Topo

Acidente com van escolar deixa dez crianças feridas no Rio de Janeiro

Acidente com van escolar deixa feridos no Rio de Janeiro - Reprodução/Redes sociais
Acidente com van escolar deixa feridos no Rio de Janeiro Imagem: Reprodução/Redes sociais

Pauline Almeida

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

20/09/2019 17h18Atualizada em 20/09/2019 20h27

Dez crianças entre 4 e 12 anos ficaram feridas em um acidente envolvendo uma van escolar, uma kombi e um carro próximo a uma creche na tarde de hoje no Andaraí, zona norte do Rio. A batida aconteceu na rua Adolfo Caminha. O motorista prestou depoimento na delegacia e foi encaminhado para fazer exame de corpo de delito.

A direção do Hospital Federal do Andaraí informou que todas as dez crianças foram prontamente atendidas na emergência. Como a unidade não possui CTI pediátrico, sete foram transferidas após os procedimentos de estabilização necessários. Três dos pacientes continuam no hospital, onde passam por exames, com quadro estável.

Ainda não se sabe exatamente quantas crianças estavam dentro do veículo e quais foram atingidas na calçada da porta da creche. A polícia está colhendo depoimentos de testemunhas e de pessoas envolvidas no acidente.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender as vítimas, mas quando os militares chegaram ao local, elas já haviam sido socorridas por populares. Policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora do Andaraí também estiveram na região para isolar a área e orientar o trânsito.

As crianças foram encaminhadas ao Hospital Federal do Andaraí, mas, depois, parte delas foi transferida para os hospitais Miguel Couto, na Gávea, Salgado Filho, no Méier, e Souza Aguiar, no Centro, inclusive com o auxílio de helicóptero.

Problema nos freios

Segundo informações da Polícia Civil, o condutor da van, de 35 anos, disse que a causa do acidente foi a perda dos freios. A informação corroborou relatos de testemunhas, que apontaram que a van perdeu os freios, ficou desgovernada, bateu nos outros dois veículos e ainda em uma árvore, em frente à Creche Municipal Galdino Manoel da Silva.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Transportes, a van não tem cadastro na pasta, possui placa de outro município e não poderia circular no Rio de Janeiro.

Já a Subsecretaria de Transporte de Niterói, de onde é a placa, informou que a van consta como particular, portanto, não poderia ser usada para o transporte de estudantes. O caso vai ser investigado pela 20ª Delegacia de Polícia.

A Polícia Civil confirmou que o veículo fazia o transporte escolar irregularmente, o que pode agravar a pena do condutor. Ele deve responder por lesão corporal no trânsito.

A Secretaria Municipal de Educação acompanha os desdobramentos.

Cotidiano