Exclusivo para assinantes UOL

Análise: O surgimento do "trumpismo"

Alain Frachon

  • Jim Young/Reuters

Sua vulgaridade é evidente, difícil não notar! Todos conhecem suas tiradas racistas, segundo as quais os mexicanos seriam “estupradores” ou “criminosos”. Todos sabem de sua propensão em insultar seus adversários; o “New York Times” contou mais de 200 tweets incendiários assinados por Donald. é impossível ignorar que ele é apaixonado por si mesmo; o “trumpismo” seria, em primeiro lugar, um narcisismo.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos