Topo

Amigos fazem vaquinha para viúva de mergulhador morto em operação na caverna da Tailândia

Panumas Sanguanwong/Reuters
Militares da Tailândia homenageiam mergulhador morto Imagem: Panumas Sanguanwong/Reuters

Bruno Aragaki

Do UOL, em São Paulo

11/07/2018 12h49

Amigos de Saman Gunan, 38, organizam uma vaquinha para arrecadar fundos para a viúva do mergulhador, morto durante operação de resgate na caverna da Tailândia. Ele havia levado cilindros de ar para os garotos presos, mas, na volta, provavelmente sem oxigênio suficiente para ele mesmo, morreu.

"Estamos de volta, bem e podemos continuar sustentando nossas famílias. Infelizmente, não é o caso de Saman", escreveu o mergulhador espanhol Fernando Raigal, 33, que trabalhou na operação.

Em seu post no Facebook, Raigal dá detalhes da conta bancária em nome do mergulhador morto.

"Cavernas não são minha especialidade. Mas inclusive os especialistas diziam que essa era uma caverna muito complicada", disse Raigal ao UOL, por telefone. Ele voltou à capital tailandesa, Bancoc, nesta quarta-feira (11), após mais de uma semana trabalhando nas operações de resgate. 

"Era muito difícil mergulhar lá. A visibilidade era zero, havia correntes e era preciso ter ar suficiente para ir e voltar", completou.

Resgatados em uma operação que durou três dias, os 12 garotos do time de futebol amador "Javalis Selvagens" e o técnico de futebol recebem atendimento médico e passam bem. Imagens divulgadas hoje mostram alguns dos garotos em bom estado em hospital em Chiang Rai, a província onde se localiza a caverna na Tailândia.

Taila?ndia mostra imagens do resgate dos meninos em caverna

UOL Notícias