Topo

Suspeito de estuprar a filha é preso após usar documento do irmão gêmeo

Getty Images
Imagem: Getty Images

Daniel Leite

Colaboração para o UOL, em Juiz de Fora

13/09/2019 13h14

Um homem de 36 anos, suspeito de estuprar a filha no interior de São Paulo, foi preso ontem em Minas Gerais usando a identidade do irmão gêmeo dele. Ele estava foragido desde maio, quando teve um mandado de prisão temporária expedido pelo pelo crime de estupro de vulnerável.

Há cerca de 45 dias, o suspeito se mudou para Uberlândia, onde morava em uma pensão. Como não tem parentes na cidade mineira, a polícia acredita que estava se escondendo. O documento do irmão gêmeo foi usado para enganar a dona da pensão e também quando ele procurou imobiliárias para alugar um imóvel comercial.

Para encontrar o homem, os investigadores fizeram uso de interceptações telefônicas. Em um trabalho conjunto, policiais civis de Minas foram avisados da possível presença do rapaz na cidade e começaram a monitorar a pensão. Ao chegarem na pensão, o próprio suspeito abriu a porta e os policiais o prenderam na mesma hora. Um investigador de São Paulo estava junto e o reconheceu.

O suspeito não ofereceu resistência, negou o estupro e disse que a filha, que não teve a idade divulgada, inventou o crime por ele ser muito rigoroso. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, ele será levado para a cadeia em Santa Branca.

Cotidiano