Exclusivo para assinantes UOL

Nos EUA, festival usa a pornografia para gerar afinidade entre as pessoas

Ella Jacobson

  • Getty Images/iStockphoto

O cheiro artificial de manteiga tomava conta do cinema lotado de Manhattan, onde cerca de 100 pessoas conversavam enquanto não começava a sessão pornô. O clima era estranhamente saudável. Uma fileira de mulheres se orgulhavam de terem escolhido o evento como uma comemoração de aniversário. Dois homens trocavam dicas de podcasts. Todos na plateia tinham uma postura impecável.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos