PUBLICIDADE
Topo

Política

Regina Duarte chama para ato pró-governo Bolsonaro: "O Brasil é nosso"

Regina Duarte - Sérgio Lima/Poder 360
Regina Duarte Imagem: Sérgio Lima/Poder 360

Do UOL, em São Paulo

26/02/2020 10h04

Regina Duarte, secretária especial da Cultura do governo Bolsonaro, compartilhou uma mensagem convocando seus seguidores para participarem da manifestação a favor do governo e contra o Congresso Nacional, marcada para o dia 15 de março.

"15 de março. General Heleno/Capitão Bolsonaro, o Brasil é nosso, não dos políticos de sempre. Nas ruas!", escreveu ela em seu perfil no Instagram.

A mensagem foi postada na noite de ontem.

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), ligada ao movimento Nas Ruas, também apoiou a convocação da manifestação pedindo ajuda dos internautas para aumentar as menções à hashtag #Dia15BrasilNasRuas.

A manifestação é organizada por ativistas em resposta à fala do general Augusto Heleno, ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional, que na semana passada chamou o Congresso Nacional de "chantagista", quando falava sobre a difícil negociação entre governo e Casa a respeito do Orçamento impositivo.

No final de semana, foi revelado que Bolsonaro estaria enviando vídeos em grupos de WhatsApp para convocar a população às ruas. Políticos da oposição questionaram a atitude do presidente.

"A ser verdade, como parece, que o próprio Presidente da República tuitou convocando uma manifestação contra o Congresso (a democracia) estamos com uma crise institucional de consequências gravíssimas", escreveu FHC no Twitter. O ex-presidente Lula também se manifestou chamando Bolsonaro de "falso patriota" e "falso moralista".

Janaína Paschoal: vídeo não é motivo para impeachment

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) também usou as redes sociais para comentar as manifestações. No entanto, disse que tem recebido mensagens com frases contra ela.

"Parece piada! Resgatem minhas publicações da época da eleição para a Presidência da Câmara. Eu disse que o arrependimento viria rápido!", escreveu ela.

Em vários posts sobre o tema, ela afirmou que segue sendo "crítica a manifestações convocadas por quem está no poder" e de que "compartilhar um vídeo com elogio próprio, apesar de brega, não dá impeachment".

Política