PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
5 meses

Bebê no Acre nasce com anticorpos após mãe contrair covid na gravidez

Antonella Ramirez Jucá nasceu com anticorpos para covid-19 - Arquivo pessoal
Antonella Ramirez Jucá nasceu com anticorpos para covid-19 Imagem: Arquivo pessoal

Sara Baptista

Do UOL, em São Paulo

21/05/2021 19h49

Joyce Ramirez e Maicon Jucá receberam esta semana a notícia que todos os pais gostariam. Sua filha Antonella Ramirez Jucá, que está prestes a completar um mês de vida, é mais um bebê que nasceu com anticorpos para covid-19.

A proteção foi confirmada na última segunda-feira (17), quando saiu o resultado do exame de sorologia feito em Antonella. "A gente ficou muito feliz, emocionados realmente", resume Maicon sobre o sentimento do casal de Cruzeiro do Sul, no Acre.

Joyce já havia tido uma gravidez ectópica, quando o óvulo fecundado se aloja fora do útero, e um aborto espontâneo nos últimos cinco anos, portanto sua gravidez era considerada de risco. Quando ela teve sintomas de uma gripe forte, em fevereiro deste ano, aos oito meses de gestação, o casal ficou preocupado.

Antonella - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
O resultado do teste de Antonella saiu na última segunda-feira (17)
Imagem: Arquivo pessoal

Maicon relata que na ocasião Joyce chegou a ser testada, mas os exames deram negativo para o coronavírus. Algum tempo depois, já no final da gravidez, ela teve algumas complicações que a fizeram ficar internada por cerca de uma semana, até o nascimento de Antonella.

Com seu histórico, apesar de ter tido um parto tranquilo e de sua filha ter nascido saudável, Joyce teve que realizar alguns exames de acompanhamento posteriores, entre eles o teste de anticorpos de covid-19, que apontou a imunidade. Segundo Maicon, os médicos acreditam que ela contraiu a doença quando apresentou aquele quadro de gripe em fevereiro.

Após ver seu resultado, Joyce ficou curiosa para saber se a proteção tinha se estendido para a filha. Ela então levou Antonella a uma clínica particular onde fez os exames. "Ela me ligou chorando, dizendo que a médica disse que aconteceu algo raro e que a nenê está com anticorpos. Estava emocionada, porque é uma maravilha", relata Maicon.

família - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Joyce Ramirez, Maicon Jucá e a filha Antonella Ramirez Jucá
Imagem: Arquivo pessoal

Ele conta que eles não pretendiam divulgar a notícia, mas foram incentivados pelos médicos que acreditaram que a possibilidade de transferência de anticorpos da mãe para o bebê ia levar esperança para todos os brasileiros.

"A gente está passando por tanta dificuldade, tantas notícias ruins quanto a esse novo coronavírus e isso nos torna mais esperançosos", disse o pai que não poupa elogios à sua pequena. "A família toda está feliz, porque realmente foi uma notícia muito boa mesmo, muito prazerosa".

Saúde