Exclusivo para assinantes UOL

Marcante em protestos, ato de atear fogo a si mesmo é tendência sombria na Tunísia

Lilia Blaise

Em Tebourba (Tunísia)

  • Tara Todras-Whitehill/The New York Times

    Aziz, 13, que ateou fogo a si mesmo, recebe cuidado da mãe em sua casa em Bou Hajla

    Aziz, 13, que ateou fogo a si mesmo, recebe cuidado da mãe em sua casa em Bou Hajla

Quando Adel Dridi despejou gasolina em sua cabeça e atou fogo em si mesmo em maio, seu primeiro pensamento foi sua mãe, Dalila, cujo nome está tatuado em seu braço. Mas outra pessoa também estava em sua mente: Mohamed Bouazizi, o vendedor ambulante tunisiano cuja autoimolação em 2010 provocou os levantes da Primavera árabe. 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos