PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Em 'pior momento' da pandemia, Salvador volta a fechar cinemas e teatros

Divulgação
Imagem: Divulgação

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, no Recife

17/02/2021 16h53

Cinemas e teatros de Salvador voltarão a ser fechados por tempo indeterminado, na próxima sexta-feira (19), devido à alta da pandemia da covid-19 na capital baiana. A medida foi anunciada hoje pelo prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), que enfatizou que o município vive o "pior momento" da pandemia e precisa intensificar as regras de isolamento para tentar conter o avanço da doença.

Hoje, o governo da Bahia publicou decreto que determina toque de recolher das 22h às 5h, começando também na próxima sexta-feira, com o objetivo de evitar o colapso no sistema de saúde. A restrição vale por sete dias.

"A situação é grave, gravíssima, precisamos da conscientização da população, pois estamos vivendo o pior momento da pandemia. Estamos livres de decretar lockdown? Não!", disse Bruno Reis, destacando que até sexta-feira (19) a prefeitura analisará os índices do sistema de saúde para definir novas medidas de isolamento social.

A prefeitura de Salvador tinha liberado cinemas e teatros para receber público de forma presencial no último dia 9. Entretanto, após análise dos registros desta semana, decidiu restringir novamente o acesso do público. Os teatros estão autorizados a funcionar apenas de forma virtual, para que os artistas contemplados pela Lei Aldir Blanc possam comprovar o trabalho realizado com o beneficio que receberam.

Quase 11 mil mortes por covid-19 na Bahia

Boletim epidemiológico aponta que a Bahia registrou ontem 66 mortes por covid-19 e 3.849 casos de infecção do novo coronavírus. Atualmente, existem 15.084 casos ativos. No total, já são 10.864 mortes em decorrência da covid-19, representando uma letalidade de 1,71%, e 635.494 infectados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

A Sesab (Secretaria de Saúde do Estado da Bahia) explicou que a maioria das mortes registradas ontem ocorreu em diversas datas, mas que apenas ontem foi feita a contabilização. Segundo a secretaria, 74% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para pacientes com covid-19 estão ocupados.

Reis informou que Salvador registrou 94 pedidos de regulação de pacientes para leitos destinados à covid-19 nas últimas 24 horas. Segundo o prefeito, na fase mais grave da pandemia do novo coronavírus, no ano passado, Salvador obteve 60 pedidos de regulação de leitos para covid-19.

Outras medidas restritivas serão determinadas nos bairros da Pituba, Brotas, Itapuã, Pernambués, Fazenda Grande do Retiro e Boca do Rio, pois registram o maior número de infectados pelo novo coronavírus. Haverá distribuição de máscaras faciais para os moradores destes bairros com ações de conscientização, realização de testes rápidos, higienização e desinfecção das ruas, distribuição de cestas básicas e atendimentos pelo CRAS itinerante.

"Estamos caminhando para retroceder e adotar medidas de isolamento social. Se não for na cidade toda, pelo menos em bairros específicos teremos isolamento parcial. Tem bairros alternando incidência, e outros que permanecem com índice alto. Vamos adotar essas medidas para surtirem efeitos maior de contenção desses índices", informou Bruno Reis.

Toque de recolher na Bahia

Ontem, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), determinou o toque de recolher das 22h às 5h, de sexta-feira (19) até a meia-noite do dia 25. Costa disse que a restrição ocorrerá para "preservar vidas humanas, garantir leitos hospitalares para quem precisar e conter a taxa de crescimento de contaminação".

Durante o período de restrição, pessoas não poderão sair e estabelecimentos de serviços não essenciais estarão proibidos de funcionar, exceto nas regiões de Oeste, Irecê e Jacobina, que estão com índices menores. As polícias Civil e Militar estarão nas ruas para fiscalizar a determinação. Quem descumprir poderá ser preso e também processado por crime contra a saúde pública.

O governo da Bahia enfatizou que os números da pandemia no estado têm demonstrado uma tendência de crescimento dos óbitos e de quadros clínicos mais graves, o que tem ampliado a taxa de ocupação nas UTIs. Foram abertos novos leitos de UTI nos municípios de Camaçari (BA), Seabra (BA) e Barra (BA) nos últimos dias e estão previstas ampliações nas cidades de Ilhéus (BA) e Porto Seguro (BA).

Cotidiano