Topo

Associações cadastram profissionais de saúde que queiram atuar como voluntários em Santa Maria (RS)

Do UOL, em São Paulo

2013-01-31T12:15:47

31/01/2013 12h15

A Associação Brasileira de Psiquiatria e a Cruz Vermelha Brasileira começaram efetivamente a trabalhar no atendimento das vítimas do incêndio da boate Kiss, em Santa Maria (RS).

A partir de hoje, 31 de janeiro, as duas entidades passam a cadastrar profissionais, entre médicos, psicólogos e psiquiatras, interessados em trabalhar como voluntários no atendimento das famílias e profissionais envolvidos numa das maiores tragédias do país.
 
O cadastramento de voluntários não é restrito ao Rio Grande do Sul e pode ser feito pelo telefone. Os médicos, psicólogos e profissionais de saúde que não possuírem experiência no manejo de crise/trauma receberão treinamento específico da Secretaria Estadual da Saúde e Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre e dos núcleos de trauma da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Pontifícia Universidade Católica do rio Grande do Sul PUC/RS.

A Associação Brasileira de Psiquiatria e a Cruz Vermelha Brasileira trabalham de forma a minimizar os impactos pós-traumáticos que podem ser desencadeados em situações de tragédia como esta.

 “O voluntariado dos psiquiatras e profissionais de saúde é a melhor alternativa de atendimento de excelência às vitimas, familiares, bombeiros, profissionais que trabalham nos hospitais ou que atendem diretamente as mais de cem pessoas ainda internadas para tratamento, muitas delas em estado critico. Esta será uma atuação de médio e longo prazo e as sequelas poderão ser várias”, alerta o presidente da ABP Antônio Geraldo.

Os profissionais interessados devem entrar em contato com a Unidade da Cruz Vermelha Brasileira do Rio Grande do Sul. Os telefones são: (51) 9564.1919 (atendimento 24 horas) ou (51) 3311.5140 (horário comercial).

Mais Ciência e Saúde