Polonês embriagado diz ser terrorista e acaba preso em aeroporto na Holanda

Do UOL, em São Paulo

  • Michel van Bergen/ANP/AFP

    Um dos terminais do aeroporto foi esvaziado após o incidente

    Um dos terminais do aeroporto foi esvaziado após o incidente

Um homem que foi detido na noite de terça-feira no aeroporto de Schiphol, em Amsterdã, capital da Holanda, provocando o fechamento temporário do local, é um sem-teto polonês que estava embriagado e disse ser terrorista à polícia.

O homem carregava duas mochilas e as autoridades decretaram um alerta por "pacote suspeito" depois de ele ter afirmado aos agentes que era um terrorista, segundo a agência holandesa "ANP".

O incidente, que foi registrado por volta das 22h30 locais de terça-feira (20h30 em Brasília), mobilizou o esquadrão especial antibomba. Eles usaram um robô para detectar se havia algum explosivo nas mochilas, após uma inspeção inicial feita pela polícia tinha indicado a possibilidade de haver substâncias perigosas.

O aeroporto foi reaberto depois da operação, e as autoridades detectaram que o homem agiu sob influência do álcool.

Schiphol, que fica a 16 km de Amsterdã, é um dos aeroportos de maior movimento da Europa, com quase 50 milhões de passageiros por ano.

A tensão é muito grande na Europa desde os atentados de 22 de março no metrô e no aeroporto de Bruxelas, que deixaram 32 mortos e foram reivindicados pelo grupo Estado Islâmico (EI), assim como os de 13 de novembro em Paris. (Com Efe e AFP)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos