Exclusivo para assinantes UOL

Linha direta entre americanos e russos evita catástrofes aéreas na Síria

Eric Schmitt

Em Doha (Qatar)

  • Sergei Karpukhin/Reuters

Pouco depois que a cidade de Palmira, no centro da Síria, passou das mãos do  governo para as dos combatentes do Estado Islâmico, os Estados Unidos e a Rússia enviaram correndo aviões de guerra nesta semana para atacar alvos militantes no local.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos