PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Professora de escola cristã diz que foi demitida por iniciar carreira como atriz pornô

Nina revela que a escola lhe ofereceu um aumento, mas que preferiu mudar de carreira - Reprodução/Instagram
Nina revela que a escola lhe ofereceu um aumento, mas que preferiu mudar de carreira Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL

23/06/2017 10h31

Uma professora afirma que foi demitida de uma escola cristã em Los Angeles por não ter aceitado abrir mão de outra carreira que desenvolve: atriz de filmes pornôs.

Nina Skye, que dava aulas para crianças da pré-escola, disse à TV FOX, dos EUA, que “ama ensinar e ama sexo”. O problema, segundo ela, é que sua segunda paixão lhe impediu de seguir trabalhando com a primeira – ao menos por enquanto.

Ex-professora de pré-escola, Nina Skye trocou de carreira e virou atriz de filmes adultos - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

"Eu não poderia trabalhar lá, porque isso vai contra a declaração de fé, contra seus pontos de vista de fornicação, como sexo antes do casamento... Eles dizem que vai contra o contrato que eu assinei, dizendo que eu não faria isso”, lamentou.

Skye já tem uma carreira avançada na indústria cinematográfica adulta, tendo participado de filmes como “Amateur Allure” e “Swallow Salon”, algo como “Atração Amadora” e “Salão de Engolir” na tradução em português.

A professora e atriz disse que começou a fazer filmes pornôs por ser “dinheiro fácil” - chegou a receber US$ 2.500 dólares apenas por uma cena. “Nunca tive muito dinheiro”, desabafou.

Mas agora ela está pagando o preço deste dinheiro fácil. Skye disse que até recebeu da escola uma proposta de aumento salarial e ajuda para comprar uma casa, além de apoio psicológico. Em troca, teria que abandonar a carreira de atriz pornô para sempre. Não topou.

"Eles realmente estavam tentando me afastar da indústria, realmente queriam que eu ficasse. Eles ofereceram ajuda e conselhos, mas eu realmente não quero sair da indústria”, decretou.

Por enquanto, Nina está trabalhando apenas como atriz pornô. Ela admite que sente falta das salas de aula e seus jovens estudantes. Mas diz que está feliz e curtindo sua vida na frente das câmeras enquanto não surge uma nova oportunidade na outra área. A FOX não revelou o nome da escola em que Nina trabalhava.

Internacional