Exclusivo para assinantes UOL

Com greves, a Justiça acuada e instituições paralisadas, a Bélgica deixou de funcionar

Jean Pierre Stroobants

  • Dirk Waem/AFP

    Manifestante protesta contra medidas de austeridade em Bruxelas, na Bélgica

    Manifestante protesta contra medidas de austeridade em Bruxelas, na Bélgica

O discreto Jean De Codt, totalmente desconhecido do grande público até então, causou furor no dia 15 de maio: em um programa de debates, o mais alto magistrado da Bélgica falou que o Estado está “sucateando sua função mais antiga, que é fazer justiça”.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos