Costa Rica decreta estado de emergência devido ao zika

  • EFE/Jeffrey Arguedas

A Costa Rica declarou estado de emergência nesta quinta-feira (25) em 31 regiões do país para evitar a proliferação do vírus da zika. Nesta segunda-feira foram confirmados os dois primeiros casos de transmissão dentro do país.

O Ministério de Saúde e a Comissão Nacional de Emergências (CNE) informaram em comunicado que assinaram um decreto de "estado de emergência pela proliferação do vetor da dengue, chikungunya e zika".

"Queremos sublinhar que a situação está sob controle, apenas dois casos foram atendidos", disse o ministro da Comunicação, Mauricio Herrera.

Ele afirmou que a declaração de emergência tem caráter preventivo e visa a captação de mais recursos e mais ações para combater o Aedes aegypti, que transmite o vírus.

A Lei Nacional de Prevenção de Riscos a Atenção a Emergências estabelece que se poderão destinar fundos e aceitar doações de entes públicos e privados, assim como utilizar verbas não usadas em outras emergências. O Executivo determinará por quanto tempo o estado de emergência será mantido.

As 31 - de um total de 81 - regiões do país em que foi decretada emergência são as que têm mais casos de dengue e chikungunya e estão localizadas em sete províncias. Uma delas é Guanacaste, onde foram registrados os primeiros dois casos de transmissão autóctone do zika.

"A Costa Rica não vai esperar estar inundada de casos de zika para reagir. Trata-se de uma medida para proteger a vida, a saúde e a segurança das pessoas", afirmou o ministro da Saúde, Fernando Llorca.

O vírus da zika, possivelmente associado ao surto de microcefalia no Brasil, já foi detectado em cerca de 30 países da América Latina e do Caribe e foi levado a outras regiões do mundo por viajantes. Nesta sexta-feira, por exemplo, o segundo paciente chinês infectado pelo zika, que se contaminou na Venezuela, recebeu alta num hospital no sul da China.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos