Líderes coreanos surpreendem ao se reunirem pela 2ª vez

Do UOL, em São Paulo

  • Dong-A Ilbo/AFP

    Líderes norte e sul-coreanos se abraçam depois da segunda cúpula entre os dois países

    Líderes norte e sul-coreanos se abraçam depois da segunda cúpula entre os dois países

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e o ditador do Norte, Kim Jong-un, surpreenderam ao se reunirem neste sábado (26) na fronteira entre os dois países para tratar a celebração da cúpula entre o dirigente norte-coreano e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Ambos mantiveram um encontro --o segundo em um mês-- de duas horas na desmilitarizada fronteira entre os dois países, segundo informou o escritório presidencial sul-coreano em comunicado. A reunião está sendo vista como uma sinalização positiva de que o encontro entre Kim e Donald Trump, presidente dos EUA, vai sair do papel no dia 12 de junho, como estava planejado.

Há dois dias Trump anunciou subitamente o cancelamento da cúpula para tratar com o líder norte-coreano sobre o possível desmantelamento de programa nuclear do país asiático. Voltou atrás depois dizendo que ainda seria possível se encontrar com Kim em Cingapura.

A Coreia do Sul comemorou que o diálogo entre EUA e Coreia do Norte "continue vivo". "O Governo sul-coreano observa com atenção os progressos destas conversas", acrescentou o porta-voz, em referência às constantes viradas na posição de Trump sobre a cúpula, que surpreenderam Seul, principal promotor do diálogo com Pyongyang.

Korea Summit Press Pool via AP
Kim e Moon se encontraram pela primeira vez em 27 de abril

A primeira reunião entre os líderes coreanos aconteceu em 27 de abril deste ano, quando ambos se comprometeram a assinar um acordo de paz permanente até o fim de 2018 e desarmar todo o arsenal nuclear da península.

O acordo de paz envolveria também os Estados Unidos e a China, que assinaram o armistício que encerrou a Guerra da Coreia em 1953. Os líderes disseram que esperam que todos os países envolvidos concordem em um tratado que encerre a guerra até o final do ano.

Segundo as fotos facilitadas pelo escritório presidencial, no encontro que mantiveram os dois líderes na faixa norte da chamada Zona de Segurança Conjunta (JSA) participaram, além disso, os respectivos chefes de inteligência de ambos países, Suh Hoon (Sul) e Kim Yong-chol (Norte).

Outras fotos mostram os dois líderes se cumprimentando com um abraço e Moon apertando a mão da irmã do líder, Kim Yo-jong, que também viajou com a comitiva do Norte até a fronteira. (Com agências internacionais)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos