Análise de estudos conclui que cálcio não melhora a densidade óssea

Nicholas Bakalar

  • Getty Images

    Leite e derivados são fonte de cálcio, vitamina A, B1, B2, D e fósforo

    Leite e derivados são fonte de cálcio, vitamina A, B1, B2, D e fósforo

O cálcio, ingerido em alimentos ou tomado como suplemento, tem pouco ou nenhum efeito sobre a densidade óssea ou o risco de fratura em pessoas com mais de 50 anos, segundo duas grandes revisões críticas de estudos publicadas em "BMJ".

Uma análise se concentrou em 59 estudos clínicos aleatórios controlados sobre o efeito do cálcio na dieta e em suplementos sobre a densidade óssea. Em conjunto, a pesquisa avaliou 13.790 homens e mulheres com mais de 50 anos. Os dados mostraram que mais cálcio na dieta ou ingerido como suplemento aumentava a densidade óssea entre um e dois por cento – pouco para ter qualquer efeito em fraturas.

A outra análise agrupou os resultados de 55 estudos sobre a ingestão de cálcio e fraturas e não constatou associação significativa do total do produto tomado com ossos quebrados. Alguns estudos com suplementos mostraram um risco levemente reduzido de fratura vertebral, mas não no caso de bacia e antebraço.

"Não encontramos provas de que a ingestão de cálcio esteja associada ao risco de fratura. Assim, se você tiver uma dieta normal, não é necessário se preocupar com a ingestão de cálcio", disse o principal autor, Dr. Mark J. Bolland, professor associado de medicina da Universidade de Auckland, na Nova Zelândia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos