PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Japão resgata 3ª pessoa com vida após navio com quase 6 mil vacas afundar

Filipino é encontrado pela Guarda Costeira do Japão em um bote salva-vidas - AFP
Filipino é encontrado pela Guarda Costeira do Japão em um bote salva-vidas Imagem: AFP

Do UOL, em São Paulo

05/09/2020 09h05Atualizada em 05/09/2020 10h24

Um terceiro tripulante do navio que afundou na costa do Japão na quarta-feira foi encontrado com vida, informou a Guarda Costeira do país. Ao todo, 43 pessoas estavam a bordo do navio, que levava ainda 5.800 cabeças de gado.

O filipino Jay-Nel Rosals, de 30 anos, foi encontrado ontem em um bote salva-vidas. Ele foi levado ao hospital e está bem.

Na sexta de manhã, um segundo tripulante foi resgatado próximo à ilha de Amami Oshima. Inicialmente a Guarda Costeira havia informado que ele estava bem, mas segundo a CNN, em um novo comunicado o órgão anunciou que o homem havia morrido.

Segundo as primeiras informações, quando a embarcação Gulf Livestock 1 estava a cerca de 200 km da ilha japonesa de Amami Oshima, os tripulantes emitiram um pedido de ajuda por conta da passagem do tufão Maysak pela região.

O Gulf Livestock 1 tinha 134 metros de comprimento e deixou o porto de Napier, na Nova Zelândia, no fim de agosto com destino a Tangshan, na China. A viagem deveria durar 17 dias. A bordo, estavam 39 filipinos, dois neozelandeses e dois australianos.

O Ministério das Relações Exteriores da Nova Zelândia disse à agência Reuters que 5.867 bovinos estavam na embarcação.

Filipino diz que navio virou

De acordo com veículos internacionais, o marinheiro filipino Sareno Edvarodo, 45, foi o primeiro a ser resgatado. "Obrigado, muito obrigado. Eu sou o único? Ninguém mais?", disse ele ao encontrar os agentes da Guarda Costeira.

Edvardodo contou que um dos motores do navio parou de funcionar quando uma grande onda o fez girar. Ele pulou no mar quando o navio estava virando e teve apenas tempo de colocar o colete salva-vidas. O navio então afundou, disse ele, quando o tufão Maysak passou pela área. O sobrevivente disse que não viu outros membros da tripulação enquanto esperava por ajuda.

O Departamento das Relações Exteriores das Filipinas informou que acompanha as buscas e as informações do caso a partir do próprio consulado em Osaka, no Japão.

O tufão Maysak — equivalente a um furacão de categoria 4 (em uma escala que vai até 5) — atingiu o mar chinês oriental com ventos superiores a 200 km/h, provocando um segundo tufão, o Haishen, que deve continuar a ganhar força nesta semana e seguir até Kyushu, no sul do Japão.

Transporte de gado

A embarcação foi encarregada de transportar gado pela Australasian Global Exports, com sede na Austrália, que disse estar em contato com as famílias de alguns membros da tripulação, bem como com autoridades locais.

"Nossos pensamentos e orações também estão com os oficiais do barco, a tripulação, outros funcionários e suas famílias", escreveu a empresa em um comunicado.

O Ministério de Indústrias Primárias da Nova Zelândia anunciou, por sua vez, que estava suspendendo temporariamente as exportações de gado vivo, acrescentando "querer entender o que aconteceu" com este navio.

*Com ANSA e da RFI

Internacional