Exclusivo para assinantes UOL

Na guerra das Filipinas às drogas, quem se rende fica desamparado

Richard C. Paddock*

Em Manila (Filipinas)

  • Nacho Hernandez/The New York Times

Rayzabell Bongol, uma mãe de 18 anos e usuária de metanfetamina, tinha medo de morrer na guerra às drogas do presidente filipino, Rodrigo Duterte. Então ela se entregou à polícia. Eles a fizeram assinar um documento prometendo que nunca mais usaria drogas ilegais e a enviaram para casa.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos