Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/meio-ambiente/album/2017/03/05/10-parques-para-conhecer-o-cerrado.htm
  • totalImagens: 11
  • fotoInicial: 2
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20170305040000
    • Notícias [35976]; Ciência e Saúde [76752]; Meio ambiente [11359];
Fotos

O cerrado é o segundo maior bioma da América do Sul, no entanto a área brasileira sofre com o desmatamento. Entre 2000 e 2012, 14,8% da vegetação do cerrado brasileiro foi devastada. Só em um levantamento feito por satélite entre agosto de 2015 e abril de 2016, o desmatamento atingiu 3.600 quilômetros quadrados da região. Confira dez parques nacionais em que a vegetação ainda pode ser observada Eduardo Knapp/ Folhapress Mais

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, fica no coração do cerrado e foi declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco em 2001. Existem quatro trilhas principais, várias cachoeiras, rios e cânions. Na foto, uma das mais lindas quedas d'água do Brasil, a cachoeira Santa Bárbara Julian Stella/Wikiparques Mais

A biodiversidade do cerrado impressiona: são mais de 11 mil espécies de plantas nativas, cerca de 200 espécies de mamíferos, mais de 800 de aves e 1.200 de peixes. No Parque Nacional das Emas (GO) é possível observar diversas configurações do bioma, como os campos limpos, campos sujos, matas ciliares e veredas. Além disso, pode-se observar emas, tamanduás-bandeira, veados, lobos-guarás, entre outros animais Laurent Guerinaud/Wikiparques Mais

Localizado no Tocantins, o Parque Estadual do Jalapão protege uma área de mais de 150 mil hectares que permite conhecer o cerrado em um cenário único de interação com a floresta amazônica e a caatinga. Como resultado, há cachoeiras, praias de rio, ilhas fluviais, nascentes, lagoas e dunas. Na foto, o lageado Selma Brandespim/Wikiparques Mais

A região do Parque Estadual do Sumidouro é campo de pesquisa sobre os primeiros habitantes do Brasil e a megafauna extinta do país. O parque tem 2.000 hectares do parque e os visitantes podem conhecer atrativos como a Gruta da Lapinha, a Lagoa do Sumidouro e o Museu Peter Lund, em homenagem ao naturalista que estudou a região. Animais como o tucano-toco (foto) também podem ser observados Christiane Duarte Vilaça/Wikiparques Mais

O Parque Nacional Cavernas do Peruaçu é outra peça que ajuda a reconstruir o passado pré-histórico do território brasileiro. Dentro do parque estão mais de 140 cavernas com pinturas rupestres e sinais da presença humana de cerca de 11 mil anos atrás. A história do parque, entretanto, é mais recente. Criado em 1999, foi aberto para visitação apenas em 2014 Wikiparques Mais

O Parque Nacional da Serra da Canastra, criado em 1972, é o lar da nascente do rio São Francisco. A vegetação típica do cerrado cobre os quase 200 mil hectares do parque, ótimo lugar para observar animais como o tamanduá-bandeira, o veado-campeiro e a ema Gustavo Almeida Couto de Andrade/Wikiparques Mais

O Parque Nacional da Chapada das Mesas, no Maranhão, foi criado em 2005. Toda região pode ser contemplada de um ponto de vista privilegiado no Portal da Chapada, uma formação rochosa curiosa que é um dos símbolos do parque. Por entre as trilhas e caminhos estão cachoeiras, poços e rios de água cristalina. Animais típicos do cerrado, como o lobo-guará e a onça-pintada, ambos ameaçados de extinção, fazem parte da fauna Sabrina de Saturno/Wikiparques Mais

Destino popular entre trilheiros e mochileiros, o Parque Estadual de Terra Ronca é um reduto de 57 mil hectares. Abriga um incrível patrimônio espeleológico: são mais de 300 cavernas. Também guarda cachoeiras e rios, além das espécies de fauna e flora características do bioma, como a onça-pintada, o lobo-guará e a coruja-buraqueira João Medeiros/Flickr Mais

Quem já leu o romance de Guimarães Rosa "Grande Sertão: Veredas" pode facilmente imaginar os contornos e as paisagens desta região, tão bem descrita pelo escritor. Não à toa o parque leva o nome da obra. As veredas, cachoeiras e o encontro dos rios Preto e Carinhanha, assim como o visual do Mirante da Seriema, justificam qualquer prosa e poesia. A unidade protege aproximadamente 231 mil hectares na divisa entre Minas Gerais e Bahia Ruanny Casarim/Wikiparques Mais

Localizado na Serra do Espinhaço, o Parque Estadual do Biribiri chama atenção por ter paredões íngremes, vales profundos e planícies de altitude. Seu território de quase 17 mil hectares tem cachoeiras, nascentes, campos de flores sempre-vivas e pedreiras João Medeiros/Flickr Mais

Vítima do desmatamento: veja 10 parques onde ainda é possível conhecer o cerrado

Mais álbuns de Ciência e Saúde x

Últimos álbuns de Meio Ambiente

UOL Cursos Online

Todos os cursos