PUBLICIDADE
Topo

Lockdown: como funciona, o que é, significado e locais em que vale a medida

1º dia de lockdown em São Luís (MA) - Governo do Maranhão
1º dia de lockdown em São Luís (MA) Imagem: Governo do Maranhão

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

07/05/2020 04h01

Diante do avanço do novo coronavírus no Brasil, alguns estados e municípios avaliaram que as regras de distanciamento social não têm sido suficientes e aumentaram a restrição à circulação de cidadãos, decretando o chamado lockdown.

Maranhão foi o primeiro estado do país a ter cidades com lockdown. Depois, veio o Pará e Ceará. Já São Paulo, estado com maior número de infectados e mortos por covid-19, segundo a contagem oficial, está sob regras de distanciamento social, mas não tem até o momento lockdown. Entenda a diferença:

Dúvidas sobre lockdown por conta do coronavírus

O que é lockdown?

Lockdown refere-se ao bloqueio total de uma região, imposta pelo Estado ou pela Justiça. É a medida mais rígida adotada durante situações extremas, como uma pandemia.

O cidadão é restrito de circular áreas públicas sem motivos emergenciais, cruzar fronteiras e muitas vezes pode haver toque de recolher. A fiscalização é feita pelo governo.

Lockdown: qual o significado em português?

A palavra pode ser traduzida como "confinamento". Segundo o dicionário de língua inglesa Oxford, o significado de lockdown se refere a "estado de isolamento ou restrição de acesso instituído como uma medida de segurança". Pode também ser interpretado como "bloqueio total".

Qual a diferença entre lockdown e distanciamento social?

O distanciamento social prega que as pessoas fiquem longe o bastante das outras, mas não é uma imposição de Estado. O objetivo é restringir a disseminação do vírus pela distância, visto que, até onde se sabe, novo coronavírus não é transmitido pelo ar, mas por gotículas da saliva.

Por isso, recomenda-se a distância de pelo menos 1 metro das outras pessoas. Estudos mostram, por outro lado, que um espirro pode espalhar as partículas por até 8 metros.

Lockdown: como funciona?

As regras variam de acordo com o local adotado, mas os cidadãos só podem sair à rua por motivos de emergência. Basicamente, ficam abertos farmácias, hospitais, supermercados e outros locais que prestem serviços considerados essenciais.

O trânsito pela região também é parcialmente ou totalmente suspenso. Em alguns casos, rodoviárias, estações de trem e aeroportos são fechados e só é permitido ultrapassar a fronteira por motivo de emergência ou a trabalho.

O que é distanciamento social seletivo ou isolamento vertical?

O distanciamento social seletivo, também tratado às vezes como isolamento vertical, é destinado apenas uma parcela da população - por exemplo, grupos de risco mais elevado de desenvolverem complicações em caso de infecção por covid-19. O resto da população está livre para circular desde que esteja assintomática.

No caso do coronavírus, o grupo de risco engloba idosos acima de 60 anos, diabéticos, hipertensos e pacientes com doenças pulmonares, entre outras.

A medida é apoiada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas especialistas apontam que a medida pode ser arriscada no Brasil, onde é grande o número de casas em que idosos convivem com jovens - que podem sair e trazer o coronavírus.

O que é distanciamento social ampliado?

O distanciamento social ampliado se dá quando a recomendação de ficar em casa e evitar aglomerações é voltada a toda a população. Os cidadãos só devem sair a rua para necessidades básicas ou para trabalharem em serviços essenciais.

É o que popularmente tem sido chamado no Brasil de quarentena.

Qual a diferença entre lockdown e isolamento?

Lockdown é uma medida de Estado, imposto por lei, enquanto isolamento é uma recomendação do governo, adotada ou não de forma voluntária pela população.

O que muda com o lockdown?

A população não tem trânsito livre pela cidade e não pode deixa-la sem motivo emergencial, como em Wuhan, na China, local do paciente zero. Na região, só funcionam serviços básicos, como saúde, segurança pública e coleta de lixo.

Há lockdown em São Paulo, Manaus, Rio de Janeiro e Pernambuco?

As cidades de São Paulo e Manaus, apesar do grande número de casos de covid-19 e do volume de buscas no Google pelo termo "lockdown", não estavam submetidas às regras mais rígidas de confinamento da população. Há, porém, restrições a aglomerações, aulas e pedido para que a população fique em casa.

Em Pernambuco, o governo estadual decretou bloqueio total entre 16 e 31 de maio para cinco cidades da Grande Recife. No estado do Rio de Janeiro, o governo delegou às prefeituras que escolhessem adotar ou não a medida. Niterói fechou por cerca de dez dias em maio. Na capital, a prefeitura adotou um "lockdown parcial" na zona oeste e em Copacabana.

Onde vale o lockdown?

No Brasil, o lockdown já foi adotado em cidades dos estados do Maranhão, Pará e Tocantins, além de Fortaleza, Niterói e em parte da zona oeste do Rio de Janeiro. Em Pernambuco, Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata seguem em lockdown, com restrição de 50 vias, até 31 de maio.

A medida chegou a ser discutida para aplicação em grandes focos da doença no país, como São Paulo, Rio de Janeiro e Manaus, mas tem sido descartada.

A medida está sendo avaliada pelo governo do Espírito Santo, que já traçou um plano de contingência e pode decretar lockdown nas 12 cidades consideradas de "alto risco", incluindo a Grande Vitória.

Notícias