Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/meio-ambiente/album/2017/12/31/as-especies-descobertas-e-as-ameacadas-de-extincao-em-2017.htm
  • totalImagens: 22
  • fotoInicial: 22
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20171231040000
    • Notícias [35976];
Fotos

Um estudo alerta um terço das espécies vive declínio populacional. Segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), o panda gigante continua em perigo de extinção em razão do aquecimento global. E três espécies de répteis da ilha Christmas, na Austrália, desapareceram em seu estado selvagem. Por outro lado, diversas novas espécies foram descobertas. O grupo de sapos-palhaço aumentou, um novo gibão e mais um orangotango entraram para os livros de zoologia e uma nova espécie de camarão marinho foi batizada em homenagem à banda Pink Floyd Arte Mais

14.mar.2017 - As duas últimas fêmeas de rinoceronte branco do norte que existem no mundo, Fatu e Naeem, foram estimuladas hormonalmente em 2017 para obter óvulos para que possam ser fecundados em um laboratório, após o sucesso de uma equipe de especialistas com a subespécie irmã, o rinoceronte branco do sul. "É o mamífero do planeta que está em maior perigo de extinção", afirmou Jan Stejskal, porta-voz do zoológico tcheco de Dvur Kralove, proprietário dos animais, que vivem atualmente na reserva Ol Pejeta Conservancy, no Quênia Tony Karumba/AFP Mais

11.jul.2017 - Um estudo alerta que o planeta atravessa uma aniquilação biológica de suas espécies animais, o que lança perspectiva sombria sobre o futuro da vida, inclusive humana. Um terço das espécies vive declínio populacional. O mundo está passando por uma "aniquilação biológica" de suas espécies animais, num fenômeno que já pode ser considerado uma sexta extinção em massa e que é mais grave do que parece Frans Lanting/National Geographic Creative Mais

2.ago.2017 - Por muito tempo em perigo, o panda gigante "está em uma situação melhor, mas continua em perigo", em razão do aquecimento global que ameaça seu hábitat e sua alimentação - estima Florian Kirchner, da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) Thinkstock Mais

14.set.2017 - Uma espécie de tartaruga gigante - que era considerada extinta há 150 anos do Arquipélago de Galápagos, no Equador - será reproduzida em cativeiro depois de estudos confirmarem que animais achados na última década têm parentesco com a espécie. O programa de reprodução, que inclui 32 tartarugas, das quais 19 são descendentes da espécie Chelonoidis niger, "permitirá, a médio prazo, repovoar a ilha Floreana (no sul do arquipélago)", informou o Parque Nacional Galápagos (PNG) AFP Mais

25.out.2017 - Além de destruir lares e comércios, o furacão Irma varreu um grande número de ninhos de tartarugas marinhas em sua passagem pela Flórida. O Estado é um berçário desses animais e este ano era muito encorajador para as tartarugas-de-couro, que estão em perigo de extinção, para as ameaçadas tartarugas-verdes e mesmo para as comuns, disse Kate Mansfield, cientista marinha e bióloga especializada na espécie na Universidade da Flórida Central. Do Refúgio "Archie Carr National Wildlife", ao sul do Cabo Canaveral, na costa leste do estado, mais da metade dos ninhos de tartaruga-verde feitos nesta temporada e um quarto dos feitos pelas tartarugas comuns se perderam com a tempestade que destruiu as praias Chip Somodevilla / Getty Images / AFP Mais

19.out.2017 - Uma imagem chocante de um crime ambiental foi a vencedora da competição de Fotógrafo de Vida Selvagem do Ano, conferido anualmente pelo Museu de História Natural de Londres. Registrada pelo sul-africano Brent Stirton, a foto retrata o corpo caído de um rinoceronte negro na Reserva Hluhluwe Imfolozi, em seu país. Caçadores clandestinos mataram o animal à noite com um silenciador e arrancaram o seu chifre. Brent Stirton Mais

26.set.2017 - Desde o início de 2017, mais de 90 baleias encalharam no litoral brasileiro e apenas duas sobreviveram, segundo balanço do Projeto Baleia Jubarte. Esse é o maior número de casos desde o início dos registros, em 2002. Veterinários especialistas em baleias dizem que o pico de encalhes ocorreu em agosto e setembro Divulgação/MAQUA-UERJ Mais

16.nov.2017 - Borboleta azul de Miami, um dos insetos mais escassos dos Estados Unidos e que nas últimas décadas viu seu habitat ser reduzido, está lutando para sobreviver, ajudada por cientistas do Museu de História Natural da Flórida. Segundo o museu, em 1999, quando acreditava-se que este inseto estava extinto, uma população remanescente de menos de cem borboletas foi descoberta no arquipélago Floria Keys. Desde então, o museu busca eventualmente resgatar a espécie da ameaça do desaparecimento através de um programa para estabelecer uma colônia da borboleta azul de Miami em cativeiro Jaret Daniels/Mu Mais

5.dez.2017 - Três espécies de répteis da ilha Christmas, pequena ilha australiana do oceano Índico, desapareceram em seu estado selvagem, por razões ainda desconhecidas, revela estudo da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza). Os geckos da ilha de Christmas (Lepidodactylus listeri), o lagarto-de-cauda-azul (Cryptoblepharus egeriae) e o lagarto da ilha Christmas (Emoia nativitatis) foram removidos da lista de espécies "em perigo crítico" para serem incluídos na de espécies "extintas em estado silvestre" da lista vermelha da IUCN Wikipedia Mais

Um estudo alerta um terço das espécies vive declínio populacional. Segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), o panda gigante continua em perigo de extinção em razão do aquecimento global. E três espécies de répteis da ilha Christmas, na Austrália, desapareceram em seu estado selvagem. Por outro lado, diversas novas espécies foram descobertas. O grupo de sapos-palhaço aumentou, um novo gibão e mais um orangotango entraram para os livros de zoologia e uma nova espécie de camarão marinho foi batizada em homenagem à banda Pink Floyd Arte Mais

9.jan.2016 - Pesquisadores do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP) e do Departamento de Biologia da Universidade Estadual de Maringá (UEM) identificaram uma ameba com formato similar ao do chapéu de um mago como o Gandalf, da série O Senhor dos Anéis. Trata-se de uma tecameba nomeada de Arcella gandalfi em homenagem ao personagem criado pelo escritor J. R. R. Tolkien (1892 ? 1973). A nova espécie de ameba foi descrita em um artigo publicado na revista Acta Protozoologica Jordana C. Féres e Alfredo L. Porfírio Sousa/Fapesp Mais

16.jan.2017 - Cientistas encontraram uma nova espécie de gibão, pequenos primatas que habitam o sul, leste e sudeste da Ásia. A nova espécie é a Gaolingong Montain White-browed, descoberta em Yunnan, na China. Com sobrancelhas brancas, a espécie é morfológica e geneticamente diferente das outras, segundo um estudo publicado no American Journal of Primatology. Com a descoberta, sobem para 20 o número de espécies vivas e reconhecidas do animal Kunming Institute of Zoology under the Chinese Academy of Sciences/ Xinhua Mais

Uma nova espécie de caranguejo descoberta na ilha de Guam, no oceano Pacífico, recebeu o nome de dois personagens da saga Harry Potter. O Harryplax severus pode ser encontrado no fundo de escombros de corais. A espécie faz parte da coleção do pesquisador Harry Conley, morto no início dos anos 2000, que está em estudo por cientistas de diferentes universidades Jose C. E. Mendoza Mais

22.fev.2016 - Quatro novas espécies de rãs noturnas minúsculas, tão pequenas que cabem em uma unha, foram descobertas em uma zona de montanha do sul da Índia. Estas rãs minúsculas medem até 15,4 milímetros de comprimento e vivem na vegetação florestal úmida. A equipe também relatou a descoberta de outras três espécies de rãs noturnas (A, B e C). De acordo com os pesquisadores, a espécie pode não ter sido notada antes pelo seu tamanho e hábitos discretos SD Biju Mais

13.mar.2017 - O grupo de sapos-palhaço aumentou. Os cientistas acreditavam que só duas espécies faziam parte dos sapos-palhaços, anfíbios com cores vibrantes e um padrão brilhante. Porém, estudando os animais da América do Sul encontraram mais duas espécies, a Dendropsophus arndti (na foto), que mede 30 milímetros e vive na Bolívia, e a Dendropsophus vraemi, com 26,5 milímetros que só foi encontrada na bacia Amazônia peruana. De acordo com a pesquisa publicada na PLOS, os sapos-palhaços devem ter nove espécies distintas Senckenberg Research Institute and Natural History Museum/Martin Jansen Mais

14.mar.2017 - Pesquisadores brasileiros e argentinos do Museu de Ciências Naturais Bernardino Rivadavia, em Buenos Aires, encontraram a primeira rã fluorescente do mundo. A fluorescência é a capacidade de absorver luz em comprimentos de onda curtos e reemiti-los em comprimentos de onda mais longos, comum no mar e incomum em criaturas terrestres. Essa característica nunca havia sido documentada em um anfíbio. A razão dessa capacidade animal não é clara, as explicações incluem comunicação, camuflagem e atração de parceiros. O animal que tem cerca 3 centímetros pode ser encontrado em árvores por toda a bacia amazônica Reprodução/Pnas/Carlos Taboada Mais

12.abr.2017 - Encontrado na costa do Panamá, o 'Synalpheus pinkfloydi', que gera estalo mais alto que um tiro com sua garra rosa, foi identificado por grupo de cientistas britânicos, brasileiros e americanos. Uma nova espécie de camarão marinho foi batizada em homenagem à banda Pink Floyd graças a um pacto entre cientistas que o descobriram, que são fãs de rock. O Synalpheus pinkfloydi usa sua grande garra para gerar um barulho tão alto que é capaz de matar peixes pequenos BBC Mais

Uma nova espécie de perereca-de-vidro, anuro do gênero Hyalinobatrachium, foi descoberta recentemente nas terras amazônicas do Equador. Batizada de Hyalinobatrachium yaku, o anfíbio, assim como outros membros da família Centrolenidae, tem como característica marcante a pele translúcida, que faz com que seja possível ver suas veias e órgãos internos. A nova espécie difere-se de parentes próximas por possuir pequenas manchas verdes-escuras no dorso e na cabeça e por seu canto tonal, que tem diferente duração e vibração em relação a outras espécies. Os machos da espécie, também, cuidam dos ovos da fêmea, algo incomum entre os anuros ZooKeys Mais

2.nov.2017 - Uma nova espécie de orangotango foi descoberta ao norte de Sumatra, na Indonésia, segundo um estudo publicado na revista científica "Current Biology". Mas o reduzido número de integrantes faz deste um dos símios mais ameaçados do mundo. Atualmente, de acordo com os biólogos, são reconhecidas seis espécies de grandes macacos: orangotangos de Sumatra e Borne, gorilas do leste e oeste, chimpanzés e bonobos. E, agora, o Pongo tapanuliensis ou orangotango de Tapanuli. Universidade de Zurick Mais

O Instituto Butantan, órgão vinculado à Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, descobriu nove novas espécies de aranhas venenosas. Todas do gênero Sicarius, conhecidas como "aranhas da areia". Elas são peçonhentas e têm uma distribuição muito maior do que se pensava inicialmente. Presentes na região da caatinga brasileira, esses mesmos animais conseguem sobreviver à neve chilena Divulgação Mais

Uma equipe de cientistas brasileiros descobriu seis novas espécies do tamanduá-anão, um mamífero que vive nas florestas tropicais da região amazônica e da América Central. Faram analisadas 33 amostras de DNA e examinadas mais de 280 espécimes do raro mamífero em coleções de museus de diversos países. ONG Projeto Tamanduá Mais

As espécies descobertas e as ameaçadas de extinção em 2017

Mais álbuns de Ciência e Saúde x

Últimos álbuns de Meio Ambiente

UOL Cursos Online

Todos os cursos