PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Acidente entre ônibus e carro deixa dois mortos e um ferido na zona leste de SP

A colisão entre carro e ônibus na avenida Vila Ema matou dois homens e deixou um gravemente ferido - Jales Valquer/Fotoarena/Fotoarena/Estadão Conteúdo
A colisão entre carro e ônibus na avenida Vila Ema matou dois homens e deixou um gravemente ferido Imagem: Jales Valquer/Fotoarena/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

09/07/2017 09h14Atualizada em 09/07/2017 11h08

Dois homens morreram em um acidente envolvendo um automóvel e um ônibus do transporte coletivo na avenida Vila Ema, em São Lucas, na zona leste de São Paulo.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente foi registrado por volta das 7h na altura do número 4.200 da avenida. Não foram informados os nomes das vítimas que morreram no local --apenas que ambos são maiores de 18 anos. 

Uma terceira vítima, um homem também sem identificação, foi encaminhado em estado grave ao pronto socorro do Hospital das Clínicas, em Itaquera, também na região leste.

Aumento de acidentes na capital

Mês passado, a cidade de São Paulo registrou aumento no número de pessoas mortas em acidentes de trânsito referente a dados do mês de maio -- quando foram 91 mortes --mais de três por dia --, em comparação com as 81 mortes de maio de 2016. O aumento foi de 12%. O total foi também o maior número de óbitos dos então últimos nove meses --em agosto do ano passado, foram registrados 103 casos.

Os números foram divulgados pelo Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga), que usa como base os registros de mortes feitos pela Polícia Civil.

O tipo de acidente que mais cresceu foram os atropelamentos, que passaram de 38 em maio do ano passado para 47 agora. O porcentual de crescimento é de 23%.

O Infosiga contabiliza acidentes a partir de 2015. Até janeiro de 2017, o relatório havia apresentado queda na mortes em 12 dos 13 meses analisados. Desde fevereiro, entretanto, as mortes só subiram.

Em maio, duas das mortes ocorreram na marginal Pinheiros. De fevereiro para cá, segundo o Infosiga, foram 12 óbitos nas marginais do Tietê e do Pinheiros.

As vias tiveram aumento de velocidade no fim da janeiro, após promessa de campanha do prefeito João Doria (PSDB). Para viabilizar nos novos limites, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) iniciou um programa chamado Marginal Segura, que retirou funcionários da CET de outras áreas para reforçar a presença dos marronzinhos nas pistas.

* Com informações da Estadão Conteúdo

Cotidiano