Consumo de álcool na gravidez pode alterar o rosto do bebê, aponta estudo

Colaboração para o UOL

  • Getty Images

O consumo de álcool durante a gestação pode causar alterações no rosto dos bebês. De acordo com uma pesquisa publicada nesta terça-feira (6) no jornal Jama Pediatrics, ingerir pequenas doses pode resultar em mudanças nos lábios superiores, olhos e nariz.

O fato não é tão novo assim. Já era sabido que o álcool tinha efeito, mas acreditava-se que as possíveis mudanças só aconteciam com grandes doses. Agora, segundo a pesquisa comandada pela pediatra Jane Halliday, qualquer quantidade pode causar algo.

O método utilizado foi simples. A pesquisadora acompanhou de perto a gravidez de 1570 mulheres. Desse número, 27% consumiram álcool durante a gestação. Após um ano do nascimento dos bebês, foi notado que 415 deles apresentavam alterações, como nariz levemente empinado e curto. As mudanças aconteceram mesmo com as mães que tomaram apenas goles uma vez só.

Pode parecer assustador, mas os casos são imperceptíveis a olho nu. Vale destacar que nenhum dano mental foi notado durante o processo. Mesmo assim, a pesquisa pede cuidado, principalmente nos primeiros três meses de gestação.

"Embora o significado clínico de nossos achados ainda esteja por determinar, esses achados sustentam a conclusão de que, para mulheres que estão ou ficam grávidas, evitar álcool é a opção mais segura", completa o artigo publicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos