PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Mulher incentiva criança a roubar celular em loja na Bahia e é flagrada por câmera

Demétrio Vecchioli

Colaboração para o UOL

28/08/2017 14h11

Buscando respostas para o sumiço do seu telefone celular, deixado em uma loja no centro de Feira de Santana, no interior da Bahia, a psicopedagoga Dilma Pereira voltou até o local e solicitou acesso às câmeras de segurança. Surpreendeu-se ao descobrir que o aparelho foi furtado por uma criança. E que a criança foi induzida por uma mulher que aparenta ser sua mãe.

O caso aconteceu no dia 17 de agosto no Laticínio Oliveira, no centro da cidade. Dilma contou ao UOL que estava fazendo compras e esqueceu o celular em cima do balcão. Ela ainda estava na loja quando duas mulheres, acompanhadas de duas crianças, notam o aparelho abandonado.

Em determinado momento, é possível ver mas imagens da câmera de segurança uma das mulheres conversar com um menino, que pega o celular e guarda com ele. O garoto parece se arrepender e devolve o aparelho no mesmo lugar onde estava, mas é repreendido pela mulher, possivelmente sua mãe.

Ela faz expressão de desaprovação e o menino dá meia-volta para pegar novamente o aparelho. O garoto faz isso e os dois vão embora pela calçada. Quando Dilma deu pela falta do celular, já no carro, e voltou até a loja, ele já não estava mais lá.

"Fiquei chocada por ser uma criança inocente, sendo manipulada por um adulto. A criança não tinha maldade nenhuma. A criança pegou e colocou no mesmo lugar, mas ela mandou pegar de novo. A criança está sendo só vítima", avalia Dilma.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Feira de Santana e pela própria vítima, que conseguiu um extrato da compra da mulher que acompanhava a que induziu a criança ao furto. Mas a operadora de cartão de crédito se negou a informar os dados pessoais da compradora.

Cotidiano