transtornos, o vice-presidente da Latam avalia que tudo deverá estar normalizado para o Carnaval. "Temos aviões de reserva que são programados para esse tipo de evento. Temos aviões suficientes para que esse problema não nos afete na operação", afirma.

Os passageiros que não conseguiram embarcar por conta dos atrasos e cancelamentos de ontem têm até 15 dias para remarcar a passagem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos