Topo

Vigilância onipresente: repórter testa óculos de reconhecimento facial da polícia chinesa

Paul Mozur, repórter do New York Times, experimenta um par de óculos de reconhecimento facial em uma estação de trem em Zhengzhou, China - Dong Fangzhong via The New York Times
Paul Mozur, repórter do New York Times, experimenta um par de óculos de reconhecimento facial em uma estação de trem em Zhengzhou, China Imagem: Dong Fangzhong via The New York Times
Exclusivo para assinantes UOL

Paul Mozur

Em Zhengzhou (China)

17/07/2018 00h01

Elas estão no topo de mastros e dos postes de luz. Algumas delas mal se percebem no teto do metrô, enquanto outras parecem se esticar até olhar as pessoas nos olhos.

As câmeras de vigilância estão por toda p...

Notícias