Topo

Atiradores de escola atacaram comerciante e se suicidaram no corredor

Leonardo Martins e Mirthyani Bezerra

Do UOL, em São Paulo

2019-03-13T13:09:32

2019-03-13T19:32:04

13/03/2019 13h09Atualizada em 13/03/2019 19h32

Antes de entrar em uma escola estadual em Suzano (Grande SP) e matar ao menos oito pessoas na manhã de hoje, os dois atiradores balearam o proprietário de uma loja de veículos localizada próximo à escola. A informação foi dada pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcelo Vieira Salles.

Segundo o coronel, o comerciante, Jorge Antonio Morais, 51, foi socorrido de helicóptero para o Hospital das Clínicas, na capital paulista, mas não resistiu e morreu.

Até o momento são dez mortos confirmados: Jorge, cinco alunos, duas funcionárias, os dois atiradores. Não se tem informação sobre a motivação dos atiradores.

Da loja de veículos, após atirarem no proprietário, eles se dirigiram à escola. Um vídeo de uma câmera de segurança mostra os dois atiradores chegando na escola em um carro branco, em frente à entrada da unidade de ensino.

Eles entraram pela porta da frente, atiraram contra a coordenadora pedagógica e contra outra funcionária da escola. "Estava na hora do lanche. Eles se dirigiram ao pátio, atiraram em mais quatro alunos do ensino médio. Nesse horário, só tínhamos alunos do ensino médio", disse Salles.

Do pátio, os atiradores seguiram em direção ao centro de línguas. "Os alunos do centro de língua se fecharam na sala junto com a professora e eles [os atiradores] se suicidaram no corredor", concluiu.

Com os atiradores, foram encontrados um revólver calibre 38, uma besta (uma espécie de arco e flecha disparado por um gatilho) e quatro peças de plástico para recarregamento de arma (jet loaders).

O local também foi isolado porque foram encontrados artefatos que poderiam ser explosivos. O GATE (Grupo de Ações Táticas Especiais) da Polícia Militar se encontra fazendo uma varredura no local. A Polícia Civil também já faz a perícia no local.