Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Jovem preso por post contra Bolsonaro diz que recebe mensagens com ameaças

João Reginaldo da Silva Júnior foi preso após mensagem contra Bolsonaro Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

05/03/2021 18h25Atualizada em 05/03/2021 23h25

Preso em Uberlândia (MG) após uma publicação no Twitter em que citava a ida de Jair Bolsonaro à cidade mineira, João Reginaldo da Silva Júnior, de 24 anos, disse hoje que vem recebendo ameaças de 'apoiadores radicais' do presidente.

"Aos apoiadores radicais do presidente que estão enchendo as minhas DMs [Direct Messenger] com ameaças e piadas misóginas insinuando que eu viraria 'mulherzinha' na cadeia, gostaria de dizer que dentro do presídio eu fui muito bem tratado tanto pelos presos quanto pelos policiais", postou no Twitter hoje.

Silva Júnior foi preso no dia 3 —e liberado um dia depois— depois de escrever uma mensagem no Twitter em que dizia: "Gente, Bolsonaro em Udia (sic) amanhã... Alguém fecha virar herói nacional?".

"Sou uma pessoa anônima (ou era até toda essa repercussão) com poucos seguidores e pouco alcance, então. De forma alguma esperava incitar ódio das pessoas com o meu tweet, só tinha feito como brincadeira entre os meus seguidores, que, até o momento, eram apenas amigos próximos", escreveu hoje.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, guarnições da ROCCA (Rondas Ostensivas Com Cães) da Polícia Militar foram à casa do suspeito após o apoio do serviço de inteligência da PM e deram voz de prisão em flagrante, pelos supostos delitos que seriam por questões de Segurança Nacional.

Ao UOL, Silva Júnior disse que a mensagem teve teor de sátira, e não a intenção de incitar ódio. "Até porque não sou figura pública, sou pessoa anônima, com poucos seguidores, fiz de forma para ser de humor para pessoas que me seguiam. (A publicação) tomou uma proporção que eu não esperava e tiraram de contexto", afirmou. O tuíte foi apagado.

Ele explicou que foi à Polícia Federal dar depoimento. "Eles acharam por bem me levar para o presídio e fiquei de ontem [dia 3] para hoje [dia 4] e por volta das 18h saí do presídio."

Silva Júnior criou uma "vaquinha" e, no Twitter, pediu ajuda aos seguidores para pagar os custos com advogados.

Leia a mensagem

Sou uma pessoa anônima (ou era até toda essa repercussão) com poucos seguidores e pouco alcance, então, de forma alguma esperava incitar ódio das pessoas com o meu tweet, só tinha feito como brincadeira entre os meus seguidores, que, até o momento, eram apenas amigos próximos.

Dito isso, quero agradecer o apoio de todos que se sensibilizaram com a minha situação, que mandaram mensagens de apoio e que entenderam que minha prisão foi injusta. O apoio de vocês significa muito mesmo, de verdade.

Aos apoiadores radicais do presidente que estão enchendo as minhas DMs com ameaças e piadas misóginas insinuando que eu viraria 'mulherzinha' na cadeia, gostaria de dizer que dentro do presídio eu fui muito bem tratado tanto pelos presos quanto pelos policiais.

Todos lá dentro do presídio entendiam e riam do absurdo que era a prisão de uma pessoa que não representa qualquer risco à sociedade. Felizmente, já estou respondendo em liberdade, mas ainda serei intimidado a depor em todos os atos do inquérito até passar pelo julgamento.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Jovem preso por post contra Bolsonaro diz que recebe mensagens com ameaças - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

Cotidiano