Bem-estar

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/saude/album/2012/10/24/conheca-algumas-posturas-da-acroyoga.htm
  • totalImagens: 40
  • fotoInicial: 23
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20121024115739
    • Bem-Estar [12397]; bem-estar/corpo [61601];
Fotos

A acroyoga é uma nova prática que já tem conquistado adeptos e reúne posturas de yoga (ásanas), elementos da acrobacia e técnicas de massagem tailandesa. Algumas posições são mais acessíveis, mas o correto é praticá-las sempre com acompanhamento de um instrutor. Antes de começar a prática, indica-se fazer um alongamento inicial com pés afastados na distância do quadril Maria Elisa Franco/UOL Mais

A série de alongamento inicial ajuda a soltar as articulações. Com os pés afastados na distância do quadril, os praticantes respiran, alongando os braços na altura dos ombros Maria Elisa Franco Mais

Em seguida, os praticantes expiram, esticando os braços para cima Maria Elisa Franco/UOL Mais

Ao exalar o ar, descem com o tronco próximo das pernas Maria Elisa Franco/UOL Mais

Com as mãos no chão, formam um ângulo de 90 graus com a coluna e retornam devagar à postura inicial MARIA ELISA FRANCO/UOL Mais

Com o corpo ereto e inclinado para frente, os praticantes apoiam seu peso sobre as mãos do parceiro Maria Elisa Franco Mais

A dupla faz uma flexão de braço para o lado direito Maria Elisa Franco/UOL Mais

Depois repete a flexão de braço para o lado esquerdo Maria Elisa Franco/UOL Mais

A dupla mantém firme a postura da prancha, formando um ângulo de 90 graus com os ombros e pernas levemente afastadas Maria Elisa Franco/UOL Mais

Em seguida, a parceira se posiciona na prancha sobre o parceiro, com as mãos apoiadas em seus tornozelos e os pés sobre os ombros do parceiro. Eles mantêm tronco retificado sem empinar os glúteos ou as costas Maria Elisa Franco/UOL Mais

De barriga para cima, eles iniciam a postura da mesa. Detalhe para os pés que apontam para a frente, as mãos que fazem um giro para fora e a pélvis alinhada para ajudar na sustentação Maria Elisa Franco/UOL Mais

Ela apoia o braço direito sobre o ombro direito do parceiro, e a perna direita sobre o joelho direito dele Maria Elisa Franco/UOL Mais

A companheira faz o mesmo com o braço e perna esquerda, até ficar na postura da mesa sobre o parceiro Maria Elisa Franco/UOL Mais

Após permanecer na postura da mesa, com a pélvis alinhada e o tronco reto, a parceira solta e relaxa o pescoço Maria Elisa Franco/UOL Mais

A dupla inicia a postura pássaro frontal, a primeira de voo na acroyoga: a parceira posiciona os pés do colega na altura da cintura Maria Elisa Franco/UOL Mais

De mãos dadas com a parceira, ele flexiona levemente os joelhos para receber o peso dela Maria Elisa Franco Mais

O parceiro que faz a base, ainda com os joelhos flexionados, equilibra a parceira Maria Elisa Franco/UOL Mais

Em seguida, ele estica as pernas, formando ângulo de 90 graus com o chão Maria Elisa Franco/UOL Mais

A postura do pássaro frontal se completa quando a parceira se mantém equilibrada sobre os pés do companheiro que faz a base Maria Elisa Franco/UOL Mais

Para a postura da borboleta aberta, o companheiro, que faz a base, posiciona os pés na cintura da parceira que, por sua vez, estica seus braços. Ela fica suspensa no ar Maria Elisa Franco/UOL Mais

O companheiro suspende a parceira pelas pernas e braços, que servem de apoio. Ela fica completamente suspensa com as pernas em abertura, e o tronco, braços e pescoço relaxados Maria Elisa Franco/UOL Mais

Numa variação da postura, a dupla faz a borboleta fechada: a parceira, que está suspensa, cruza os braços nas costas e une os calcanhares em ponta de pé. Detalhe para o pescoço, que deve permanecer relaxado Maria Elisa Franco/UOL Mais

Para finalizar a postura, ela abre as pernas e solta os braços, apenas equilibrando-se sobre as pernas do companheiro em 90 graus. Lembre-se: para realizar posturas como esta é fundamental ter a ajuda do instrutor Maria Elisa Franco/UOL Mais

Na postura da estrela, a parceira posiciona suas pernas próximo aos ombros do companheiro, deitado. Este, por sua vez, faz a base e recebe os ombros da parceira sobre seus pés Maria Elisa Franco/UOL Mais

Na variação da postura da estrela, a parceira permanece em invertida sobre os pés do companheiro e estica as pernas Maria Elisa Franco/UOL Mais

Para realizar esta postura, é recomendável ter a ajuda do instrutor Maria Elisa Franco/UOL Mais

Esta é a postura acrobática do trono aberto: ela fica sentada sobre os pés do parceiro, que se engancham sobre as pernas dele. Para finalizar a postura e ajudar no equilíbrio, a parceira abre os braços Maria Elisa Franco/UOL Mais

Na sequência, com braços esticados, a parceira apoia seu peso nas mãos do companheiro e faz uma abertura de perna sustentada pelos pés do parceiro Maria Elisa Franco Mais

Esta é a postura do vaga-lume (ou Titibhasana) Maria Elisa Franco/UOL Mais

Nesta postura, chamada Prasarita Twist, a parceira é alçada pelo companheiro que serve da base e realiza uma torção da coluna. Seus ombros ficam apoiados sobre os braços do parceiro e as pernas, em abertura, ficam apoiadas sobre uma das pernas do companheiro. Esta postura melhora a flexibilidade da coluna vertebral, massageia os órgãos internos como abdômen, fígado, rins, baço e aparelho digestivo, além de acalmar a mente. Para realizar esta postura é importante ter a ajuda do instrutor Maria Elisa Franco Mais

Nesta postura, chamada "estrela do mar dobrada", a parceira fica suspensa no ar pelas pernas do companheiro e as escápulas apoiadas sobre as mãos dele. Para realizar esta postura, é importante ter a ajuda do instrutor Maria Elisa Franco/UOL Mais

Nesta postura, conhecida como "cachoeira", a parceira é elevada. Suas pernas dobradas são sustentadas pelos pés do parceiro em 90 graus, e seus ombros, apoiados sobre as mãos do companheiro. Para realizar esta postura, é recomendável ter a ajuda do instrutor Maria Elisa Franco/UOL Mais

Esta postura conhecida como "boneca de pano" tem fins terapêuticos, pois com os braços soltos, a perna esquerda da parceira é içada, ajudando a alongar a linha da coluna. Para realizar esta postura, é importante ter a ajuda do instrutor Maria Elisa Franco/UOL Mais

Em seguida, de forma alternada, a perna direita da parceira é içada para proporcionar o alongamento do corpo. Para realizar esta postura, é importante ter a ajuda do instrutor Maria Elisa Franco/UOL Mais

Com as pernas ligeiramente flexionadas do parceiro que faz a base, a companheira permanece suspensa no ar com os braços e pernas relaxados. Para realizar esta postura, é importante ter a ajuda do instrutor Maria Elisa Franco/UOL Mais

Depois da última sequência, a massagem tailandesa pressiona pontos no ombro para retirar qualquer tensão adquirida durante as posturas Maria Elisa Franco/UOL Mais

Para finalizar a prática, a massagem tailandesa é recomendada para relaxar os músculos e as partes do corpo que foram exigidas nas posturas. A massagem tailandesa utiliza técnicas de manipulação corporal que envolvem movimentos de torções, compressões e alongamento profundo para liberar pontos de tensão. A parceira fica deitada com as costas apoiadas no chão e braços esticados sobre o corpo. O companheiro segura suas pernas e, com o peso do seu próprio corpo, puxa as pernas da parceira Maria Elisa Franco/UOL Mais

Com os joelhos dobrados, o parceiro faz pressão contra o peito Maria Elisa Franco/UOL Mais

Ainda com os joelhos dobrados, o companheiro, com o seu próprio peso, puxa os joelhos contra si para dar relaxamento. Esta técnica é uma forma de alongar a lombar, a virilha e as coxas Maria Elisa Franco/UOL Mais

Para finalizar a prática, a dupla dá um abraço de gratidão. Agradecimento especial a Louis Gabriel Watel e Luiza Mayall, que fizeram as sequências de posturas Maria Elisa Franco/UOL Mais

Conheça algumas posturas da acroyoga

Mais álbuns de Ciência e Saúde x

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE UOL SAÚDE

UOL Cursos Online

Todos os cursos