Inundações deixam mais de 120 mortos na China

Pequim, 5 Jul 2016 (AFP) - Inundações no centro da China causaram 128 mortos e 42 desaparecidos, forçando 1,3 milhão de pessoas a evacuar grandes áreas próximas ao rio Yangtzé, indicou a agência de notícias oficial Xinhua.

Milhares de chineses estão ameaçados com a aproximação de um tufão que, segundo cálculos, afetará o leste do país na sexta-feira (8).

Chuvas torrenciais caem desde o fim de junho e já destruíram 41.000 casas, de acordo com a mesma fonte.

As águas do imenso lago Taihu, perto de Xangai, chegaram ao seu nível mais alto em décadas, informou o jornal Zin Jingbao (Beijing News), que adverte sobre os riscos de inundações na megalópole quando chegar o tufão.

Fotos espantosas circulam nas redes sociais e mostram, por exemplo, um estádio da província de Hubei (centro) transformado em uma "piscina gigante" ou um agricultor do leste da China desamparado e chorando, em meio a seus porcos com a água até as orelhas.

Até agora 42 pessoas são dadas como desaparecidas, segundo a agência Xinhua.

Ao menos 98 pessoas morreram no final de junho em Jiangsu (sudeste) após a passagem de um tornado e pelas chuvas torrenciais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos