Exclusivo para assinantes UOL

Chantagem com gravações ilegais e prostitutas era arma tradicional da União Soviética

Andrew Higgins e Andrew E. Kramer

  • Mike Segar/ Reuters

    Trump pode ter sido vítima de um dossiê difamatório produzido por espiões russos

    Trump pode ter sido vítima de um dossiê difamatório produzido por espiões russos

Quando a União Soviética criou o hotel e a agência de turismo Intourist durante o governo de Stálin, os mensageiros, motoristas, cozinheiros e camareiras trabalhavam todos para a NKVD, a polícia secreta que depois passou a ser conhecida como KGB. Na folha de pagamento também havia as prostitutas usadas para ludibriar e chantagear políticos e empresários estrangeiros em visita.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos